Pokémon baseados em animais do mundo real

Hoje vamos utilizar a Pokédex de maneira diferente — conheça alguns animais que inspiraram Pokémon.

Os artistas por trás dos conceitos dos monstrinhos de bolso já demonstraram várias vezes como é possível retirar ideias de quase qualquer coisa do nosso cotidiano. Existem designs fofinhos, como o de Happiny; designs mais elaborados, a exemplo de Charizard; e aqueles bastante sugestivos, mas nos quais é difícil acreditar que existem (sim, é você, Trubbish). Dentre tantos conceitos, fica fácil comprovar que o grande reino dos animais é um dos recursos aos quais os criadores mais recorrem na hora de colocar a mão na massa.




Onde exatamente se encaixam nossos animais nesse universo, você se pergunta? Mesmo com a própria enciclopédia digital trazendo diversas referências a esses seres em suas descrições, nunca tivemos grandes revelações quanto à coexistência de Pokémon e animais. A dúvida persiste ao longo das seis gerações, mas o propósito da matéria não é discutir essa questão — em vez disso, conheça algumas feras que influenciaram o design de monstrinhos de bolso.

Embora esteja na categoria Mouse Pokémon assim como Pikachu, Rattata e suas respectivas evoluções, Sandshrew é baseado principalmente no animal pangolim. Algumas informações da Pokédex confirmam esse fato ao mencionar que ele pode se enrolar em uma bola para se proteger e que possui garras afiadas, características desse mamífero. Ao evoluir em Sandslash, o monstrinho adquire algumas características relacionadas a ouriços e porco-espinhos.

O fato de Kangaskhan carregar um bebê em sua bolsa e seu nome denunciam facilmente que ela é baseada no canguru. Trata-se de um Pokémon com representação 100% feminina, justamente por apenas as cangurus fêmeas apresentarem a bolsa mencionada, chamada de marsúpio. Especula-se que outra inspiração por trás desse Pokémon seja khan, o título atribuído a alguns governadores asiáticos. Esse argumento é reforçado tendo em vista que seu nome em japonês é Garura, derivado de canguru e governante ou soberano. Além disso, a Pokédex diz que as Kangaskhan fazem de tudo para proteger seus filhotes.

A semelhança do rosto de Scyther com o de um dragão pode até querer enganar, mas esse monstrinho foi baseado no inseto louva-a-deus. A diferenciação entre macho e fêmea é um detalhe que pode facilmente passar despercebido: o abdômen desse Pokémon do sexo fêmea é ligeiramente maior que o do macho, uma característica também encontrada no inseto em que se baseia. Ele também apresenta traços de mantispídeos que são ressaltados quando evolui em Scizor.

Poliwag, inspirado pelo girino, apresenta duas formas finais (Poliwrath e Politoed), que dependem de métodos evolutivos diferentes. Em uma análise biológica, Poliwrath seria um girino neotênico — que manteve as características de sua fase jovem —, ao passo que Politoed teria sofrido metamorfose a partir de Poliwhirl, tornando-se um sapo. O desenho em espiral, presente na barriga de todas as suas formas, representa o intestino de certos girinos e sapos, que podem ser vistos através de suas peles.

O divertido Aipom foi provavelmente inspirado no macaco-esquilo, um gênero dos primatas comum à América Latina. Como esses macacos, trata-se de um Pokémon bastante ágil ao se movimentar pelos galhos de uma árvore e utiliza seu rabo para se manter em equilíbrio. Baseando-se na capacidade que certos animais têm de se pendurar ou segurar coisas com a sua cauda, Aipom apresenta uma mão ao final da sua.

O besouro-rinoceronte japonês é uma inspiração bastante recorrente na cultura nipônica, a exemplo da própria franquia Pokémon: Heracross é baseado nesse poderoso inseto. Sua combinação exclusiva de tipos pode ser justificada pelo uso do besouro-rinoceronte em lutas de insetos. Embora não seja capa de evoluir, Heracross ganhou uma Mega Evolução na sexta geração, cujo design se aproxima bastante do besouro-hércules.

