Yoshi’s Woolly World (Wii U): referências clássicas

Selecionamos algumas das melhores referências aos jogos da série de Yoshi e Mario na nova aventura do Wii U.


Lançado este ano para Nintendo Wii U, Yoshi’s Woolly World é claramente inspirado em Super Mario World 2: Yoshi’s Island (SNES) e repleto de referências a outros títulos da própria série do dinossaurinho verde. Da estrutura do jogo, estágios, inimigos e itens, vários são os momentos em que bate aquele aperto no coração ao encontrar um velho amigo ou até ouvir um antigo efeito sonoro. Relembre ou conheça um pouco mais sobre essas inspirações numa viagem pelo tempo, repleta de fofura.

Sprites de lã

No estágio Snowy Mountain Lift Tour (World 5-7), reencontramos um velho conhecido. Bullet Bill Patch é uma versão do famoso Bullet Bill, presente em diversos jogos do Mario. Mas aqui, a costura do nosso amigo é bastante semelhante aos sprites vistos em Super Marios Bros. (NES).

Outro velho conhecido que surge após Yoshi desatar blocos de fios de lã é Monty Mole. Famoso pela sua aparição em Super Mario World (SNES), a toupeira aparece em Woolly World com os sprites semelhantes aos vistos no Super Nintendo e até com os mesmos movimentos.

Na cozinha de Yoshi

O estágio Yoshi and Cookies (World 3-1) é uma clara alusão aos jogos da série Yoshi Cookie. Além do título, encontramos os biscoitos (ou bolachas?) característicos da série ao longo de todo o estágio, formando plataformas e até atrapalhando a vida do nosso herói.

Yoshi voador

Entre as várias transformações de Yoshi em Woolly World, a versão avião do pequeno protagonista é uma das mais interessantes. O que poucos sabem, é que o nome dessa transformação é inspirado em um trecho de Super Mario Land. o Sky Pop Yoshi é uma versão do Sky Pop visto no World 4-3 do clássico do Game Boy Color, inclusive a forma de controlar e os ataques de misseis também estão presentes na versão de Wii U.

Sem correria na fazenda

Visto pela primeira vez em Mario Kart 64, o estágio Moo Moo Farm — uma fazenda com vacas e tudo mais — inspirou o estágio Knitty-Knotty Windmill Hill (World 1-5) de Woolly World. Basta uma rápida observada para avistar os moinhos de vento, a grama sempre verde e as montanhas presentes nas pistas. Além do mais, caso você consiga encontrar todos os segredos do estágios, um novo Yoshi, chamado Moo Moo Yoshi, é desbloqueado, com direito a costura de vaquinha e tudo.

Porta dos desesperados

Cansado de correr, saltar e atirar ovos? Basta transformar Yoshi em avião, moto, guarda-chuva ou outras opções maneiras para quebrar o clima em Woolly World. Para isso, basta entrar em um dos portões chamados Whirly Gate. Estes, por sua vez, vieram direto de Yoshi’s New Island (3DS). Com o símbolo correspondente a transformação, era só entrar em um dos portões no portátil e ver Yoshi ganhar novas e poderosas formas.

Vergonha alheia 

Em Yoshi’s Island, o primeiro chefe que enfrentamos no jogo (World 1-4) é Burt Bashful, um dos mais marcantes e carismáticos de toda a série. A bolota com calça amarrada na cintura usa saltos para esmagar a dupla de heróis no Super Nintendo. Mas o grandalhão possui um ponto fraco: a vergonha. Para vencê-lo é preciso acertá-lo seis vezes até as suas calças caírem. Feito isso, Burt fica vermelho de vergonha até explodir.

Em Woolly World, Burt Bashful retorna, mas com a mesma fraqueza de antes. No World 1-8, precisamos escapar dos seus saltos, transformar seus capangas em lã e acertá-lo com novelos para deixá-lo tonto e poder descosturar suas calças até ele explodir de vergonha — nostalgia total.

Com base no clássico

Se já não bastasse o retorno de velhos conhecidos, boa parte da estrutura de Woolly World é baseada no que já vimos desde Yoshi’s Island. Ou você não reparou nas semelhanças com o clássico do Super Nintendo?

Para completar o jogo na sua totalidade, é preciso terminar cada fase com as cinco flores, 30 estampas, cinco novelos de lã e com a barra de vida cheia. Algo muito parecido com o que vimos nos outros títulos, principalmente Yoshi’s Island, quando era preciso concluir as fases com cinco flores, contador de energia cheio e 20 moedas vermelhas. É ou não é uma ótima referência?

Antigos segredos

Para encerrar, uma das melhores referências ao antológico Yoshi’s Island é vista na batalha contra a Naval Piranha no final do mundo 4. Caso você não saiba, no SNES, no final do estágio 3-8, enfrentamos esse inimigo desafiador. Contudo, existe uma forma de derrotá-lo facilmente. Bastava posicionar Yoshi no canto esquerdo da plataforma e atirar um ovo diretamente em sua versão normal (antes de ser transformada por Kamek). Com isso, a plantinha morre e Kamek solta um grito de “OH, MY!!!”.

Com o retorno do velho inimigo em Woolly World, era evidente que algum fã tentaria a mesma proeza. A parte inicial da trapaça até transcorre sem problemas. É possível se posicionar no alto da tela e arremessar um novelo de lã no chefe, mas dessa vez você não vencerá o combate; Naval Piranha logo se liberta da lã que a envolve e Kamek se diverte com a situação, soltando o gritinho “OH, MY!!!”, mas em seguida ameaça transformar Yoshi em sushi e transforma Naval Piranha em um poderoso inimigo.
E você, caro leitor, encontrou alguma outra referência aos jogos clássicos da série? Tinha reparado nessas que selecionamos? Não deixe de curtir e comentar conosco. 
Essa matéria foi possível graças a Big Boy Games, que gentilmente nos cedeu uma cópia de Yoshi's Wooly World. Para adquiri-lo, visite a página do jogo na loja!




Revisão: Luigi Oliveira
Capa: Peterson Barros
Ilustração final: Gabrielle Mustafa


Ítalo Chianca escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Fórum
Google+
Facebook


Últimas do Fórum

Ver mais

No Facebook

Ver mais