Monolith está aberta para ajudar no desenvolvimento de Zelda U

Parceria entre Nintendo e Monolith é sólida e já deu vários frutos, seria o caso também em Zelda U?

Em entrevista realizada durante a E3, os diretores de Xenoblade Chronicles X (Wii U), Tetsuya Takahashi, da Monolith Soft, e Genki Yokota, da Nintendo SPD, falaram sobre a parceria entre as duas desenvolvedoras durante a realização deste jogo e de Xenoblade Chronicles (Wii/3DS). O contato proporcionou grande troca de informações e colaboração mútua, como no caso de Splatoon (Wii U) e The Legend of Zelda: Skyward Sword (Wii).


Ambos foram questionados sobre o relacionamento entre as duas empresas e sobre o futuro em Zelda U. A Monolith diz que não foi procurada ainda para auxiliar nos trabalhos, mas que gostaria de ajudar.
Pergunta: Como você pode descrever o relacionamento da Monolith com a Nintendo? Com que freqüência vocês oferecem assistência aos jogos first party da Nintendo?
Takahashi (Monolith): Quando estamos trabalhando em um de nossos próprios jogos, como Xenoblade Chronicles X, fazemos reuniões semanais com a Nintendo sobre o desenvolvimento e progresso do jogo. Quando temos algum tempo livre no trabalho de nossos próprios projetos, nós temos a oportunidade de ajudar com alguns problemas que os projetos da Nintendo estejam enfrentando. Um exemplo recente foi o caso de Splatoon. 
Pergunta: Lembro de ouvir sobre a dificuldade da Nintendo ao desenvolver Pikmin 3 em HD, quais lições dessa experiência a Nintendo levou para a Monolith?
Yokota (Nintendo): Assim que começamos a conversar com a Monolith, nós usamos cerca de seis meses discutindo como nós faríamos para desenvolver um jogo que fosse em HD e que fosse em mundo aberto. Nós sabíamos que isso seria uma tarefa monumental, mas através de uma boa cooperação com eles fomos capazes de finalmente conseguir realizar isso.
Pergunta: Então, com a equipe já tendo essa experiência com o gênero de mundo aberto, estou curioso em saber se vocês podem oferecer dicas a equipe de Zelda U. Existe algum tipo de conhecimento que pode ser transferido para lá? Eu sei que a Monolith ajudou com Skyward Sword.
Yokota: Conforme fomos desenvolvendo este jogo [Xenoblade X] tivemos a oportunidade de fazer vários relatórios e feedbacks com a tecnologia usada e diferentes tipos de problemas que encontramos. Quando pudermos compartilhar essa documentação internamente, ela vai para todas as outras equipes, então eles poderão trabalhar a partir disso e espero que os caras trabalhando nesse jogo [Zelda U] possam se beneficiar também.
Pergunta: Existe alguma chance de vocês ajudarem novamente essa equipe depois que este projeto [Xenoblade X] esteja pronto?
Takahashi: Eu acho, quer dizer... é possível, mas não estou sabendo de nada. Eu gostaria de dizer que a Monolith Soft está sempre disponível e adoraríamos ajudar a qualquer momento em que formos solicitados. 
Lucas Palma Mistrello é historiador, mestre pela Universidade Federal de São Paulo. Redator nos Blasts desde 2012, começou com os games com o Atari 2600 e é eclético em gênero e temas: vai de COD e Medal of Honor a Pokémon e Zelda com a mesma vontade. Sempre está de olho nos comentários das postagens.

Comentários

Fórum
Google+
Facebook


Últimas do Fórum

Ver mais

No Facebook

Ver mais