Observar que Delibird só aprende Present normalmente, que suas cores são vermelho e branco e que sua cauda parece o saco do Papai Noel já é o suficiente para identificar o personagem em que ele foi baseado. Todavia, além do bom velhinho, o Pokémon das entregas também pode ter sido inspirado pelo pinguim-saltador-da-rocha, uma ave que já foi estrela de filmes como Tá Dando Onda.

Joltik é um dos menores Pokémon existentes, empatado com Flabebé. Suas dimensões diminutas e o fato dele ser uma espécie de ectoparasita de monstrinhos maiores, sugando sua eletricidade estática, evidenciam que ele foi baseado no carrapato. Joltik também apresenta traços de aranhas, mais especificamente tarântulas, que são mais ressaltados em sua forma evoluída, Galvantula.

Fennekin, Eevee, Vulpix e Ninetales são exemplos de Pokémon baseados em raposas. O caso do inicial de fogo da região de Kalos é mais específico, pois é perceptível sua semelhança com o feneco, uma espécie de pequenas raposas que vivem em regiões áridas e serve de animal de estimação exótico em algumas partes do mundo. O traço que mais aproxima o Pokémon de sua sósia animal são as orelhas enormes em relação ao resto do corpo.

Pikachu não é o único roedor com bochechas carregadas de eletricidade, pois há também outros Pokémon como o fofíssimo Emolga, baseado no esquilo-voador-japonês-pigmeu. Tal especificidade pode ser explicitada ao se observar o epíteto específico (segundo nome da nomenclatura binomial de uma espécie; nesse caso, Pteromys momonga) desse roedor, que é momonga. Seu nome em japonês é Emonga e, na localização para o inglês, essa palavra sofreu uma corruptela, um processo linguístico que consiste numa deformação de palavras.

Manaphy é um Pokémon mítico bastante incomum, pois é o único que pode ser cruzado com Ditto. Sua prole, chamada Phione, é uma versão menos poderosa, mas que não pode evoluir e cujo status de lendário nunca foi confirmado. Os dois Pokémon foram provavelmente baseados nas borboletas-marinhas, moluscos natatórios de corpo transparente.

Mudkip é um dos iniciais de Hoenn, o representante do tipo Água. Ele pode até ter nome bastante parecido com o do mudskipper, “saltador do lodo”, mas suas maiores semelhanças estão no axolote, uma espécie de salamandra neotênica com altas capacidades regenerativas. So i herd u liek mudkipz?

Helioptile e sua evolução Heliolisk trazem em seus nomes uma referência ao sol em grego (helius) e à própria personificação dessa estrela, o titã Hélio. Na natureza, é mais perceptível em Heliolisk a semelhança com o lagarto-de-gola, um réptil que pode abrir uma espécie de gola próxima à cabeça para intimidar predadores. No caso do Pokémon, esse recurso serve para gerar uma quantidade de energia elétrica suficiente para alimentar um arranha-céu.

Woobat e Swoobat são os morcegos introduzidos em Unova para “substituir” os adorados (para não dizer o contrário) Zubat e Golbat, Pokémon encontrados em quase todas as cavernas dos jogos anteriores. Enquanto Woobat é baseado no morcego-branco-das-honduras, Swoobat é mais baseado na raposa-voadora, termo utilizado para designar alguns morcegos.
Há muitos outros monstrinhos baseados em animais no vasto mundo de Pokémon. Qual deles é o seu favorito?
Revisão: Jaime Ninice
Artes: Peterson Barros
Robson Júnior é graduando em Ciência da Computação pela UFCG. No Blast, atua como diretor de redação e revisor. Reserva algum tempo para jogar, ler e escrever, algumas de suas paixões. Você pode encontrá-lo no Twitter e no Alvanista.

Comentários

Fórum
Google+
Facebook


Últimas do Fórum

Ver mais

No Facebook

Ver mais