Blast Log

Super Paper Mario (Wii): Parte 2 – Novas parcerias, novas habilidades

Para prosseguir na aventura, Mario contará com a ajuda de dois novos companheiros Pixls e terá a seu lado a assistência de uma querida personagem.

Cá estou eu, continuando minha aventura por Super Paper Mario (desculpem pela demora, pessoal! As comemorações de fim de ano tomaram mais do meu tempo do que o imaginado). Pouco avancei na primeira parte pois me detive aos detalhes da história, mas isso foi necessário para que você se encaixasse no contexto. Vamos continuar de onde paramos: rumo à segunda parte do primeiro capítulo!

Chapter 1 – 2: Uma primeira estranha companhia

Mario e Tippi saem da relativamente pacífica Lineland Road para Mount Lineland, um ambiente mais hostil. Apesar do que eu pensava, está relativamente fácil ficar alternando entre dimensões: quando não consigo mais avançar, há sempre uma maneira no 3D; também devo dar um flip periodicamente para encontrar mais itens/inimigos para aumentar minha pontuação. Algo me diz que estamos cada vez mais próximos do primeiro chefe do jogo, e quero estar com o melhor potencial para derrotá-lo.

Já falei que a trilha sonora desse jogo é maravilhosa?
Depois de alguma caminhada, chego a um Warp Pipe que me leva ao fundo do cenário, onde encontro uma casa. Entro e não encontro ninguém, mas o andar de cima está muito suspeito… Mudo para o modo 3D e encontro Red, que conta que esteve preso há um bom tempo. Depois de trazê-lo de volta ao habitual 2D, ele me faz uma pergunta (um pouco óbvia, na verdade) e então abre o caminho para nós ao levantar uma ponte. Depois desta, chego a Yold Town.
Confesso que fiquei tentado a responder "Green!".
Converso com os habitantes, pego os itens que estão expostos e exploro as casas. Descubro a loja de itens, mas não compro nada ainda por achar que estou equipado o suficiente. Encontro uma sala com uma divisória, e ao mudar para 3D, acesso o Warp Pipe lá presente. A nova área tem vários Thwomps, mas uso minha habilidade de Flip e passo rapidamente por eles. Chego então a uma sala com nada… Hora de recorrer a Tippi! De acordo com minhas suspeitas (baseadas na estrela marcada na parede), há uma outra porta, que minha Pixl faz ficar visível.


Passo pela porta secreta, e… Não posso mais sair! Vejo um botão no teto, mas não consigo alcançá-lo. Logo ao lado da porta encontro um baú, e, ao tentar abri-lo, encontro Thoreau, o Pixl do arremesso, que se junta à minha equipe! Consigo ativar o Switch pegando um bloco no chão e o arremessando com ajuda de meu novo amigo. Saio da sala e termino de explorar a vila, encontrando um senhor que me encaminha a Greenie, que me ajuda numa situação semelhante à do meu conhecido vermelho. Depois da ponte que é aberta, está o Star Block.

Chapter 1 – 3: Um enigmático deserto

Yold Desert é o próximo cenário, que se resume  em um conjunto de vários puzzles, mas que não são tão complicados. Vou notando padrões, elementos diferentes dentre os presentes no cenário e desvendando os enigmas para resolver os problemas que vão surgindo, utilizando muitas vezes a muito útil ajuda de Thoreau. Algum tempo depois, damos de cara com O’Chunks, o capanga mais lento dentre os membros do time de Count Bleck.

Através da habilidade e conhecimento de Tippi, recebo conselhos para evitar seus ataques e de como contra-atacar. Na prática, não levo muito tempo para derrotá-lo, mas até que foi interessante observar sua estranha comemoração por tirar mísero 1 de HP em cada um de seus ataques. A batalha acaba com uma promessa de reencontro em breve. Prossigo, pego uma última dica para resolver o puzzle que me leva ao Star Block.

Chapter 1 – 4: Sistema corrompido

Agora, me encontro dentro das Yold Ruins, e sigo adiante enfrentando dungeons no bom estilo RPG: encontrando chaves, descobrindo passagens e resolvendo puzzles, especialmente usando a ajuda de meus Pixls e a habilidade de Flip. Embora cavernas em geral sejam um pouco entendiantes, a empolgação de encontrar o próximo Pure Heart em breve me mantém focado na exploração.

Depois de alguns minutos, finalmente saio das ruínas e chego a outra área desértica, onde somos surpreendidos por uma espécie de dragão robótico, Fracktail. Felizmente, ele reconhece Mario como o herói e me libera a passagem para conseguir o segundo Pure Heart… Até que Dimentio, outro dos aliados de Count Bleck surge. Entitulando-se de mestre das dimensões, ele altera o comportamento de Fracktail usando sua magia, tornando-o o boss do primeiro capítulo.

