Confira como foi o UFSmash, um dos maiores torneios de Smash Bros. do país!

Torneio aconteceu do dia 20 a 22 de novembro e contou com ótimas surpresas.


De sexta, dia 20/11, a domingo, dia 22/11, aconteceu na PUC-SP o UFSmash, um dos maiores torneios de Super Smash Bros. do país. Contando com partidas desde Smash 64 até o título mais recente, o evento reuniu jogadores de todos os cantos do país em uma competição agradável e de alto nível. O UFS foi disputado no sistema de eliminação dupla; ou seja, caso um jogador perdesse uma partida, era lançado para a chave dos Losers. Na grande final, quem tivesse conquistadou seu lugar abrindo caminho pela Losers deveria ganhar seis lutas.


O Blast não pôde estar presente fisicamente, mas contamos com material cedido pelo Team Dash (os organizadores do torneio) e alguns participantes para fazer esse especial sobre como foi a competição.

Ambiente acolhedor

Logo ao chegar no local do evento, o que era mais notável era sua boa ambientação para um campeonato de Smash. Não só um número considerável de televisões se fazia presente, possibilitando um bom espaço tanto para quem participava das partidas competitivas quanto para os que só estavam jogando para passar o tempo, como também para quem quisesse comprar artigos Nintendo, como amiibo, chaveiros artesanais de personagens e outros.

Os jogadores também estavam se sentindo confortáveis, socializando bastante. Mesmo os que só assistiam acabavam se empolgando e interagindo aos gritos durante as várias partidas, em especial nas finais que, por sinal, marcaram uma das maiores demonstrações da empolgação do público. Gritaria, animação, abraços… Via-se de tudo durante as partidas decisivas. Com certeza, uma ótima experiência tanto para quem as jogava quanto para quem as assistia.

Melee e sua intensidade clássica

O campeonato de Melee foi bem acirrado. Aconteceu no sábado, segundo dia do torneio (sendo o primeiro dedicado a Smash 64). Contando com sete televisões para o jogo, a competição durou o dia inteiro, com bons conflitos e uma presença fortissíma de personagens carimbados na cena de Melee, como Fox.

Sua final se deu entre Far! e Aisengobay. Far! perdeu para Aisengobay nas semifinais, indo para a Losers Finals e vencendo de Bobesco. Tendo que encarar novamente o oponente, Far! conseguiu vencer um set, ocasionando um reset, mas acabou levando uma virada quando faltava uma luta para vencer o segundo set e garantir o título. Aisengobay, por sua vez, conquistou novamente um título de espectro nacional, como vem fazendo desde 2007, ao ganhar o primeiro campeonato nacional de Melee do país.

Smash 4 e a cena nova mas viva

O torneio de Super Smash Bros. for Wii U foi surpreendente por muitos motivos. Não só contou com um número grande de participantes, como também teve muitas pessoas que não são de São Paulo ou Rio de Janeiro vindo competir. Isso é interessante, já que, por mais que a maioria dos torneios tentem ser algo “nacional”, a distância acaba afastando pessoas que não são da região. No UFSmash, não só encontramos um grande número de pessoas de fora, como vários deles chegaram longe nas chaves. Destaque para o SmashRS/Lukitu, somente um dos vários desses jogadores,  que foi para as Losers no fim das pools, percorreu-a inteira e chegou à grande final.

Lukitu enfrentou o DASH/Player7 na partida decisiva e perdeu. A luta ficou no 3 x 1 para Player7, sendo que Lukitu não conseguiu dar reset na contagem.

Embora a grande final tenha sido rápida e sem reviravoltas, o Top 4 do torneio contou com lutas excelentes e cheias de tensão. Destaque para a luta entre Player7 e ADDAN, com uma das viradas mais incríveis da competição. ADDAN conseguiu dar reset na luta, sendo que, quando estava a um stock de ganhar a ultima partida do segundo set, Player7 “acordou” e conseguiu virar, ganhando as três partidas seguintes e garantido o lugar na final. Foi incrível.
Os campeões

Um torneio para se guardar na memória

O UFSmash foi ótimo, tanto por possibilitar um vislumbre amplo da cena competitiva nacional de Smash como também mostrar que ela não é só composta pelo eixo Rio-Sâo Paulo. Com a grande presença de pessoas de fora, desde Pará até Rio Grande do Sul, o torneio foi uma das primeiras amostras do alcance competitivo que Smash vem obtendo aqui no país.

As lutas também foram fantásticas, com as finais não deixando nada a dever em expectativa e surpresas para uma Apex ou Evo. Boa parte delas estão disponíveis no canal do Team Dash no Twitch.

Com tudo isso em mente, também devemos falar que existem outros torneios em vários estados do Brasil, mesmo que sejam pequenos. Participar deles ajuda não só a construir uma comunidade, como também a tornar torneios maiores mais variados e surpreendentes, já que os jogadores vão se sentindo mais confortáveis e começam a desejar ir para a “grande liga”. Caso você jogue Smash e gostaria de participar dos torneios, nós incentivamos a procura por meio de grupos no Facebook ou o fórum 1upsmash.

Parabéns a todos que participaram e iremos continuar acompanhando os torneios, já que cada vez mais eles prometem serem melhores.
Agradecimentos ao PuloDuplo por ceder as fotos usadas nessa matéria.
Revisão: Bruno Alves
Capa: Felipe Araujo

Dácio Augusto é estudante de Gestão Financeira na Fatec e redator no Nintendo Blast. Cercado de jogos desde pequeno, foi crescendo e aprendendo a fazer avaliações mais lúdicas do que objetivas.

Comentários

Fórum
Google+
Facebook


Últimas do Fórum

Ver mais

No Facebook

Ver mais