Pokémon Blast

Cartas na Mesa: Conheça o Deck do Campeão Mundial da divisão Masters de Pokémon TCG - Andrew Estrada

No artigo de hoje, destrinchamos completamente o deck do campeão mundial da divisão Masters do TCG, Andrew Estrada.



Mais um ano se passa e com isso temos mais um campeonato mundial de TCG. Como fã assumido de jogos de cartas, eu acabo acompanhando tudo. Tendências, novidades, expectativas, mecânicas e zebras são coisas constantes no assunto e tornam o TCG um hobby maravilhoso. Toda a questão de coleção, troca, sorte, jogos e torneios criam uma atmosfera única e gratificante.

O Andrew é esse cara aqui, ó.
Assim, um torneio mundial quebra as expectativas gerais, pode desde firmar a força de um deck no formato, como foi o que aconteceu dessa vez, ou mostrar a força esmagadora de um deck totalmente novo, como o que aconteceu com o deck do Flareon há algum tempo atrás. Esse ano a divisão Masters contou com a participação do deck Genesect-EX/Virizion-EX em três dos quatro lugares do pódio, assim, no artigo de hoje o deck que será avaliado é o deck do campeão, o canadense, Andrew Estrada, seu deck, e o de boa parte dos outros vencedores, envolvia o core (núcleo) Genesect-EX/Virizion-EX, ambos da coleção Explosão de Plasma.

Genesect: O alerta vermelho para sua derrota

A priori, Genesect era para ser um Pokémon "secreto", o último da Pokédex de Unova, número 649. Seus códigos estavam escondidos no cartucho e ele era para ser uma surpresa da Nintendo no final da quinta geração. Contudo, a segurança do Nintendo DS era muito fraca e Genesect, Keldeo, Victini e Meloetta vazaram em questão de horas após o lançamento do título. Como sempre, a Nintendo fingiu não saber o que houve, "ocultando" a existência dos quatro monstrinhos até a hora que fosse viável para ela os lançar. Assim, Genesect só foi revelado próximo ao fim da vida útil da quinta geração e, com isso, só tivemos acesso a ele e às cartas dele bem na reta final de Black & White. Pelo menos oficialmente. Como era um Pokémon que tinha como objetivo ser a arma final da equipe Plasma, ele deveria ser muito forte, e a Nintendo não desapontou ninguém. Com status monstruosos, Genesect facilmente se tornou uber. Por sua vez, ele, como carta, ficou incógnito até a última coleção da série Plasma, a Explosão de Plasma. Tanto sua versão normal quanto sua versão EX se tornaram staples no jogo e elevaram os decks de energia de planta ao competitivo.

Uma das cartas que mais rodavam na era Black &White era a Pokémon Catcher. Carta de item que tem como intuito pegar o oponente desprevenido e trocar o Pokémon ativo dele por um no banco. Posteriormente, no Starter Set de Kalos ela sofreu um revés, o qual exigia que uma moeda fosse jogada, caso o resultado fosse cara ela funcionaria. Um coroa a tornaria inútil. Isso se devia ao eminente lançamento da carta baseada no personagem Lysandre, uma carta homônima que tinha o mesmo efeito da Catcher, contudo, para a coleção XY. Igual a Pokémon Catcher era para a carta Gust of Wind, carta do primeiro Base Set de 1999, que continha o mesmo efeito de trocar o Pokémon ativo por um do banco.

A Catcher era uma carta desleal que interrompia o desenvolvimento completo da sua partida e como é o usuário dela que escolhe qual Pokémon do banco oponente se torna ativo, você podia pegar um básico, um Squirtle, por exemplo, e deixar ele na mira de um Mewtwo-EX. Você se pergunta, "o que isso tem a ver com o Genesect-EX?". A habilidade dele se chama Red Signal. Quando Genesect-EX é equipado com uma energia especial, a Energia de Plasma, ele permite usar o efeito de troca de Pokémon ativo do oponente por um do banco dele, ou seja, Genesect-EX se torna uma Catcher no momento que é equipado com uma Energia de Plasma. Imagine o cenário, o oponente tem um Genesect-EX com duas energias de planta ligadas a ele e você tem um Keldeo-EX, ambos com 20 de PS. Em seu banco você tem outro Keldeo-EX e um Squirtle, que você acabou de colocar. Seu oponente não tem nada. Doravante, você tem três cartas prêmio e seu oponente apenas uma. É o turno dele, caso ele consiga uma energia no saque ou que já esteja com ele na mão, com certeza ele irá derrotar seu Keldeo-EX. Você perderá dois prêmios, mas colocará como ativo o seu Keldeo-EX, evoluirá o Squirtle para Blastoise com um Rare Candy, colocará duas energias de água em seu ativo com a habilidade do Blastoise, que vai complementar com uma que o seu Keldeo-EX do banco já tem, e, por fim, vai derrotar o Genesect-EX e ganhar a partida.

