Blast from the Past

Um dos maiores clássicos de todos os tempos, Mario Kart 64 é pura diversão em alta velocidade!

Qual é o seu jogo de multiplayer favorito? Tem gente que é fã dos tiroteios desenfreados de Goldeneye 007. Outros gostam mesmo é de reunir... (por Thomas Schulze em 29/06/2013, via Nintendo Blast)

Qual é o seu jogo de multiplayer favorito? Tem gente que é fã dos tiroteios desenfreados de Goldeneye 007. Outros gostam mesmo é de reunir o pessoal para as competições malucas de Mario Party. Há quem goste de juntar a família para suar a camisa com Wii Sports, e há até mesmo aqueles saudosistas que ainda curtem o bom e velho Street Fighter clandestino de rodoviária. Mas para este que vos escreve, Mario Kart 64 é e sempre vai ser a experiência multiplayer definitiva. Lá no distante 1996, nada me divertia mais que chegar da escola e reunir mais três amigos em frente da televisão para organizar campeonatos de Mario Kart 64. Então que tal relembrarmos juntos essa época tão legal?

Super Super Mario Kart

Se existe um nome que pode ser associado à qualidade em videogames, esse nome é Shigeru Miyamoto. Não satisfeito em ser o pai dos jogos de plataforma, o gênio dos jogos eletrônicos decidiu que era hora de fornecer ao mundo a experiência máxima em games de corrida, e assim nasceu Super Mario Kart, um dos jogos mais icônicos do Super Nintendo. Curiosamente, não fosse pelos jogos de plataforma do próprio Miyamoto, Super Mario Kart poderia ser considerado o jogo mais influente da história. Afinal, quantos jogos de corrida entre mascotes que usam itens em pistas loucas você já não viu por aí? Sonic, Crash, personagens da Konami, e até mesmo Mega Man já se arriscaram nessa peculiar modalidade esportiva.
*Insira aqui o tema da vitória do Ayrton Senna*


Até Mega Man se rendeu
à modinha dos karts!
Em 1992, entretanto, ver mascotes dos games em competições insanas de kart foi bastante surpreendente. Com Mario no auge da popularidade, Super Mario Kart provavelmente venderia milhões de unidades mesmo que seu jogo de corrida fosse uma bomba. Mas o game não foi uma bomba. Não, muito pelo contrário! Foi um casco vermelho, que atingiu em cheio seu alvo e trouxe alegria a milhões de lares pelo mundo. Então quando uma sequência foi finalmente anunciada para o Nintendo 64, onze em cada dez jogadores estavam ansiosos para pilotar novamente na mais alucinante competição de corrida dos videogames.

Se as disputas para dois jogadores no Super Nintendo já era divertida, imagine o resultado do acréscimo de dois controles extras? Não é preciso ser um gênio da matemática para perceber que 2 controles + 2 controles = Diversão ao quadrado, não é? Hoje todos os Mario Karts já vêm de fábrica com muitos recursos para multiplayer online, então se você é um jovem leitor do Blast isso pode até parecer bobeira, mas acredite, há algo de realmente mágico em ver um multiplayer em tela dividida para quatro jogadores pela primeira vez. O caos e a adrenalina de juntar tantos jogadores se atacando com variados power ups ao mesmo tempo não tinha precedentes, e rapidamente Mario Kart 64 se tornou uma grande febre nas locadoras e lares dos felizes donos de um Nintendo 64.

