Nintendo na E3: expectativas para a conferência

Hora de embarcar no Hype Train e torcer para uma E3 cheia de novidades para a Big N!


Tudo bem, não é nenhuma novidade que a Nintendo ainda vem enfrentando problemas de vendas com o Wii U, e o quase completo abandono do console por parte de third parties o tornou praticamente uma plataforma de apenas exclusivos da Big N. Por outro lado, o 3DS continua indo de “vento em popa” com suas vendas e games. O lançamento do novo modelo no começo deste ano ajudou a aumentar o sucesso do portátil em sua categoria e títulos como Majora’s Mask e Super Smash Bros. continuam conquistando velhos e novos jogadores. Mas com tantas possiblidades de marketing, quais serão os planos da Nintendo na E3 em 2015?

A volta dos que nunca foram

Existem duas franquias que estão há muito tempo longe dos holofotes dos anúncios da Big N: Metroid e Star Fox. Enquanto o destino da primeira ainda é um mistério, já sabemos que teremos a apresentação de um novo game de Star Fox na E3 2015. O próprio Miyamoto comentou um pouco sobre o desenvolvimento do game durante a última E3, mas tudo foi muito vago, nada de detalhes. Apesar disso, este ano foi lançado um site com o título do próximo jogo da franquia para Wii U, Star Fox Horizons, com lançamento previsto para o final de 2015. O que podemos fazer é apenas esperar por alguma novidade a respeito disso durante a E3.
Finalmente!

Quanto a Metroid, o assunto é mais complicado. A franquia de Samus não deu as caras em um console da Big N desde o lançamento de Metroid: The Other M, para Wii, em 2010. De lá para cá, foram várias especulações mas nada confirmado pela Nintendo. Aliás, a empresa nem comenta sobre a franquia, seja na E3 ou em seus eventos digitais. É como se Samus e os alienígenas tivessem sido completamente esquecidos pela empresa. Isso já está incomodando muitos fãs e jogadores e agora parece a melhor hora para a empresa se posicionar a respeito do futuro da franquia.
Samus, cadê você?

Com o tão esperado Zelda U adiado para 2016, não veremos Link durante a E3. Podemos esperar talvez alguns detalhes esparsos sobre como o game será, mas não esperamos nada mais aprofundado no assunto. Nós já pudemos conferir como o ambiente do game está bonito, além de possuir um mundo gigantesco nunca antes visto em toda a série. O importante é saber se esse atraso no lançamento será de fato recompensado com uma experiência diferente de qualquer título anterior ou apenas é uma jogada de marketing não muito sábia.
Pois é... Nada de Zelda esse ano.

É planejando que se joga

Jogos de estratégia não faltarão este ano. Bravely Second: End Layer chega em 2016 na América e Europa, continuação de um dos maiores títulos já lançados para o portátil, Bravely Default. Para os fãs da Atlus, os jogos da empresa chegam em peso para o 3DS no segundo semestre de 2015 e em 2016. Etrian Odyssey 2 Untold: The Fafnir Knight vem logo no começo de agosto, após ser lançado no Japão em novembro do ano passado, sendo o sétimo título da franquia. A série Fire Emblem, que vem conquistando uma enorme legião de fiéis desde o NES, aparece em dois títulos esperados há anos: Fire Emblem If, que trará uma jogabilidade completamente nova na série, na qual será possível escolher em qual dos lados da batalha o jogador estará, e Shin Megami Tensei x Fire Emblem, cujas duas franquias de estratégia se encontram para um épico crossover anunciado em 2013 e “esquecido” pelas produtoras até abril, quando apresentaram o primeiro trailer. E a caçada pelos bonecos de Marth, Ike, Lucina e Robin está valendo a pena?
Com chances de superar seu antecessor, Fire Emblem If promete.

Um grande sucesso do PlayStation 2 de 2006, Dragon Quest VIII: Journey of the Cursed King já foi anunciado em uma adaptação para o 3DS, com lançamento previsto para Agosto de 2015. Provavelmente iremos conferir alguns vídeos de gameplay do título durante a conferência, mostrando os aspectos que foram remasterizados e outros que permaneceram semelhantes à versão original. Para os jogadores que nunca tiveram a chance de jogar o game no PS2, esta será uma ótima chance de experimentá-lo no 3DS.
Dragon Quest de volta ao universo dos portáteis da Big N.