Seu oponente então equipa uma Energia de Plasma no Genesect-EX e ativa o Red Signal. Joga seu Keldeo-EX pro banco e puxa seu Squirtle para frente. Como a Energia de Plasma serve como uma energia incolor quando equipada, ele agora tem as três energias necessárias para atacar com seu golpe, Megalo Cannon. O efeito dele causa 20 de dano a um dos Pokémon no banco do jogador defensor, ALÉM dos 100 de dano que ele causa ao Pokémon defensor ativo.

Assim, ele não só leva seu Squirtle embora como seu Keldeo-EX com PS baixo também sofre dano mortal. Ele leva seus três prêmios, dois deles vindos do Keldeo-EX, e ganha a partida. Além disso, com quatro Energias de Plasma e quatro Genesect-EX no deck, Andrew teria muita facilidade para ativar esse efeito, visto que ele também funciona do seu banco. Genesect-EX é comparável ao Darkrai-EX, outro monstrinho temido. Conta com 170 de PS (Pontos de Saúde) contra os 180 de Darkrai-EX. Seus ataques também são bem parecidos. Darkrai-EX causa 90 de dano ao Pokémon defensor e 30 a um Pokémon no banco, escolhido por você. Coicidentemente, Darkrai-EX estava no deck do último campeão mundial.

O resto do elenco

Agora falemos do outro Pokémon principal do deck. Virizion-Ex está presente com o único intuito de ser um suporte para o Genesect-EX. Com 170 de PS, ele se destaca pelas suas capacidades de agilizar o uso do Genesect-EX, aproveitando-se de uma sinergia monstruosa. Sua habilidade funciona até mesmo no banco, ela por sua vez protege Pokémon com uma energia de planta ligadas a eles de condições especiais, como confusão, sono e envenenamento.

Em um metagame onde existe o Hypnotoxic Laser, que envenena E adormece o Pokémon adversário ao mesmo tempo e Virbank City Gym que TRIPLICA o dano de envenenamento, a existência de uma habilidade como essa se torna um verdadeiro quebrador de estratégias. Se não bastasse isso ele tem o golpe Emerald Slash. que procura no deck duas energias de planta E permite liga-las a um Pokémon do banco, e esse Pokémon obviamente será Genesect-EX.

Veja bem, Genesect-EX precisa de duas energias de planta e uma incolor para atacar com seu Megalo Cannon. É ai que entra a Energia de Plasma para poder suprir essa energia incolor e ativar o efeito da habilidade dele. Para coroar tudo, tanto Genesect-EX como Virizion-EX tem um custo de recuo baixíssimo, de apenas uma energia incolor, permitindo que eles sejam facilmente alternáveis para aproveitar da sinergia existente entre os dois E para suprir a necessidade de retornar um dos dois pra frente, caso uma Catcher ou até mesmo o Red Signal de um Genesect-EX resolva trocar os dois de lugar.

Como terceiro e último EX do baralho, Jirachi-EX. Ele está aqui pela sua habilidade. Basicamente, quando ele é jogado da sua mão para o seu banco, você pode procurar um suporte no seu deck. É ai que Jirachi-EX brilha (HA!). Ele obviamente não está aqui pelo seu ataque. Hypnostrike é um golpe horrível. Custo alto, de três energias, contudo, apenas específica, o resto incolor, dano baixo, e que no fim deixa o Jirachi-EX e o Pokémon defensor adormecidos. Para piorar tem um PS baixíssimo, que faz com que a maioria dos Pokémon EX possa o dar nocaute em um único ataque. O que acontece é que o deck de Andrew é lotado de suportes. Não só lotado. O número de suportes é quase o dobro do número de energias e Pokémon juntos, fazendo assim com que a habilidade Stellar Guidance de Jirachi-EX seja um suporte incrível para busca de deck e controle de jogo.

