Patente da Nintendo pode indicar característica única do NX

Dispositivos auxiliares poderiam aumentar a potência do console principal e jogadores poderiam permitir que seus consoles fossem usados para ajudar outros.

Quando a Nintendo anunciou seu novo console, com o codinome NX, a empresa indicou que a nova plataforma poderia misturar as características de um console de mesa tradicional com as de dispositivos móveis. Agora a companhia registrou uma patente que pode indicar como isso será feito — e o sistema descrito é diferente de tudo que a empresa tenha feito antes.


A patente descreve um sistema em que o console primário conecta a dispositivos suplementares para "aumentar a velocidade ou qualidade da experiência de jogo". Isso pode ser entendido como um upgrade de hardware tradicional, mas uma leitura mais atenta da patente revela algo bem diferente.
A estrutura básica do design proposto pela Nintendo.
O console hipotético pode conectar a múltiplos dispositivos suplementais, medir a latência e a performance, e atribuir cargas de trabalho a eles, com o objetivo de melhorar a performance do console primário. Estes dispositivos suplementais são mostrados ligados com cabos ao console, mas a patente deixa claro que eles podem também se conectar via Wi-Fi ou Bluetooth.
A mesma arquitetura, usando uma rede local ou remota.
Outra descrição interessante da patente é como os usuários podem configurar seus próprios hardwares e escolher tornar um modo de renderização compartilhado ativo ou não em momentos específicos do dia ou noite, e também contempla métodos de recompensar jogadores que escolhem compartilhar seus hardwares desta maneira, seja com jogos, créditos, ou outros materiais. Assim, os jogadores poderiam disponibilizar seus sistemas para auxiliar no processamento dos consoles de outros jogadores, e seriam recompensados por isso.

Streaming de jogos ainda está em sua infância, mas praticamente todas as principais empresas de jogos possuem ofertas nesta área. O Wii U foi o pioneiro em streaming local através do Gamepad, mas esta característica não aumentou as vendas como os controles por movimentos fizeram com o Wii original. Hoje, a Sony e a Nvidia possuem o PlayStation Now e o GeForce Now, o PlayStation Vita pode fazer streaming de jogos de PS4, e o Xbox One pode fazer streaming de jogos rodando em PCs com Windows 10. A Microsoft também possui um backend para computação na nuvem, mas pouquíssimos jogos fazem uso dele.

O inimigo comum de todas essas opções é a latência. Streamings de um PS4 ou Xbox One para locais mais distantes não foram bem em testes, por exemplo.
O sistema pode identificar dispositivos de outras pessoas (identificadas como "comunidade de usuários") com recursos livres e escolher qual usar.
Quando o Wii U foi lançado, os analistas notaram que o Gamepad limitava a performance do console. Enquanto o console podia tecnicamente suportar mais de um controle, apesar da queda de performance, na prática a Nintendo assumia o uso de um único Gamepad. Já os dispositivos suplementais descritos na patente não atrapalham a performance do console — eles a melhoram.

A patente não esclarece em quais cenários a Nintendo acredita que seria adequado passar parte do processamento para dispositivos suplementares, o hardware envolvido na tarefa, ou como a empresa compensaria a latência, ainda significante na performance, de realizar cálculos remotamente. Presume-se que os desenvolvedores poderiam especificar quais tarefas poderiam ser enviados aos dispositivos, enquanto o núcleo do gameplay rodaria nativamente no console principal. Também não está claro se a Nintendo planeja um sistema em que os usuários comprariam vários dispositivos simultaneamente, ou quanto isso custaria. Consumidores estão acostumados a comprar consoles como um único sistema, então conseguir vender um console com a ideia de dispositivos suplementares seria complexo.

Por outro lado, clusters podem oferecer uma opção interessante para os jogadores investirem mais dinheiro em troca de melhor performance. Mesmo o Xbox One e o PS4 têm alguns problemas com framerates, então a questão é quantas pessoas pagariam a mais para garantir 30-60 fps estáveis em 1080p. Se a Nintendo conseguiria solidificar tal estratégia é um incógnita, já que características que envolvem redes e jogatina online não estão entre as maiores qualidades da empresa.

A Nintendo já falou que espera anunciar a data de lançamento do NX na próxima E3, e que o novo sistema terá uma arquitetura completamente diferente do Wii. O que é uma boa notícia, já que apesar das melhorias no GPU, a CPU do Wii U ainda utiliza arquitetura semelhante a da PowerPC 750CL, criada em 2000 e utilizada no GameCube.

Se você tivesse a oportunidade de comprar aparelhos adicionais para melhorar a potência do seu console, você compraria?

Fonte: Extreme Tech
Leandro Eidi Umezu Batista escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Fórum
Google+
Facebook


Últimas do Fórum

Ver mais

No Facebook

Ver mais