Estava bom demais pra ser verdade.
Bem, as habilidades de Tippi mostram que esta batalha será mais longa que a contra O’Chunks (eu já contei que o dragão é gigantesco?). Por ter um corpo longo, vou precisar subir nele para lhe causar dano; após descobrir a tática de batalha, fica simples de derrotá-lo, apenas levemente repetitivo. Uns minutos de insistência e... É o fim! Fracktail recupera sua consciência e pede perdão um pouco antes de explodir.
Um último pedido...
Abre-se um novo portão e prossigo, até encontrar Merlumina.  Após uma boa conversa sobre a criação dos Pure Hearts e sua… história… de… amor….. Recebo o segundo Pure Heart! E assim, acaba o primeiro capítulo. Enquanto isso, O’Chunks leva uma boa bronca de Count Bleck e Nastasia por ter falhado em sua missão, e descubro que a outra serva de Bleck estará me esperando no próximo desafio…
Conversas longazzz... Ao menos temos mais um Pure Heart agora!

Chapter 2 – Prologue: Um grande reencontro 

Antes de voltar a Mario, ganho controle de Peach, recém-despertada. Encontro alguns dos criados de Bowser que explicam a situação adversa: vários de seus companheiros haviam sofrido lavagem cerebral para se tornarem aliados de Bleck. Após a breve conversa, Peach é levada por um Koopa Troopa para sair dos domínios do Count… Até chegar a um beco sem saída. A tentativa de escapar pelo outro lado é interrompida por Nastasia, que tenta converter a princesa - até que Peach é transportada para outro lugar…
Em todo final de capítulo, vemos um trecho de uma história essencial para compreender os eventos do final do jogo. Mas vamos guardar isso para as últimas partes de nosso Blast Log, combinado?
Voltando a Mario, encontro-me com Merlon que dá os parabéns pela primeira conquista – até sermos interrompidos por um habitante de Flipside que diz que uma garota caiu do céu (quem será, eu me pergunto). Ao encontrá-la, confirmo as suspeitas mais óbvias: é a Princess Peach, mas novamente inconsciente. Depois de fazer uma sopa revitalizante com a cozinheira Saffron e levá-la a Peach, ela logo desperta e conta tudo o que aconteceu.


Há uma pequena discussão, mas a princesa está decidida em me ajudar na próxima aventura. Vamos lá, então! Mas antes, devo encontrar um Heart Pillar para abrir a segunda porta. Merlon me entrega uma chave para aumentar nossa área de exploração por Flipside, e aprendo a habilidade de Peach: flutuação, utilizando seu guarda-chuva. Parece que esta será muito útil para nossas próximas jornadas! Encaixado o Pure Heart, é hora de adentrar à segunda porta! Próxima referência: Merlee.

Chapter 2 – 1: Parceria explosiva

Este capítulo é relativamente curto. O novo cenário, chamado Gloam Valley, é o caminho que devo percorrer para encontrar Merlee, como determinado por Merlon. A novidade, a habilidade de Peach, serve para alcançar várias plataformas às quais eu não conseguiria chegar com os pulos comuns de Mario, além de adiantar um pouco no avanço pelo capítulo.

Chego a outra Mega Star que destrói tudo pelo caminho direto para uma nova porta, e em seguida chego a um beco sem saída. Dou uma olhada mais detalhada no nível para encontrar um cano que me leva a uma sala com um botão oculto, e depois a uma sala com um inimigo incomum. Segundo Tippi, é um Growmeba, um inimigo que continuaria se dividindo caso eu não destruísse o original. Não é complicado derrotá-lo, o que faz com que surja um novo baú na sala. Começa uma típica e animada música

Boomer, o Pixl de personalidade (literalmente) explosiva, faz algumas perguntas pessoais, mas que pelo visto não interferem no fato de que ele estará se juntando ao nosso time! Boomer pode destruir blocos e causar danos em inimigos plantando bombas, algo que será muito utilizado a partir de agora – a começar pela área que era antes inacessível. Há um pequeno puzzle que envolve várias portas e um interruptor que ao ser acionado dá acesso a uma nova passagem, com a mansão de Merlee ao fundo do cenário. No fim desta, está o Star Block.
Vamos ficar por aqui, pessoal. Obrigado a quem está acompanhando o Blast Log! Já jogou ou quer jogar Super Paper Mario? Deixem suas impressões, sugestões, críticas e elogios nos comentários. Até a terceira parte!
Revisão: Luigi Santana
Capa: Robson Júnior
Robson Júnior é graduando em Ciência da Computação pela UFCG. No Blast, atua como diretor de redação e revisor. Reserva algum tempo para jogar, ler e escrever, algumas de suas paixões. Você pode encontrá-lo no Twitter e no Alvanista.

Comentários

Fórum
Google+
Facebook


Últimas do Fórum

Ver mais

No Facebook

Ver mais