Ele só não pode ser o único Pokémon básico a sair na primeira mão, isso quebraria totalmente a estratégia envolta nele. O deck de Andrew conta com apenas mais um Pokémon, Mr. Mime. Mr. Mime, assim como o Jirachi-EX, vai servir apenas para ficar no banco. Seu golpe Psy Bolt tem um dano ridículo e precisa de pura sorte para paralisar o oponente. Com uma quantidade de PS menor ainda do que o do Jirachi-EX, o deixando extremamente vulnerável a Catchers e Lysandres. Contudo, sua habilidade é esmagadora; Bench Barrier protege seus Pokémon no banco de qualquer fonte de dano, essencial em um formato aonde Genesect-EX está firme e forte ao lado de Virizion-EX e Darkrai-EX ganha total suporte de Yveltal-EX.

Os Suprimentos do exército

E no fim temos apenas esses Pokémon. Andrew escolheu seu deck visando uma consistência máxima, assim temos um número de cartas suporte que parece absurdo, contudo, funcionou muito bem na prática, ajudando Andrew a se estabelecer como campeão. Para começar a brincadeira temos uma carta de estádio, Skyarrow Bridge está presente no deck com o único intuito de cobrir as Catchers, Lysandres e Red Signals do oponente.

Seu efeito reduz o custo de recuo dos Pokémon básicos em uma energia incolor, assim, em um deck em que todos os Pokémon são básicos e com o custo de recuo de uma energia incolor, temos uma zona de livre trânsito na mesa de jogo. Não importa o que seu oponente faça com seu Pokémon ativo, você sempre terá a chance de recuar gratuitamente, assim otimizando e acelerando suas estratégias.

Você pode defender-se de Pokémon fortes do oponente caso o seu ativo esteja com poucos PS, pode recuar um Pokémon posto em atividade pelo inimigo com uma Catcher, e pode até mesmo servir para a construção de seu Genesect-EX, acelerando a entrada dele em campo.

Diretamente ligado a esse efeito, temos a carta Energy Switch, ela serve para garantir que os Pokémon trocados para o banco e/ou moribundos forneçam suas energias para Pokémon mais saudáveis, por assim dizer. Essa carta é um eterno staple (carta muito útil que é extremamente necessária para um ou mais decks) do jogo e tem muito valor nostálgico

Também temos a famosa Ultra Ball, que ao custo do descarte de duas cartas quaisquer da sua mão, a Ultra Ball pode caçar qualquer carta de Pokémon no seu deck e a depositar graciosamente na sua mão.

A principio, descartar dois cartas da sua mão parece totalmente demeritório, mas Andrew manteve-se um passo a frente do oponente e criou pequenos combos que podem ajudar para com essa adversidade. De fato, a existência desses combos ajuda a acelerar o deck e torna até que uma opção interessante o descarte de dois cartas. É uma opção ótima para quando o Genesect-EX não vem na primeira mão, e com isso, temos duas cartas para atrapalhar a vida do oponente.


Em primeiro lugar, a poderosa Enhanced Hammer. Essa carta tem como alvo as energias especiais ligadas ao pokémon defensor oponente. No metagame atual, energias especiais comem soltas, não só as perigosíssimas Energias de Plasma, como as Double Colorless Energy, staples indispensáveis em inúmeros decks, incluindo o do Mewtwo-EX e as monstruosas Herbal Energy e Strong Energy, que serão lançados pela Copag no Brasil na coleção Furious Fists.

Esse martelo garante com que o oponente seja pego de surpresa, para que assim, precise recorrer a uma energia especial, recurso esse que não está disponível cem por cento do tempo para o oponente. Um Mewtwo-EX perde toda sua utilidade sem uma Double Colorless Energy, assim ameaçando muito a situação de um usuário dele, visto que, Energy Switch não cobre a transferência de uma Double de um Pokémon para outro.