Estratégias de vendas

O que com certeza não faltará na E3 2015 serão os disputadíssimos bonecos dos personagens das grandes franquias da Nintendo. Com pré-vendas esgotadas em segundos, filas intermináveis nas portas de lojas pelo mundo inteiro e leilões absurdos em sites de revenda, a Nintendo não parece esgotar as ideias: Chibi-Robo, Yoshis feitos de lã, lutadores de Smash Bros., crianças-lula, amiibo em formato de cartões NFC para Animal Crossing… Quando achamos que a empresa dará um tempo, surge uma nova onda de amiibo para colecionar — já que as funções dos respectivos nos jogos ainda não mostrou a sua verdadeira função. Mas é inegável que: temos que pegar todos.
Fofura em forma de amiibo

Pokémon Super Mystery Dungeon será o oitavo — isso mesmo — jogo da série Mystery Dungeon, e o segundo para o 3DS. Uma longa carreira para uma série já nem tão querida pelos fãs dos monstrinhos. O jogo foi anunciado de supetão poucas semanas antes da E3 e conta com pouquíssimas informações já confirmadas — os jogadores poderão encontrar os 720 Pokémon revelados oficialmente no título que chega no final do ano. Esperamos que informações boas da série sejam reveladas em breve, para mostrar que a série Mystery Dungeon continua valendo a pena. Será que teremos amiibo cards, como os de Animal Crossing, também para os monstros de bolso? Enquanto não temos resposta para a pergunta, aguardamos ansiosos que o projeto nascido da parceria entre a The Pokémon Company e a Bandai Namco, Pokkén Tournament, saia dos arcades japoneses, nos quais será lançado em julho, e chegue logo para um dos consoles da Big N.

A Nintendo lançou recentemente o new 3DS XL, console que vem com a promessa de potencializar seu antecessor, desde capacidade da CPU até função 3D e o acréscimo de um leitor NFC para o uso de amiibo nos jogos que tiverem suporte, como Code Name: S.T.E.A.M. e Super Smash Bros. for 3DS. No entanto, a empresa até o momento, quase um ano depois da divulgação, anunciou um único jogo exclusivo para o portátil, Xenoblade Chronicles 3D — e, para os que não pretendem trocar o antigo 3DS tão cedo, criaram um adaptador para a leitura de amiibo externo ao console. Mesmo com tantos títulos já anunciados para o 3DS e o Wii U, a E3 2015 terá espaço para mais jogos exclusivos ao novo portátil?
Xenoblade Chronicles é o único game para o New 3DS. Quais serão os próximos?

Outro ponto importante que poderá ser explorado é a recente entrada da empresa no mercado de games mobile através da parceria com a empresa DeNA. Importante notar que não será a própria Nintendo que irá produzir os games para smartphones, mas que apenas suas marcas e franquias poderão ser utilizadas pela DeNA para a criação de títulos baseados em games já consagrados da Big N. Essa estratégia promete conquistar uma grande fatia do mercado eletrônico, além de estimular usuários de aparelhos portáteis a jogarem jogos com personagens da Nintendo e se interessarem em obter consoles ou portáteis da empresa.
Nintendo finalmente dará as caras no mundo mobile.

DLCs a perder de vista

Além de anunciar amiibo de forma irresponsável (com os nossos bolsos, claro), a Big N vem apelando para conteúdos pagos e gratuitos para seus grandes sucessos. Na próxima semana, Lucas, roupas de Splatoon e um estágio inspirado no Miiverse chegam para Super Smash Bros. for 3DS/Wii U, além de estarem confirmados conteúdos inspirados em Animal Crossing e outros já lançados, como Mewtwo e roupas para os Mii. Splatoon também já recebeu uma arma por DLC, a Inkbrush, e Monster Hunter 4 Ultimate ganhou um pacote com 14 novas missões, novas armas, armaduras e outros conteúdos bônus. Mario Kart 8 recebeu pistas inspiradas em The Legend of Zelda e Animal Crossing, novos corredores e veículos. Quantos DLC será que a Nintendo é capaz de anunciar em sua apresentação no próximo dia 16?


Aproveitando, Animal Crossing vem se destacando em todos os grandes jogos da empresa como DLC ou não, como é o caso do Villager, lutador de Super Smash Bros. Após o encerramento da Plaza, aplicativo gratuito da eShop do Wii U, será que finalmente a Nintendo anunciará o tão esperado título da franquia para o console?

Hype: sim, não ou muito?

Assim como um game que é muito esperado por fãs e pode acabar decepcionando no final, a Nintendo tem todas as cartas na manga para fazer nessa E3 uma ótima conferência, mas ainda corre o risco de tropeçar nos próprios pés. A empresa não é muito conhecida por tomar as melhores decisões financeiras ou de marketing e se ela não fizer um planejamento correto, as coisas podem se tornar complicadas. São muitos games com grande potencial para serem anunciados ou exibidos, além da oportunidade que a empresa tem em fortalecer o mercado de vendas de seus dois consoles atuais. Pode ficar animado, mas tenha um pouco de ceticismo, afinal isso é a E3, e surpresas sempre podem acontecer nos momentos mais inesperados. Para pior ou para melhor.



Revisão: Vitor Tibério
Capa: Ana Carolina
Colaboração: Anna Gabriela Coelho

Luís Antônio Costa é graudado em Ciência da Computação pela UFRGS. Apaixonado por games desde que ganhou seu primeiro Master System e conheceu Sonic, também é amante da ciência e um devorador de livros. Além do Nintendo Blast, também faz alguns textos para o Medium e pode ser encontrado no Facebook e Twitter.

Comentários

Fórum
Google+
Facebook


Últimas do Fórum

Ver mais

No Facebook

Ver mais