Presidente da Nintendo of America responde perguntas sobre o Switch em entrevista

Em uma entrevista, Reggie Fils-Aime esclarece o diferencial do Nintendo Switch da concorrência.


O novo console da Nintendo, o Switch, ganhou imensa repercussão desde que foi anunciado em 2016. Em 2017, o console se demonstrou ser um sucesso em suas vendas, apesar de alguns problemas, porém, a comunidade dos games ainda possui muitas dúvidas em relação ao novo console, e algumas destas foram esclarecidas pelo presidente da Nintendo of America, Reggie Fils-Aime recentemente.


Em entrevista à jornalista Hayley Tsukayama para o The Washington Post, Reggie responde algumas perguntas muito pertinentes em relação ao novo console como por que alguem iria comprar o Switch, quando se tem jogos da Nintendo no 3DS, como eles vão entregar suas promessas e se o dispositivo possui alguma função que não seja para jogar especificamente. Confira a entrevista abaixo:

Hayley Tsukayama: Como as pessoas devem olhar para o Switch em relação ao 3DS?

Reggie Fils-Aime: O 3DS é uma máquina fantástica com mais de 1.000 jogos. Seu diferencial chave é a experiência imersiva em 3D sem a necessidade de usar óculos.

Mas mesmo esse dispositivo sendo bom, você não pode jogar um jogo como "The Legend of Zelda: Breath of the Wild" nele. A potência necessária - não só a potência de computação, mas os gráficos necessários para esse jogo não estão disponíveis em um Nintendo 3DS. Isso faz com que seja um tipo diferente de experiência. É assim que eu separaria esses dois sistemas. Certamente vemos consumidores querendo e precisando de ambas as plataformas.



Então você vê isso como diferente nos tipos de jogos que você pode jogar?

São os tipos de jogos. E, com um Nintendo 3DS, você não pode conectá-lo e exibi-lo em sua TV de tela grande de 50 polegadas. Essa experiência caseira que você pode levar para qualquer lugar é a proposta de definição do Nintendo Switch. O conceito de nunca ter que parar de jogar um game que você pode jogar em qualquer lugar, a qualquer momento, como um jogador, é algo que você pensa a respeito e quer ter essa experiência.

Muitos críticos, incluindo eu, gostariam de mais jogos no lançamento. Como você responde a isso?

Quando você pensa em uma nova plataforma, o que o definirá como um sucesso a longo prazo é a gama contínua de jogos e experiências que chegam à plataforma - e não o que está disponível no primeiro dia. Para o Nintendo Switch, fomos muito deliberados em termos de garantir, de um ponto de vista da Nintendo, que tenhamos uma cadência constante de grandes jogos, além de títulos fortes no lançamento.

Minha resposta é olhar para os jogos que foram anunciados e que estão em desenvolvimento, e que deve conduzir a sua decisão de compra.



Fico feliz que você tenha falado sobre jogos em desenvolvimento. Como devemos olhar para desenvolvedores de terceiros, desenvolvedores indie e o Switch?

Vamos começar com desenvolvedores de terceiros, e ainda definir isso como os grandes desenvolvedores de terceiros e editores. Estamos emocionados que empresas como Bethesda estão trazendo conteúdo para a Nintendo Switch, às vezes pela primeira vez em uma plataforma Nintendo.

Estou entusiasmado com o conteúdo esportivo que está por vir - FIFA, NBA2K da Take Two. O que isso nos diz é que temos uma plataforma que os grandes desenvolvedores de terceiros vêem um monte de promessas e olhando para trazer o seu melhor conteúdo na plataforma.

Então, vamos falar sobre nossos desenvolvedores independentes, Nindies. Estas empresas têm um relacionamento de longa data com a gente. Yacht Club Games, o estúdio que trouxe Shovel Knight, temos trabalhado com esta empresa desde que havia um total de seis funcionários nesse grupo.

Adoramos que tornemos mais fácil para desenvolvedores independentes como esses criar conteúdo para a nossa plataforma e pensamos que isso ajudará a tornar o Nintendo Switch um sucesso a longo prazo.

Como as pessoas devem olhar para o Switch como sendo diferente de um PlayStation ou Xbox?

Eu acho que primeiro o maior diferencial é que a nossa plataforma é o único lugar onde você pode experimentar nossas franquias: Zelda, Mario, Fire Emblem. Você não vai ver elas nas plataformas domésticas concorrentes.

De um ponto de vista multiplataforma, você é capaz de jogar de uma maneira diferente do que você pode com nossos concorrentes domésticos. Eles estão apenas naquela TV de tela grande, mas com o Switch você pode então levá-lo com você, tê-lo no metrô. Essa experiência diferenciada, acreditamos, ser convincente.

E por último o nosso será o lugar para este conteúdo independente - às vezes aparecendo em plataformas concorrentes, mas muitas vezes na plataforma Nintendo em primeiro lugar.


Outra coisa que eu queria ver no Switch eram algumas funções do tablet, como serviços de streaming ou um navegador da Web. É algo que você acha possível ter?

O que eu diria é isto: construímos o Nintendo Switch para ser um dispositivo de jogos de classe mundial, o que significa que queremos que você, acima de tudo, jogue jogos no sistema e tenha uma experiência incrivelmente divertida.

Estamos falando com uma gama de empresas sobre outros serviços, empresas como Netflix, Hulu, Amazon - as coisas que virão ao longo do tempo. Em nossa opinião, estes não são diferenciadores. O que nos diferencia é a maneira como você joga com o Nintendo Switch e o que você pode jogar. E isso continuará a ser o nosso foco para o futuro, enquanto continuamos a conduzir esta plataforma.



Pietro Bernardi Estudante de cinema de animação da FAAP tem como objetivo de vida trabalhar com 3D e efeitos visuais em filmes ou em jogos. Escreve para o Nintendo Blast por amar o mundo dos videogames. Está no Facebook.

Comentários

Google+
0
Disqus
Facebook