Também temos a Tool Scrapper, ela visa baixar o sarrafo em Muscle Bands, G Boosters e qualquer coisa que um Garbordor engraçadinho possa ter equipado à ele para ativar o seu efeito.

Existe também a possibilidade de além de desanexar mais de uma ferramenta ao mesmo tempo, incluindo as suas, caso uma de suas Muscle Bands esteja impedindo você de anexar o seu G Booster.

Outro item interessante desse deck é a Super Rod. A Super Rod permite que você recupere três cartas da pilha de descarte, podem ser qualquer combinação de três cartas, mas elas só podem ser pokémon ou energias básicas e em um pequeno combo com a Super Rod, temos disponível a carta Professor's Letter

Ela permite a busca de duas energias básicas do seu deck, após a recuperação de até três cartas de energia básica da pilha de descarte para seu deck, essa carta cria uma aceleração de jogo enorme para você, principalmente pelo fato de que você pode jogar quantos cartass Trainer do tipo Item antes de você atacar no seu turno

E como último cartas Trainer do tipo Item "puro", temos o Town Map, carta bem simples, porém útil. Ela permite que todos os cartas de prêmio fiquem virados para cima, assim, você pode saber o que pegar.

Após isso, temos cartas de Trainer do Tipo Item Ferramenta, primeiro temos a Muscle Band. Um item que está sendo usado de forma exacerbada por todos os lados, devido a sua característica de aumentar o dano principal do golpe em 20 pontos. A principio parece um dano baixíssimo, contudo, facilita infinitamente no OHKO e no 2HKO. Por exemplo, Genesect-EX dá agora dano de 120, tirando os 20 de dano aplicados no pokémon do banco oponente, com esses 120 de dano, o 2HKO em um Mega Venusaur-EX, carta com o maior número de PS já impressa, totalizando 230 PS, torna-se uma tarefa excessivamente simples

Então damos de cara com o suporte supremo de Genesect-EX. O Ace Spec G Booster, essa carta Trainer Item do tipo Ferramenta é um Ace Spec. Ou seja, é uma carta que deve ser única no seu deck. Não obstante, é a única carta Ace Spec que você pode ter nele, ou seja, nada de ter vários Ace Specs diferentes.

G-Booster está no deck com o intuito de amplificar o dano de Genesect-EX ao máximo. Ele abre um ataque homônimo pra Genesect-EX, que ao custo do descarte de duas energias, causa 200 de dano. Descarte esse que pode ser facilmente suprido pelo combo Super Rod + Professor's Letter. Assim, terminamos os itens, agora devemos ir para o campo dos apoiadores, um dos mais clássicos apoiadores é o N, carta super importante no early game (situação de quando o jogo se inicia)

N tem o único propósito de reciclar sua mão mandando ela pro baralho e sacando um número de cartas igual ao número de prêmios que você tem sobrando na mesa. Por um lado isso é bom, contudo, N torna-se uma carta morta no late game, porém, como seus efeitos servem para ambos os jogadores simultaneamente, um jogador habilidoso ainda pode dar um jeito de irritar um pouco o oponente, diminuindo bruscamente a mão dele

Temos também uma velha conhecida de guerra da quinta temporada, a Skyla,que é sem dúvida é uma carta ótima. Ela tem uma aceleração de jogo incrível e é sem dúvida uma das cartas mais úteis desse deck.
Skyla tem o efeito simples de funcionar como motor de busca para cartas Trainer. Sejam elas Item, Apoiador ou Estádio, você pode, com apenas o custo de revelar qual carta foi buscada pelo efeito, pegar qualquer carta Trainer de seu baralho e por em sua mão.

É preferível a busca por cartas de Item e Estádio, pois essas podem ser baixadas imediatamente, enquanto as de Apoiador são limitadas a um por turno, o que aumentaria as chances de seu oponente fazer algum movimento visando arrancar ele da sua mão, como usar o N, por exemplo.

Professor Sycamore é uma carta interessantíssima para esse deck. Perfeita quando se tem uma mão com uma, ou duas cartas, principalmente em um deck aonde um combo com Shadow Triad ou Super Rod é possível, essa carta serve para você pegar uma mão nova e adicionar muita consistência ao seu jogo. E já que falamos na Shadow Triad...

