Diretor de Paper Mario: Color Splash (Wii U) fala sobre ausência de NPCs e futuro da série

Kensuke Tanabe explica a mudança no sistema de jogo e por que velhos personagens da série não retornaram.


Por mais que Paper Mario: Color Splash seja um game com qualidade ímpar, quem é fã da série spin-off certamente percebeu as grandes mudanças sofridas. O jogo de papel no Wii U trouxe um sistema de batalha simplificado e não houve a inclusão de NPCs originais como em Paper Mario (N64) e em Paper Mario: The Thousand-Year Door (GC).


Em uma recente entrevista à revista Game Informer, Kensuke Tanabe, produtor de Color Splash, explicou as mudanças introduzidas no jogo. Segundo Tanabe, a escolha de utilizar personagens conhecidos ao invés de criar novos ou trazer antigos foi um pedido de Miyamoto.
"Mario não é uma IP que eu criei. Na posição de alguém que está pegando emprestado uma IP, acho que é algo natural mostrar respeito à pessoa que a criou e deixamos esse sentimento de respeito nos guiar. Como o Sr. Miyamoto, o pai do Mario, nos pediu para fazer um jogo apenas com personagens da família de Mario, acho que é natural dar o nosso melhor. Em outras palavras, nós não pensamos em trazer de volta velhos NPCs. 

A propósito, acho que Color Splash provou que ainda podemos fazer um jogo divertido, mesmo se nossos personagens originais não aparecerem como NPCs. E com essa essa crença, nós vamos continuar fazendo o nosso melhor."
O produtor também foi questionado sobre o sistema adotado em Color Splash. Tanabe contou que a equipe de desenvolvimento prefere criar novos métodos e elementos do que reutilizar velhas ideias, como personagens companheiros com habilidades únicas vistos nos primeiros jogos da série.
"Pessoalmente, eu não dou muita atenção em deixar velhos métodos para trás em qualquer série, não apenas em Paper Mario. Sempre priorizo pensar em como podemos construir novos métodos e elementos. É claro, há algumas séries que não fizemos mudanças nos sistemas de jogo porque sentimos que esses sistemas não foram aperfeiçoados ou que a jogabilidade poderia ser expandida ainda mais. Nós sentimos essas coisas em Color Splash. Entretanto, sinto que alcançamos o objetivo que Color Splash almejava, então se tivermos a chance de continuar com a série, acho que vamos querer criar um Paper Mario com um sistema diferente."
O que você achou das mudanças adotadas pela equipe de desenvolvimento em Paper Mario: Color Splash?

Fonte: NE

Alex Sandro de Mattos é formado em Gestão de TI. Entre se aventurar por Hyrule e se perder em Silent Hill, gosta de publicar fatos interessantes e bobagens no Nintendo Blast. Pode ser encontrado jogando games 2D e também no Facebook.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook