Blast from the Past

Blast from the Past: Pokémon Stadium (N64)

No auge da febre Pokémon, games dos monstrinhos saiam aos montes. Só entre 1999 e 2001, o Ninte... (por Gustavo Assumpção em 16/08/09, via Nintendo Blast)

Pokemon Stadium 64

No auge da febre Pokémon, games dos monstrinhos saiam aos montes. Só entre 1999 e 2001, o Nintendo 64 recebeu Pokémon Snap, Pokémon Stadium, Pokémon Stadium 2, Hey You Pikachu! e Pokémon Puzzle League. Porém é fato que de todos esses, a série Stadium foi a mais bem recebida. É o primeiro game da série, lançado em março de 2000 no ocidente que iremos relembrar agora.

  • Um add-on dos games portáteis

pokemon_stadium_3A série Pokémon Stadium teve três games diferentes lançados. O primeiro deles chegou as lojas somente no Japão. Era uma versão que contava apenas com alguns dos monstrinhos da primeira geração, bastante simples e sem nenhuma grande novidade. O segundo game lançado no fim de 1999 por lá foi o primeiro a chegar em terras desse lado do planeta.

A grande novidade era que esse game acompanhava um novíssimo acessório, o Transfer Pak, que permitia que o jogador transferisse todos os monstrinhos de Pokémon Red, Blue ou Yellow para o game. A idéia 1435032_4além de muito inovadora ainda se aproveitava das mais de 30 milhões de unidades que os games do GameBoy haviam vendido, transformando essa versão numa espécie de upgrade dos títulos portáteis.

O resultado não poderia ser diferente: Pokémon Stadium conseguiu alavancar as vendas do Nintendo 64. Só na primeira semana o game alcançou mais de 500 mil unidades em território japonês. Ao todo foram quase 6 milhões de games vendidos no mundo todo, mais da metade nos Estados Unidos.

  • Jogabilidade básica, variedade de modos de jogo

Toda a jogabilidade de Stadium se baseia em batalhas. Não há qualquer elemento de exploração e por isso com o tempo o game acaba se tornando cansativo. Se você não tiver um cartucho de RBY para transferir seus times, o problema piora ainda mais. Existem Pokémons pré-treinados, os chamados Rentals, mas eles possuem status bem abaixo do normal e habilidades pouco variadas. É um desafio a mais ao jogador que precisará de paciência e sorte.

Antes de cada batalha o jogador escolhe um time de seis Pokémons. Mas apenas três deles serão usados nos confrontos. Variado bem nos times e usando ataques certos até dá pra terminar os modos somente com monstrinhos de aluguel. Mas se você puder transferir seus times a disputa será bem tranquila.

O que torna mais aceitável a jogabilidade básica é a grande variedade de modos de jogo. Ao todo são oito, que oferecem diversão por um tempo razoável ao jogador. Lembra bem quais eram eles? Não? Então confira aí:

  • pokemon_stadium_002Battle Now – O modo mais simples de todos. Já existem times pré-formados e basta ao jogador entrar em uma das batalhas. Simples e sem complicações
  • Event Battle – É o modo exclusivo para dois jogadores, onde infelizmente são necessários dois Transfers Pak e dois cartuchos de Game Boy. Possui uma gama grande de opções que podem ser definidas pelos jogadores.
  • Free Battles – Até quatro jogadores podem disputar batalhas com Pokés transferidos ou não. É possível formar times. Muito divertido.
  • Victory Palace – Uma espécie de Hall of Fame. Todos os monstrinhos que foram campeões do Modo Stadium ou do Gym Leader Castle ganham estátuas aqui.
  • Gym Leader Castle – Um dos modos mais legais. O objetivo principal é derrotar todos os líderes de ginásio na mesma seqüência dos games do GB. Se vencer, automaticamente passa para o próximo. Parece fácil, mas não é!
  • GB Tower – Uma das adições mais bem vindas. Aqui é possível jogar as versões Red, Blue e Yellow na tela de sua televisão via Transfer Pak! Muito útil para quem não tem um GameBoy ou para quem precisa fazer alguma modificação nos Pokémons antes de transferir sem ter que ligar o GB. pokemon_stadium_003
  • Pokémon Lab – Uma completíssima ferramenta de organização de itens e Pokémons. Você ainda pode conferir a lista completa dos monstrinhos que possui e em quais níveis eles aprendem golpes e habilidades.
  • Stadium – O modo principal. São quatro modalidades: Pika Cup, Petit Cup, Poké Cup e Prime Cup. Cada uma das modalidades possui regras específicas e um determinado nível exigido para os Pokémons.
  • Kids Club – Uma coletânea de minigames. Para quem gosta, são nove diferentes, alguns deles bem divertidos.

 

  • Derrote todos… se puder!

Os modos variados não escondem os problemas do game. A verdade é que faltam elementos que consigam prender o jogador por um tempo mais avançado (o que acabou acontecendo na continuação lançada em 2001).

Outros problemas são a parte sonora e visual muito abaixo do que se esperava. O visual ainda consegue recriar os monstrinhos com certa simpatia e sem maiores problemas, apesar das animações limitadas e cenários pobres. Já a trilha sonora era inexistente, o narrador quase um zero a esquerda e as “vozes” dos Pokés iguais as do GameBoy.

É claro que o game garante bons momentos. É desafiador e divertido, além de inovador para a época. Mas reavaliando suas características, é inegável que poderia oferecer uma variedade maior (não de modos de jogo, mas sim de esquemas). Talvez um modo história seja a principal falta aqui. Mas para uma época de vacas magras no Nintendo 64, fez a alegria de muita gente!

Pokemon Stadium (U)  snap0005 pokemon stadium (u) [!] pokemon_stadium Pokemon_Stadium_2

Gustavo Assumpção escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.
Este texto não representa a opinião do Nintendo Blast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Fórum
Google+
Facebook


Últimas do Fórum

Ver mais

No Facebook

Ver mais