20 anos de cascos, bananas, e muita velocidade! Relembre a trajetória da franquia Mario Kart

Não é surpresa alguma encontrar personagens célebres de videogame pilotando karts nos dias de hoje. ... (por Thomas Schulze em 07/05/12, via Nintendo Blast)

super-mario-kart-capaNão é surpresa alguma encontrar personagens célebres de videogame pilotando karts nos dias de hoje. Quantos jogos de corrida entre mascotes usando itens em pistas insanas você já viu por aí? Sonic, Mega Man, Goemon… a lista de pilotos vai longe! Tudo isso se deve a Mario Kart, uma série de corrida lançada em 1992 para Super Nintendo e eleita com justiça pelo Guinness Book a mais influente de todos os tempos.

Super Mario Kart e o nascimento de uma mina de ouro

snes artCom Mario no auge da popularidade após o lançamento das pepitas Super Mario Bros. 3, para NES, e Super Mario World, para Super Nintendo, Super Mario Kart provavelmente venderia milhões de unidades mesmo que fosse uma bomba. Afinal, quem não gostaria de comprar um novo jogo do simpático encanador rotundo? Mas, Super Mario Kart não foi uma bomba. Muito pelo contrário. Foi um casco vermelho, que atingiu em cheio seu alvo e trouxe alegria a milhões de lares pelo mundo, mosnes menuntando a base para uma das maiores franquias da história.

Super Mario Kart conta com gráficos embasbacantes para a época, cortesia do chip Mode 7, além de jogabilidade afiada, trilha sonora empolgante, efeitos sonoros que se tornaram clássicos, e diversão sem limites em vários modos de jogo: campeonatos com dificuldades destrancáveis, time trials contra seu próprio fantasma e o renomado battle mode, introduzindo os já clássicos balões a serem detonados.

Os cenários são ricos, coloridos, variados e cheios de peculiaridades. Cada corrida, como diz a capa do jogo, é uma aventura. A maior parte dos circuitos inclui atalhos ousados que podem decidir uma corrida, outro elemento que se tornou frequente nos jogos futuros.

snes action 1 snes action 2

Todavia, nada é mais decisivo na hora da verdade que os itens. Ser um ótimo corredor, conhecendo cada pixel da pista, pode lhe ajudar. Msnes trophyas, se você não sabe posicionar uma banana na curva, acertar um casco verde ou atropelar os adversários encolhidos por raios, você não é nada no mundo de Mario Kart!

Sucesso de público e crítica, Super Mario Kart rapidamente tornou-se referência no Super Nintendo quando o assunto é diversão Multiplayer. E, até hoje, a franquia se empenha em oferecer ao jogador a melhor experiência de corrida em grupo, bolando modos originais e empolgantes para tornar a jogatina o mais divertida possível.

Mario Kart 64 e o apogeu da diversão multiplayer

64 coverPara muitos, inclusive para este que vos escreve, Mario Kart 64 é a experiência multiplayer definitiva da geração. (Perdão, GoldenEye 007, também te amo!) Em 1996, não existia nada mais divertido que juntar-se a três amigos em frente da televisão e organizar campeonatos de Mario Kart 64. Afinal, se as disputas para dois jogadores no Super Nintendo já eram divertidas, imagine o resultado do acréscimo de dois controles extras? Não é preciso ser um gênio para perceber que 2 controles + 2 controles = Diversão ao quadrado, não é?

64 rainbow 64

Como não poderia deixar de ser, dos 16 para os 64 bits, atualizações foram feitas. Os gráficos, mais uma vez, são sensacionais. As pistas deixaram de ser micro-circuitos de 5 voltas, dando lugar a rallys de 3 voltas. Com a tecnologia 3D proporcionada pelo potente hardware do Nintendo 64, as pikart 64stas ganharam relevo, o que tornou toda a geografia muito mais interessante.

Novos itens, como o casco triplo, se mostraram ótimas adições e acrescentaram ainda mais tática para as corridas. No geral, Mario Kart 64 é o mais equilibrado da franquia no quesito itens. Com mais power ups, pistas maiores e o dobro de jogadores, Mario Kart 64 é um dos melhores jogos da biblioteca do Nintendo 64 e um dos melhores jogos de todos os tempos.

Mario Kart Super Circuit e a popularização das corridas de bolso

Mario_Kart_Super_CircuitEm 2001, Mario Kart chegou aos portáteis pela primeira vez em Mario Kart: Super Circuit, provando que a diversão das corridas de kart não precisava ficar restrita aos consoles de mesa. Pegando muito emprestado de Mario Kart 64 e Super Mario Kart, o game não trouxe muitas inovações, e basicamente se contentou em ser uma versão de bolso muito correta dos jogos de consoles de mesa.

Não obstante, os gráficos eram excelentes para a época, reproduzindo com fidelidadesuper circuit o design de personagens visto em Mario Kart 64. Além disso, neste game foi inaugurada a tradição de resgatar pistas de jogos passados, sendo possível competir em todos os circuitos de Super Mario Kart!

É interessante também a possibilidade de trocar ghost data entre dois Game Boys Advance através do Link Cable, o que levou a competição para um novo nível.

Mario Kart: Double Dash!! e os infames cascos azuis

DD coverÉ aqui que as opiniões sobre Mario Kart começam a se dividir, e a jogabilidade, pela primeira vez na série, é questionada. Lançado em 2003 para GameCube, Mario Kart: Double Dash!! é tão bom quanto polêmico.

