Vem aí

Prévia: Devil's Third (Wii U) promete muita ação, explosões e multiplayer online

Ivan quer destruir tudo no Wii U em um jogo de ação como o console nunca viu antes.

Devil’s Third é um título com uma vida atribulada antes mesmo de ser lançado. Idealizado em 2008 por Tomonobu Itagaki —– responsável por séries como Dead or Alive e o retorno de Ninja Gaiden aos consoles —– o título vem sendo desenvolvido desde 2010 e somente agora verá realmente um lançamento.


Planejado inicialmente para PS3 e Xbox 360, o jogo seria desenvolvido pelo novo estúdio de Itagaki, Valhalla Game Studios, e publicado pela THQ. Com a falência desta, os direitos do lançamento voltaram à Valhalla, até que a Nintendo entrou na confusão e anunciou Devil’s Third como um exclusivo para o Wii U na E3 2014.

Mudando de cara

Claro que com todas essas mudanças na vida de Devil’s Third muita coisa foi sendo alterada com o passar do tempo. A principal delas foi sua engine, que mudou três vezes devido a descontinuações, até que finalmente estabeleceu-se na Unreal Engine 3 e se tornou o que veremos em dezembro.

Antes de chegar finalmente ao Wii U, apenas um trailer mostrado durante a E3 2010 foi exibido. Nele pudemos conferir o combate visceral com armamento pesado e o uso de espadas, algo que se manteve e apenas foi refinado posteriormente.

O protagonista, porém, foi quem realmente ganhou modificações substanciais, passando de um homem com uma cicatriz em formato de X no rosto e roupas camufladas para o careca tatuado que conhecemos hoje. Além, claro, de uma presença feminina que parecia ser um segundo personagem controlável mas que se tornou uma aliada na versão final.

Uma novidade que chamou atenção foi a mudança de perspectiva durante o jogo. Ao empunhar armas brancas ou apenas navegar pelo cenário, temos uma jogabilidade em terceira pessoa na qual é possível conferir todos os movimentos do personagem. Ao se empunhar algum tipo de armamento de fogo, a visão muda para primeira pessoa, o que tenta tornar tudo mais preciso na hora de um tiro certeiro, transformando o título em um híbrido de hack’n’slash e FPS.

Satélites, terroristas e pessoas tatuadas

E com tanta ação acontecendo na tela ao mesmo tempo, ainda há um espaço para uma história de pano de fundo para justificar tanta bala voando.

A trama é um pouco “exótica” e se passa em um mundo paralelo no qua terroristas da então extinta União Soviética resolveram explodir bombas nucleares na atmosfera da Terra. As explosões destruíram os satélites em órbita, que com seus destroços foram arrasando outros satélites, criando assim a chamada Teoria da Síndrome de Kessler, que prevê esse efeito em cascata.
Inimigos bizarros não faltarão no caminho de Ivan.
Com os satélites destruídos, os equipamentos eletrônicos se tornaram inúteis e a guerra ao redor do mundo se torna algo real. O título mostra conflitos em várias regiões como Ásia, Europa e América e coloca Ivan, o personagem principal, no meio de toda essa confusão com algumas motivações próprias.

É hora da batalha online

Um dos pontos que Devil’s Third quer realmente chamar a atenção é com seu divertido multiplayer online. Nele o jogador poderá criar seu próprio personagem do zero e entrar no combate com até 16 jogadores ao mesmo tempo.
O multiplayer insano tem até feirinha particular.
Haverá nada mais que dez modos de jogo na modalidade multiplayer, na qual será possível unir-se a uma equipe para defender ou conquistar territórios, jogar sozinho em prol da sobrevivência do mais forte, além de modos inusitados que incluem galinhas coloridas em seu caminho, carregar melancias e outras bizarrices.

Os melhores jogadores serão presenteados com ovos dourados, que poderão ser trocados por armamentos, roupas e todo tipo de equipamento possível. A jogabilidade seguirá o padrão do modo história, alternando a visão entre primeira e terceira pessoas dependendo da arma empunhada.

Devil’s Third e o mundo

Apesar de toda promessa de diversão garantida, Devil’s Third vem acumulando análises que vão do mediano ao ruim nas regiões em que foi lançado.

No Japão a situação foi um pouco melhor, o título recebeu um 33/40 da conceituada publicação japonesa Famitsu e vendeu razoavelmente bem em sua versão física, mesmo ficando exclusivo às lojas Amazon, o que acabou restringindo um pouco suas vendas.

Já no Ocidente foi diferente, o título foi lançado na Europa em agosto e recebeu duras críticas quanto à jogabilidade, momentos tediosos e gráficos feios, apesar de ser elogiado pelo seu multiplayer divertido e funcional. O que no geral acabou derrubando suas notas nas avaliações dos principais veículos.

E com algumas críticas negativas a reflexão nas vendas se tornou algo concreto, fazendo com que o game não entrasse em nenhum dos importantes tops de venda da região.

Com o lançamento americano quase batendo à porta, teremos a oportunidade de conferir o jogo na prática e formar nossa opinião real sobre o game, que mesmo com as duras críticas pode acabar se tornando uma boa surpresa ou enterrar de vez nossas esperanças. É esperar para ver.

Devil's Third – Wii U
Desenvolvimento:
Valhalla Game Studios
Gênero: Ação
Lançamento: 11 de dezembro de 2015
Expectativa: 4/5

Revisão: Vitor Tibério
Capa: Esdras Ferreira
Fabio Oliveira é Analista de Sistemas formado pela UERJ. Além da paixão pelo mundo dos games, é fanático por seriados americanos, cultura japonesa e filmes de ficção científica. Fã de Mario e Resident Evil resolveu contribuir para o universo gamer sendo newposter no Nintendo Blast.

Comentários

Fórum
Google+
Facebook


Últimas do Fórum

Ver mais

No Facebook

Ver mais