Rumor: Desenvolvedores indies estariam descontentes com vendas da eShop do Wii U

O problema acontece, especialmente, com a publicação de jogos na Alemanha.

Com informações apuradas pelo site Nintendo Life, alguns desenvolvedores indies estão descontentes com o desempenho comercial que seus jogos têm na eShop do Wii U - o rumor teria partido de um desses respeitados desenvolvedores.



Segundo a fonte, a média de um jogo minimamente bem sucedido da eShop vende apenas, aproximadamente, 3 mil cópias digitais. O que é insuficiente para obterem um sucesso financeiro razoável de acordo com os custos que a publicação no loja virtual da Nintendo requerem dos desenvolvedores. A principal reclamação está com a censura etária dos países: para cada país onde o jogo seja lançado, é necessário que o estúdio responsável pague determinadas comissões às entidades nacionais, o que, aos poucos vai aumentando o custo e fazendo necessário maior lucro dos jogos na loja virtual. A situação é mais aguda no que se refere à publicação dos jogos na Alemanha (e demais países falantes da língua), onde a classificação da censura (pelo órgão USK) custaria muito.
Apesar de inicialmente afetar os desenvolvedores menores, em uma perspectiva global, os problemas com os órgãos da censura etária, em especial, o alemão deixam até os grandes desenvolvedores descontentes. Segundo o portal, a Big N estaria procurando mudar o sistema de classificações etária adotando um um sistema internacional, como o IARC do Google Play, para o futuro.


Lucas Palma Mistrello é historiador, mestre pela Universidade Federal de São Paulo. Redator nos Blasts desde 2012, começou com os games com o Atari 2600 e é eclético em gênero e temas: vai de COD e Medal of Honor a Pokémon e Zelda com a mesma vontade. Sempre está de olho nos comentários das postagens.

Comentários

Fórum
Google+
Facebook


Últimas do Fórum

Ver mais

No Facebook

Ver mais