Três dimensões de diversão

Como não poderia deixar de ser, na transição dos 16 para os 64 bits muitas atualizações e melhorias foram realizadas. Se o visual já era incrível no Super Nintendo, no Nintendo 64 eles ficaram sensacionais! As pistas deixaram de ser pequenos circuitos de 5 voltas, dando lugar a verdadeiros rallys de 3 voltas. Com a tecnologia tridimensional proporcionada pelo potente hardware do Nintendo 64, os circuitos ganharam relevo, o que tornou toda a geografia muito mais interessante. Essa novidade ajudou a diferenciar os novatos dos super jogadores, já que tangenciar as curvas do modo mais agressivo possível se tornou um ingrediente vital para a vitória, graças à nova mecânica de drift criada para o game, que premia aqueles que sabem saltar e derrapar com o kart por um certo período de tempo com um pequeno e muitas vezes decisivo turbo.
Acha que a Fórmula 1 é difícil? Experimente correr mais de seis minutos
na Rainbow Road. Haaaja coração, amigo!

Eu salvei seu bebê em Mario 64,
e você me agradece atrapalhando
corridas? Pinguim ingrata...
As novas pistas criadas para o jogo são fenomenais e até hoje são lembradas com muito carinho pelos fãs da série como algumas das mais inspiradas obras da Nintendo. Dentre os novos circuitos, destaco Sherbet Land e seus irritantes (leia-se: geniais) pinguins bloqueadores de passagem, e Yoshi Valley e suas várias rotas que transformavam a pista em um verdadeiro labirinto. Felizmente, a mesma criatividade empregada nas pistas da Mushroom, Flower, Star e Special Cups foi empregada no nosso querido Battle Mode. Sim, o modo favorito dos trolladores de plantão está de volta! E se estourar os balões dos amigos já era muito legal no jogo anterior, no Nintendo 64 a fórmula atingiu a perfeição com as novas pista e itens.

Uma verdadeira corrida maluca

Com os tais novos modelos de pista, alguns itens, como a peninha, que permitia saltar obstáculos e cortar boa parte do circuito, acabaram se tornando obsoletos e inúteis e ficaram de fora do game. Também sumiram as moedas que aumentavam a velocidade, o que tornou as colisões entre carros mais comuns, já que elas não eram mais punidas com a perda de moedas. Para compensar, novos itens, como o casco triplo, mostraram-se ótimas adições tanto ofensiva como defensivamente, e acrescentaram ainda mais tática para as corridas. Mesmo com a adição do famigerado casco azul, Mario Kart 64 pode ser considerado o mais equilibrado jogo da franquia no que diz respeito aos itens. Só é uma pena que, pouco depois de seu surgimento, o casco azul ficou desbalanceado e tornou as corridas inconvenientemente dependentes de sorte. Mas isso é assunto para outros Blasts from the Past.

Um item capaz de causar pesadelos em qualquer corredor nintendista...


Algum leitor não deu risada
ao ouvir "Wario, nambáruãããã"
pela primeira vez?
Mas o que seria de todas essas pistas e itens legais sem um grande elenco de corredores para usufruir delas? Se perdemos Koopa Troopa e Donkey Kong Jr., suas ausências praticamente não são sentidas, já que em seus lugares entraram os excelentes Donkey Kong e Wario. Aliás, muito do carisma desses personagens tão queridos pelos nintendistas é fruto do excelente trabalho de dublagem do grande Charles Martinet, que pela primeira vez deu voz a Luigi e Wario, num trabalho brilhante que segue realizando até os dias de hoje!

Essa mistura sensacional de novos itens, pistas maiores, suporte a mais jogadores, gráficos sensacionais, vozes engraçadas e, principalmente, um dos melhores e mais divertidos modos multiplayer já vistos nos videogames transformam Mario Kart 64 em uma grande corrida maluca, capaz de divertir tanto o seu irmãozinho mais novo como aquele seu amigo mais velho e chato que só quer saber de jogos adultos. Mario Kart 64 é diversão atemporal para todas as idades e um dos melhores jogos da biblioteca do Nintendo 64. Então que tal tirar a poeira do seu videogame e convidar seus amigos para uma corrida como nos velhos tempos? Let’s-a-go, é diversão garantida!


Revisão: Vitor Tibério
Capa: Daniel Machado
Thomas Schulze escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook