Top 10

DLCs das franquias Nintendo que queremos ver em Splatoon

De que maneiras Mario, Zelda, Metroid, Animal Crossing e tantas outras séries da Big N poderiam expandir a diversão de Splatoon?

De mera experimentação da Nintendo no ramo de shooters a uma mania gamer, Splatoon tem percorrido uma trajetória de sucesso no Wii U. E suas constantes atualizações gratuitas têm melhorado ainda mais a experiência de jogo. Porém, é fato que, em se tratando da Nintendo, cedo ou tarde Splatoon irá mergulhar no universo de conteúdos relacionados às mais famosas franquias da empresa, como Mario, Zelda, e Animal Crossing. Por enquanto, é hora de Splatoon caminhar com suas próprias pernas, mas aqui vão nossas expectativas dos DLCs que a Big N poderá trazer quando finalmente abrir suas comportas de conteúdo extra.


10. Daybreak (Kid Icarus)

Antes de Splatoon chegar, tornando-se o sucesso que é hoje, Kid Icarus: Uprising (3DS) já oferecia um divertido multiplayer online de tiro em terceira pessoa. Seria interessante se a Nintendo aproveitasse em Splatoon algum dos mapas da obra-prima de Masahiro Sakurai, mas o que está no topo da nossa lista de prioridades é o item Daybreak. Quando coletadas as três peças desse item, o jogador monta um devastador canhão de alcance inigualável e poder colossal. O Daybreak poderia ser um item (não se preocupe com desbalanceamentos, é bem difícil conseguir as três partes) ou um modo de jogo à parte.
Seria tipo isso... só que de tinta

9. Gerudo Fortress (Zelda)

Repleto de lugares para se esconder e com uma zona desértica aberta perfeita para combates pela Splat Zone, Gerudo Fortress (e Gerudo Valley, em algum medida) daria uma excelente arena para Splatoon. A base de cada time poderia ser o lugar em que Link é jogado quando é preso pelas Gerudo e a destruição e reconstrução da ponte de madeira poderia ser um elemento interessante para dinamizar os confrontos. Ah, e o melhor: teríamos uma versão remixada da canção tema de Gerudo Valley no estilo musical de Splatoon!

8. Pitfall (Animal Crossing)

A armadilha invisível de Animal Crossing é uma das melhores maneiras de “trollar” seus amigos nas visitas entre cidades. Tanto é que a série Super Smash Bros. já adotou a Pitfall Trap como item há algum tempo. Splatoon, então, seria o próximo jogo a trazer essa divertida armadilha, provavelmente como uma arma secundária. Colocando-a em algum lugar do cenário, ela prenderia na tinta quem por ela passasse, deixando o adversário vulnerável. E você achando que já não existem armas secundárias apelonas o bastante.
O que pode ser mais estressante do que um time ruim?

7. Hocotate Ship (Pikmin)

É difícil não lançar um Inkstrike em Splatoon e não lembrar da Hocotate Ship, a nave espacial de Olimar, caindo com tudo nas arenas de Super Smash Bros. Seria muito bom se o veículo pudesse ser usado como uma versão alternativa do míssil aéreo de Splatoon. Algumas mudanças em seu balanceamento poderiam fazer da escolha por um Inkstrike ou uma Hocotate Ship algo decisivo numa batalha

6. Gust Bellow/Gust Jar (Zelda)

Já que a categoria Slosher introduziu a possibilidade de recipientes de tinta serem armas de Splatoon, por que não trazer os jarros de vento da série Zelda? Obviamente, eles não mais serviriam para expelir ou absorver correntes de ar, mas o Gust Bellow (de Zelda: Skyward Sword) e o Gust Jar (de Zelda: Minish Cap) seriam adições muito boas ao arsenal dos Inklings. Como as duas versões do jarro têm funções diametralmente opostas em Zelda, elas poderiam ter atributos também antagônicos em Splatoon. Afinal, o jogo urge por mais modelos de Slosher.
Daria um bom Slosher, não?

5. Arsenal da Família Kong (Donkey Kong)

Donkey Kong 64 (N64) pode não ter sido o jogo mais memorável da macacada, mas apresentou uma série de características únicas de cada um dos símios jogáveis. Dentre elas, temos suas armas. A Coconut Shooter de DK, a Pineapple Launcher de Chunky Kong e a icônica Peanut Popgun de Diddy Kong funcionariam muito bem em Splatoon!
Mesmo que a Grape Shooter de Lanky e a Feather Bow de Tiny Kong precisassem de drásticas alterações para se tornarem armas de tinta, todas já têm um balanceamento icônico para quem curtia o multiplayer de Donkey Kong 64. Se as características de cada Kong fossem reproduzidas em cada uma de suas armas, seria uma maneira excelente de honrar o legado da franquia de primatas.

4. F.L.U.U.D. (Mario)

O esquicho de água de Mario em Super Mario Sunshine (GC) não só foi uma das ferramentas mais úteis que o professor E. Gadd já inventou, como também um dos personagens mais carismáticos do universo de Mario. Não sabemos ao certo se F.L.U.D.D. funcionaria melhor como um Shooter ou Charger, mas com certeza renderia uma arma das mais divertidas. Quem sabe até um novo tipo de arma, um que fosse acoplado às costas e que tivesse esquichos diferentes, como no F.L.U.D.D.? O Rocket Nozzle, por exemplo, poderia ser usado para o Super Jump.
Vai dizer que você não quer ver isso em Splatoon?

3. Magic Paintbrush (Mario)

Quando vimos o Inkbrush de Splatoon, seu formato de pincel nos lembrou, obviamente, o do Magic Paintbrush, a arma usada por Shadow Mario em Super Mario Sunshine. O design desse pincel se adequaria perfeitamente a Splatoon, e provavelmente seria uma arma interessante até mesmo para quem não jogou Sunshine. A agilidade com a qual Shadow Mario manipulava o Magic Paintbrush provavelmente faria dele um dos Rollers mais práticos do jogo. De quebra, a arma secundária do Magic Paintbrush poderia ser Piranhas Plants sujas de tinta, como acontece na aventura original.
Shadow Mario mostrando como se joga de Roller

2. Acessórios da Praça Mii

Desde o lançamento do 3DS, a Praça Mii e sua funcionalidade StreetPass se tornaram uma verdadeira mania, especialmente quando o assunto é colecionar todos os acessórios disponíveis. Muitos deles inspirados em franquias da Nintendo, seria incrível tê-los como opções de equipamentos em Splatoon. Nós até já temos algumas peças de roupas e acessórios com sutis referências às séries da Big N, mas, uma hora ou outra, a Nintendo vai ter que deixar todo mundo usar o boné do Mario, as Iron Boots de Link e a armadura de Samus. Imagina essas três peças em um só personagem?

1. Delfino Plaza (Mario)

É difícil entender como essa arena ainda não foi anunciada para Splatoon. Desde o primeiro anúncio do jogo, a inclusão de Delfino Plaza entre as arenas estava na ponta da língua entre os palpites de qualquer um que tenha jogado Super Mario Sunshine. Óbvio que a turística cidade teria de passar por umas adaptações para se tornar um mapa simétrico e balanceado, mas poder andar mais uma vez por aquelas nostálgicas praças, becos e telhados seria incrível!
Seria como fazer o trabalho oposto ao que fizemos no jogo original, ou seja, sujar de tinta aquilo que o pobre Mario levaria horas para limpar. E o melhor é que a arena não seria “forçada” de maneira alguma, uma vez que a própria arquitetura da cidade já é naturalmente compatível de maneira razoável com Splatoon. Quem não sentir a nostalgia de Sunshine, no mínimo, receberá um mapa novo, o que já é lucro!

Menção honrosa: Blooper

As lulas já são famosas no universo Nintendo muito antes de Splatoon trazer os Inklings. Desde muito tempo, a lula Blooper foi um dos inimigos mais recorrentes nas fases aquáticas de Mario. Com um formato bem semelhante às lulas de Splatoon, por que não liberar uma maneira de se transformar em Blooper também? Quem sabe não inclui Octoroks de Zelda também?
Revisão: Vitor Tibério
Capa: Felipe Fabrício


Rafael Neves é estudante de psicologia na UFBA e planeja ingressar no mundo da literatura como escritor. A paixão por videogames e a vontade de escrever unem-se na experiência como jornalista do ramo. Também trabalha em sua HQ virtual. Encontre-o no Facebook.

Comentários

Fórum
Google+
Facebook


Últimas do Fórum

Ver mais

No Facebook

Ver mais