Stage Select

Everwood trouxe para Monster Hunter o desconhecido como principal desafio

Junte seus equipamentos, afie sua arma e não esqueça as poções! Venha conosco, em Monster Hunter 4 Ultimate (3DS), rumo às terras desconhecidas de Everwood.

Em uma franquia como Monster Hunter, onde praticamente todas as gigantescas criaturas que surgem com ar ameaçador esbanjam criatividade e singularidade, diferenciando-se claramente umas das outras, os territórios que elas habitam não poderiam ser normais. Com um bioma que vai desde praias em ilhas desertas até vastos territórios vulcânicos perigosíssimos, passando, inclusive, por pântanos, castelos abandonados, florestas tropicais, desertos e picos gelados, Monster Hunter apresenta uma variedade incrível de cenários que servem de lar para tantas monstruosidades magníficas.


Mas Monster Hunter 4 Ultimate (3DS), o mais novo título da franquia, trouxe um novo território que é tão incrível quanto os outros. Porém, diferencia-se deles por ter características tão únicas e marcantes. Em um território chamado Everwood, uma vasta floresta que esconde algumas das maiores ameaças do jogo. Seja como melhor ou pior característica desse território, seus caminhos nunca serão decorados facilmente e você vai descobrir o motivo agora.


As terras abandonadas

Everwood é um dos novos territórios pertencentes ao Novo Mundo, área inóspita, recém descoberta pela Guilda dos Caçadores. Essa nova região, para além do Mar de Areia, possui novos biomas incríveis, assim como novas feras a serem enfrentadas. Dentre as diversas áreas descobertas, uma merece atenção especial: a imensa floresta com estranhas construções e que possui a maior diversidade de monstros vistos até hoje na série.

Por motivos desconhecidos, essa região, visivelmente habitada por humanos há tempos, está completamente abandonada hoje. O último sinal que os exploradores encontraram de uma possível civilização que chegou ali há muito tempo são as enormes construções antigas, em ruínas repletas de escritos estranhos. Essas ruínas estão espalhadas por toda Everwood, misturando-se com a densa vegetação ao longo do tempo.

O lugar que era lar de uma vasta civilização antiga, agora é a casa de diversas criaturas incríveis. Desde pequenos répteis à procura de insetos para se alimentar, até algumas das maiores Wyverns. E, quem sabe, um Elder Dragon, esperando por aqueles que se aventurarem nas caravanas de exploração.

A cada momento, um novo terreno

Uma das maiores peculiaridades de Everwood, de fato, é a sua misteriosa capacidade de se modificar. Teoricamente, não é fácil de explicar o que acontece no local, mas, na prática, toda missão cumprida nesse território possui um aspecto diferente. Nunca o mapa de Everwood aparece duas vezes idêntico. Para os aventureiros de plantão, isso pode ser uma ótima pedida, ou então uma terrível dor de cabeça.

Com o mapa modificando-se a cada vez que o visitamos, não são só os materiais e características da região que se alteram, mas também os monstros que encontramos. A floresta continua sendo a mesma, com construções em ruínas, vegetação densa e ares misteriosos. Porém, seu formato e suas ameaças são absolutamente imprevisíveis. E isso faz de Everwood a região mais instigante de todo o Novo Mundo.


Cuidado com as feras!

Muitos são os monstros que os caçadores exploradores podem ter a sorte (ou o azar) de encontrar ao longo de suas aventuras. Entre eles, temos velhos conhecidos, como Deviljho, Brachydios, Rathian, Rathalos, Diablos e Zinogre. Além deles, alguns novos monstros dos quais já falamos aqui também dão as caras, como Gore Magala e Kecha Wacha. Mas esses não são os únicos, pois algumas boas surpresas nos aguardam a cada área desbravada:

  • Basarios: o jovem Wyvern de pedra pode surpreender os mais desavisados ao ser confundido com grandes rochas presas ao chão. Mas não se espantem! Essa fera é somente um adolescente, uma forma juvenil de algo muito mais perigoso…

  • Gravios: com imensos 30 metros da cauda à cabeça, Gravios é a forma adulta de Basarios, mas, o que possui como extra em tamanho, também possui em ameaça e nível de destruição. Não é um dos melhores monstros para se encontrar nas primeiras explorações de Everwood.


  • Gypceros: um Bird Wyvern desengonçado e estranho. Pequeno e frágil, é bem comum encontrá-lo já nas primeiras missões em caravana. Não é um adversário muito ameaçador se o caçador já tiver alguma arma que não seja feita de ossos.

  • Najarala: o Wyvern Serpente é assustador e pode causar grandes ameaças, uma vez que é encontrado também através de sua subespécie. Todo cuidado é pouco quando uma fera dessas espreita nas folhagens de Everwood.

  • Nerscylla: com tantas pilastras, contruções em ruínas e árvores gigantes quebradas, não é surpresa que essas Temnoceran apareçam em alguma exploração em Everwood. Muito ágeis e vorazes, essas aranhas gigantes são altamente venenosas e espertas. 

  • Selta e Seltas Queen: esses Neopterons são insetos gigantes ameaçadores. Os machos não fazem tanto estrago quanto as fêmeas, que, mesmo sem voar, possuem bem mais aparatos para arrancar o couro dos caçadores do que seus “maridos”. Não é uma luta muito boa quando vários desses estão juntos.

