Dubladores de Fire Emblem: Fates (3DS) tinham poucas informações sobre seus personagens

Dubladora de Azura disse que sequer sabia que a personagem seria uma cantora ao receber a oferta de trabalho - posteriormente ela negou as declarações.

Não é de hoje que a dublagem estadunidenses dos jogos tem sua qualidade questionada; a questão se torna mais polêmica, quando, no caso de Fire Emblem: Fates (3DS) a dublagem original japonesa não está presente na versão localizada. Especificamente no caso deste jogo, uma revelação importante foi feita pela dubladora de Azura, Rena Strober.


De acordo com Strober, ela sequer sabia que Azura era uma cantora o jogo. Os dubladores conhecem muito pouco do que estão dublando de fato durante o trabalho, e muito menos antes de assinar o contrato:
"Você não tem permissão de saber o nome do jogo, você normalmente não conhece seu personagem, você não sabe nada sobre ele, porque é uma informação muito secreta. Então eu não sabia que tinha sido contratada como uma cantora e como dubladora, mas lá estava o personagem e eu soube que cantar era o poder dela. Então meio que apenas cantei e acabou dando certo."
Surpresos, os integrantes do Nintendo Treehouse, que a entrevistavam, perguntaram se os produtores explicam aos dubladores os diálogos dos outros personagens com os quais aquele está interagindo, "ou se apenas apresentam as suas falas?", a dubladora respondeu:
Sim [apenas dão as falas], e normalmente eles até mudam o nome do seu personagem para que você não saiba se está participando da continuação de algum outro jogo.
Posteriormente, mesmo as declarações tendo sido feitas através de um canal da própria Nintendo, a dubladora entrou em contato com um dos portais que publicou essas informações negando tudo, e o vídeo da Treehouse fora apagado:
Isto está totalmente errado! É claro que nos dizem sobre os traços, personalidade e história do personagem.
Especificamente Rena Strober - que é atriz da Broadway, ocasionalmente aparece na TV, cantora e dubladora de longa data - falava sobre Fire Emblem: Fates, mas pelas repostas originais dela é possível imaginar que esse comportamento seja um padrão na Nintendo e na indústria dos games como um todo. Ela já dublou outros jogos, como République (multi).

Não são raras as "denúncias" feitas por dubladores sobre o tempo disponível para realizar seu trabalho, em qualquer lugar do mundo. No Brasil especificamente a dublagem é reconhecidamente uma das melhores do planeta, no entanto, não raras vezes os dubladores têm um tempo extremamente curto para realizar esse trabalho. Normalmente podem assistir apenas 2 ou 3 vezes a cena antes de dublar, tempo em que precisam pensar como adaptar a tradução para a linguagem coloquial, entonação e a sincronização labial. Confira este documentário sobre o tema.

Fonte: Niche Gamer. 
Lucas Palma Mistrello é historiador, mestre pela Universidade Federal de São Paulo. Redator nos Blasts desde 2012, começou com os games com o Atari 2600 e é eclético em gênero e temas: vai de COD e Medal of Honor a Pokémon e Zelda com a mesma vontade. Sempre está de olho nos comentários das postagens.

Comentários

Fórum
Google+
Facebook


Últimas do Fórum

Ver mais

No Facebook

Ver mais