A chegada da Equipe Plasma

Sem dúvida é uma carta que tem total garantia para diversos combos nesse deck. Ela tem como efeito buscar qualquer carta do Team Plasma na pilha de descartes e adicionar a sua mão. Com isso, boa parte do seu deck pode ser facilmente resgatado do descarte. Shadow Triad nesse deck emana potencial. Você pode, por exemplo, resgatar o único G Booster do deck que foi perdido por nocaute, ou através de um Tool Scrapper. Energias de Plasma também não são problema, até mesmo o temível Genesect-EX pode ser pego facilmente através dessa carta.

Shadow Triad vai aproveitar-se das Ultra Balls e Professor Sycamores que você usar para criar uma região aonde suas cartas do Team Plasma estão seguras de qualquer tipo de atentado que seu oponente possa fazer a elas. Entre as diversas cartas que a Shadow Triad podem buscar, tem um item que eu separei especialmente para esse momento, a Colress Machine é uma carta que funciona como uma versão automática do Red Signal de Genesect-EX. Seu efeito é justamente o de buscar e anexar a um de seus pokémon Plasma, uma Energia de Plasma.

Veja bem, essa carta pode ser descrita perfeitamente como um “Segundo Energy Switcher", visto que ela automatiza a obtenção e anexação das Energias de Plasma. Obviamente, se temos a Colress Machine, também temos o seu criador no deck.

Colress é sem dúvidas uma das cartas que mais me deixa embasbacado nesse jogo, a única palavra que eu acho pra descrever ele é... quebrado. Um aspecto "quebrado" em um jogo é o mesmo que um aspecto "roubado" ou "apelão". Colress permite que no momento certo, você embaralhe suas cartas no deck e saque uma mão nova de até dez cartas, no melhor cenário possível uma carta combo de possibilidades infinitas, ele pode virar o jogo totalmente e estabelecer o caos na mesa, tornando ele uma carta aparentemente simples, porém inigualavelmente bela.

E eis a decklist completa.

E após a vitória...

O torneio mundial desse ano, sem dúvidas foi memorável. Insetos roxos robotizados voando pelos céus disparando canhões laser uns nos outros é sem dúvida uma visão fantástica, mesmo que ela fique apenas na cabeça dos jogadores, mas sem dúvidas, mesmo com diversos counters (carta ou baralho usado no intuito de contra atacar determinada situação) poderosos, como Delphox e Pyroar, nas coleções XY e Flash de Fogo, respectivamente, Genesect-EX e Virizion-EX continuarão um deck poderoso e viável para o ano que vem, de fato, Andrew conseguiu passar por cima de um deck de Pyroar, provando a força de um deck que, a primeira vista, deveria ser totalmente fraco contra ele. Assim terminamos o deck do canadense campeão mundial da divisão Masters, Andrew Estrada, um deck poderoso, cativante, e que apesar de parecer complicado a primeira vista é muito simples e divertido. Apesar de ser parecido com os outros decks de Genesect-EX e Virizion-EX, que é comumente chamado de "VirGen", criando uma cacofonia péssima em nossa língua, esse deck é bem pessoal e se diferencia bastante de outros decks que abusam do combo de Genesect-EX e Virizion-EX.

O formato comum dele é o uso de, além de várias staples diferentes, dos Pokémon Drifloon e Drifblim, Pokémon que com apenas uma energia incolor causa um dano de 50 vezes o número de energias especiais na pilha de descarte do oponente, o que é bem interessante em um torneio onde seus maiores oponentes tinham várias Energias de Plasma que podiam fazer com que o balãozinho causasse 200 de dano no oponente. Mesmo assim, o deck de Andrew com suas pessoalidades e fatores surpresas se tornou uma ameaça e tanto. Tornou-se o modelo principal que será seguido no próximo ano, até o próximo torneio mundial aparecer. Firmando ainda mais o VirGen como um deck fortíssimo no meta.
Pedro Braga escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Fórum
Google+
Facebook


Últimas do Fórum

Ver mais

No Facebook

Ver mais