A primeira novidade que salta aos olhos é encontrar dois personagens dividindo o mesmo kart. Um assume o volante enquanto o outro fica responsável por arremessar itens. Uma ideia interessante, embora potencialmente inútil. Legal mesmo foi encontrar vários karts diferentes e poder selecionar não apenas sua equipe, mas também seu carro favorito. Se antigamente o único fator variável era o peso dos personagens, com o acréscimo de karts com características variadas, a direção ficou muito mais precisa. Que tal colocar Baby Mario e Baby Luigi num carrinho de bebê com motor de 100cc? Ou Toadette e Birdo num kart com a cara do Yoshi?

Lamentável que aqui o casco azul de Mario Kart 64 tenha sido transformado em um verdadeiro destruidor de corridas. Toda a DD shellprecisão e tática da configuração de kart e de suas derrapadas precisas através de perigosos atalhos pode – e provavelmente vai – ser destruída por uma chuva de cascos azuis. Completamente desbalanceado, este power up tinha como objetivo tornar as corridas mais aleatórias, e dar uma chance real de vitória aos novatos. Mas acaba sendo apenas uma injusta punição aos bons pilotos. Ao menos, há um modo de jogo que permite montar um campeonato de pontos corridos com todas as corridas do game de uma vez. Pelo menos ali é difícil que o melhor piloto não acabe ficando com o título.

Mario Kart DS: pequeno cartucho, grande diversão

dsEm 2005, a franquia retornou aos portáteis, mas parecia mais ousada do que em sua incursão anterior. Parecia disposta a reconquistar os jogadores que ficaram abalados com as escolhas de design de Double Dash!!. Para muitos, este é tecnicamente o melhor jogo da franquia, contando com uma vasta seleção de pistas, que incluem até o modo Retro Grand Prix, no qual é possível correr em pistas saídas de todos os games lançados até então.

dsssssAlém dos já clássicos modos Vs, Battle, Time Trial e Grand Prix, temos o modo Mission, exclusividade da versão para DS. O objetivo aqui, como o nome revela, é concluir missões que vão desde a destruição de oponentes até a coleta de itens. No fim, seu desempenho é avaliado com uma nota, o que serve de incentivo para jogar as divertidas fases várias vezes em busca do melhor ranking.

Mais importante, é em Mario Kart DS que podemos correr online pela primeira vez na série, desafiando adversários distantes por meio da Nintendo Wi-Fi. Tal inovação mudou para sempre o conceito de desafio multiplayer e foi abraçada e aprimorada nas sequências.

Mario Kart Wii, dos consoles de mesa para o mundo

250px-Mario_Kart_Wii_front

Em 2008 chegou Mario Kart Wii, e com ele a Wii Wheel e um enorme aprimoramento do sistema online lançado por seu antecessor, no que segue até hoje como um dos maiores acertos da Big N no universo Wi-Fi. Ao instalar o canal do jogo no Wii Menu, é possível disputar torneios e conhecer os melhores tempos do mundo em cada uma das pistas, algo que segue impressionante e divertido. Tanto que até hoje é possível encontrar muita gente jogando!

Claro, ajuda bastante o game ser um dos melhores da franquia, contando com um número recorde de pilotos. Quer dizer, se você considerar que Miis podem ser selecionados, o número de personagens na verdade é… infinito! São muitos e muitos karts diferentes a disposição também. Ah, desta vez também temos motos! Pela primeira vez na série não estamos obrigados a correr com carros. As motocas são reservadas aos pilotos ousados que gostam de fazer curvas fechadas e preferem a alta velocidade a precisão no volante.

kartwiiNum sistema tão carente de jogos capazes de agradar tanto a jogadores casuais como aos hardcore, Mario Kart Wii se consagra como um dos raros exemplares de game que você pode passar horas a fio jogando sozinho, desafiando tempos na internet, ou casualmente com seus familiares na maior diversão descompromissada.

Mario Kart 7 e o futuro da franquia

mk7É engraçado lembrar que, até pouco tempo atrás, o único modo de encarar completos desconhecidos nas corridas de Mario Kart era dar a sorte de encontrar o fliperama Mario Kart Arcade GP 1 ou 2, lançados em parceria com a Namco em 2005 e 2007, respectivamente, e até hoje os únicos games a contar com personagens selecionáveis de empresas third-party, como Pac-Man. Hoje o jogo online é um recurso padrão, que a cada lançamento é aprimorado.

Porque se renovar enquanto honra suas próprias tradições é o que Mario Kart faz de melhor. A série olha para trás e pega tudo que os jogadores mais gostam e, ao mesmo tempo, sempre busca novos e mirabolantes modos de incrementar a experiência de corrida.

kart7É exatamente isso que fornece Mario Kart 7, lançado em 2011 para o Nintendo 3DS, que você ainda deve estar jogando se for um gamer de bom gosto. Cheio de novas possibilidades, como a corrida com karts de asa-delta e os percursos subaquáticos, o jogo prova que não há limites para a franquia. Seja na terra, no ar ou na água, não há ambiente que Mario e sua turma não consigam transformar em terreno de corrida!

SMKMarioSerá que veremos um novo Mario Kart no Wii U? Se o histórico da Nintendo se mantiver coerente, pode ter certeza que sim. E pode ter certeza também que será um jogo brilhante, honrando a tradição de 20 anos da mais influente – e divertida - franquia de videogame de todos os tempos!

Revisão: Catarine Aurora

Thomas Schulze é formado em Direito, mas passou mais tempo em locadoras do que no fórum. Carioca não praticante, é uma das seis pessoas no mundo que gostaram do final de Lost e Mass Effect 3. Você pode falar sobre o quanto ele está errado no Facebook e Twitter.

Comentários

Google+
Facebook


Curta no Facebook

Social Blast