  • Seregios: o Flying Wyvern mais novo descoberto. Essa fera de rapina é ameaçadora e possui habilidades que o deixam num tom de igualdade até com o próprio Rathalos. Seregios atacam sem serem vistos, tanto de longe quanto de perto. Caçadores iniciantes podem sofrer bastante nas garras dessa fera.

Essas são só algumas das feras abissais que podem ser encontradas em Everwood. Várias subespécies desses seres citados também podem ser encontrados, como Pink Rathian e Azure Rathalos, por exemplo. Como não há um tempo limite para as missões feitas nesse território, é possível encontrar até 5 monstros diferentes numa mesma aventura. Contudo, é preciso muita perícia. Sem ter alguma prova física de que você os encontrou, nada poderá ser oferecido pela Guilda como prêmio por suas aventuras. Logo, não os deixem fugir!

Caçar e explorar, mas também coletar!

Everwood dá um show de fauna e flora. Já vimos que, a cada missão nesse território, o imnprevisível nos aguarda, seja através de uma nova área a ser descoberta ou ao encontrar um monstro que não esperávamos encontrar naquele momento. Porém, essa imprevisibilidade nos pega de outra forma também: nos materiais a serem coletados. 

Everwood possui uma grande variedade de minerais, ervas e mantimentos a serem coletados. Porém, assim como tudo nessa imensa floresta, eles são aleatórios. Esse é um dos motivos de as missões em Everwood não possuírem limite de tempo, além de poderem ser finalizadas quando o caçador achar melhor (bastando ir conversar com o representante da caravana). Explorando esse lugar misterioso, o caçador pode vasculhar, sem pressa, cada cantinho do mapa, a fim de encontrar os mais variados itens.


O tipo de item mais cobiçado pelos exploradores de Everwood são, sem dúvidas, as armas enferrujadas encontradas em baús ou em restos humanos ao longo de toda a floresta. Ao serem levados para o ferreiro na cidade, essas relíqueas podem ser reafiadas e transformadas em novas, de modo a virarem ótimas armas, armaduras, helmos e outros. Materiais quase únicos, de feras jamais vistas no Novo Mundo. Vale a pena perder um tempinho a mais fazendo um “pente fino” nos territórios de Everwood por conta disso.

Os Dragões de Everwood

Além das grandes feras que já citamos, outros seres muito mais poderosos podem ser encontrados em Everwood. São os grandiosos Elder Dragons, seres de incrível poder e supremacia no quesito destruição. Com certeza, não são incomodados por qualquer tipo de caçador, mas somente por aqueles fortes o suficiente para serem tolos de desafiá-los. Entre os dragões que podem ser encontrados em Everwood, estão:
  • Chameleos: como seu nome sugere, Chameleos é um Elder Dragon que mais lembra um camaleão. Com coloração púrpura variável, esse monstro utiliza sua longa língua para acertar inimigos ao longe e surpreendê-los ao se aproximar rapidamente.
  • Kirin: sim, ele é um Elder Dragon. Mesmo com uma aparência que mais lembra um unicórnio, Kirin é o menor de todos os Elder Dragons. Mas não se engane, ele é tão poderoso quanto os mais poderosos de sua família. Com ataques elétricos devastadores, ele é ágil e lindo.
  • Kushala Daora: o Dragão dos Ventos se sobressai dos demais por sua fúria e força absoluta. Sua habilidade de utilizar ataques de vento o tornam uma fera rara e mortal. Todo cuidado é pouco ao enfrentar essa abominação.
  • Shagaru Magala: a forma adulta de Gore Magala é um incrível e belo Elder Dragon dourado. Com asas muito maiores do que a sua forma negra e habilidades igualmente aumentadas, Shagaru é um perigoso inimigo que está entre as mais inteligentes feras da franquia.
  • Teostra: Conhecido como o Dragão Rei do Fogo, Teostra lembra bastante uma Quimera. A criatura possui alguns dos mais poderosos golpes de fogo (sendo superado somente por Akantor). Com certeza, é um ser para se manter distância, principalmente em florestas.

Um novo modo de jogar Monster Hunter

Everwood trouxe diversas novidades para a franquia e, com certeza, é o mapa mais único de Monster Hunter 4 Ultimate até então. O modo single-player do jogo nunca foi tão bem aproveitado quanto agora. O sistema de caravanas, que sempre dá aquele gostinho de “quero mais” para o jogador, vai fazê-lo, ao invés de pensar, “nossa, mais um monstro pra ser derrubado”, pensar assim: “ok, só mais 10 minutinhos e eu termino de novo essa caravana”.


Não tem nada melhor para uma franquia que já tem mais de 10 anos do que uma nova mecânica inovadora. Com certeza, muitos caçadores ainda enfrentarão ameaças inimagináveis embaixo das altas árvores de Everwood.

Revisão: Jaime Ninice
Capa: Daniel Silva
Gilson Peres é Psicólogo e Mestrando em Comunicação pela UFJF. Está no Blast desde 2014, mas começou sua vida gamer bem cedo, no NES. Pode ser visto por aqui sempre escrevendo algum texto polêmico, instrutivo ou nostálgico.

Comentários

Fórum
Google+
Facebook


Últimas do Fórum

Ver mais

No Facebook

Ver mais