#debateblast: O que o NX precisa para fazer sucesso?

Muitas dúvidas rodeiam o novo projeto da Nintendo. Como ele pode ajudar a empresa a se reerguer? Nossos leitores do Twitter respondem!

Com a nova série de rumores sobre o NX (e com mais vindo a cada semana), decidimos perguntar aos nossos seguidores do Twitter o que eles acham que o novo console portátil aparelho da Nintendo precisa fazer para se tornar um sucesso.



O apoio de third parties ficou com quase metade dos votos. Como alguns de nossos leitores notaram, um hardware pelo menos equiparável ao dos concorrentes seria essencial para que o NX recebesse apoio das softhouses — tornando a opção "Um hardware poderoso" redundante para alguns.







Entretanto, o NX entraria no mercado no "meio" da geração. Se a Nintendo quiser que o aparelho tenha uma longevidade maior, teria que investir pesado na força bruta dele — o que pode colocá-la numa situação delicada. 


Além disso, o apoio das third parties não depende apenas da tecnologia. O público é um elemento importante, e o da Nintendo não é reconhecido por comprar jogos multiplataforma.


A facilidade de programar para a máquina também é essencial. De nada adianta tecnologia de ponto se ninguém souber usar.


O fator Nintendo

Por mais que o apoio de outras desenvolvedoras seja desejável, a verdade é que muita gente ainda compra os consoles da Nintendo para jogar os jogos da Nintendo — e a Big N não deve se esquecer disso.






E quanto ao outro grande diferencial da Nintendo — o hardware revolucionário? Ela, afinal, sempre ditou tendências no mundo dos games.

Mesmo que apenas 1% dos usuários tenha votado nessa opção, a opinião geral é que o NX não deve quebrar a tradição de inovação da empresa, mesmo que não seja a prioridade dessa vez.



O segredo é inovar sem alienar ninguém, seja consumidores, seja desenvolvedores.
 

Um de cada, por favor!

A impressão geral é que a Nintendo tem que correr atrás do prejuízo. O não é "apenas" mais um console (ou portátil), mas uma forma da empresa se reerguer e retomar a confiança do mercado e consumidores. Não é exagero dizer que o aparelho é obrigado a fazer tudo e mais um pouco.




Nem todo mundo está feliz com essa situação, entretanto. Os donos de Wii U temem pelo futuro do console em que investiram.

No final das contas, vale lembrar que a Nintendo é imprevisível quando entra em modo desespero. Não dá pra esperar que ela necessariamente faça a vontade do povo.


O #debateblast começa toda segunda-feira em nosso Twitter. Siga nossas contas para poder participar e acompanhar os próximos debates: @gameblastbr, @nintendoblast, @psblast, @xboxblast.
Lucas Pinheiro Silva é analista de sistemas web por profissão, gamer por vocação. Tem grande interesse em game e level design, o que o levou a escrever para o Nintendo Blast. Em seu Facebook e Twitter também fala de outras coisas, como HQs, música e literatura.
Este texto não representa a opinião do Nintendo Blast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Fórum
Google+
Facebook


Últimas do Fórum

Ver mais

No Facebook

Ver mais