Nintendo divulga relatório financeiro para 2016 e 2017: confira os principais dados

Confira as vendas, renda e lucro da Nintendo de abril de 2016 a março de 2017.




Todo mês de abril, a Nintendo divulga seus relatórios financeiros relacionados ao ano fiscal anterior, que começa em abril e termina em março. Hoje, a empresa publicou os relatórios relevantes para o período entre abril de 2016 e março de 2017.

Todos os documentos podem ser encontrados na íntegra no site de relações com investidores da Nintendo.


Começando com boas notícias: a Nintendo superou suas previsões de renda e lucro para o ano fiscal. A previsão de renda era de 470 bilhões de ienes, mas a empresa atingiu 489 bilhões (aproximadamente 4 bilhões de dólares), com lucros de 29 bilhões de ienes (aproximadamente 260 milhões de dólares). Segundo a empresa, a diferença é em grande parte graças às vendas surpreendentes do Nintendo Switch, além de condições favoráveis de conversão de moedas. A empresa também obteve lucros oriundos da Pokémon Company, da qual a Nintendo é proprietária parcial, e da venda de parte das ações da equipe de beisebol Seattle Mariners.

Falando em Nintendo Switch, o console vendeu 2,74 milhões de unidades em seu primeiro mês. Também foram vendidas 5,46 milhões de unidades de jogos para o Switch. Mais da metade desse número é composto por The Legend of Zelda: Breath of the Wild (Wii U/Switch), que vendeu 2,76 milhões de cópias. É curioso notar que o jogo vendeu 20 mil cópias a mais que o próprio console; um comunicado de imprensa da Nintendo of America aponta as edições de colecionadores e jogadores que quiseram garantir suas cópias antes do console como possíveis causas para essa diferença. Para o próximo ano fiscal, a Nintendo prevê vender 10 milhões de Switches e 35 milhões de jogos.



No Wii U, as coisas são diferentes. O console vendeu apenas 760 mil unidades no período, sendo seu ano mais fraco até agora. O único jogo a atingir 1 milhão de cópias vendidas no período foi o próprio Breath of the Wild, com 1,08 milhão de vendas. Contando todos os títulos lançados para o console, foram vendidos 14,8 milhões de jogos para Wii U no ano fiscal — para comparação, no ano fiscal de 2015 foram 27,36 milhões. A Nintendo não espera vender mais unidades do Wii U, mas ainda prevê cerca de 3 milhões de vendas de jogos para o console entre abril de 2017 e março de 2018.

O 3DS, apesar de mais antigo, permanece forte. Foram vendidas 7,27 milhões de unidades do portátil (entre todos os modelos), além de 55 milhões de cópias de jogos. As vendas de software são principalmente graças a Pokémon Sun/Moon (3DS), que vendeu mais de 15 milhões em quatro meses, além de Super Mario Maker for Nintendo 3DS, que atingiu 2 milhões de vendas. Além dos lançamentos, jogos anteriores das séries Mario, Pokémon e Kirby permanecem vendendo bem. A Nintendo espera vender 6 milhões de consoles, mais 40 milhões de jogos, para a plataforma 3DS no ano fiscal seguinte.



Em termos de renda, o 3DS permanece sendo a plataforma mais importante da Nintendo, trazendo 247 bilhões de ienes entre hardware e software. O Wii U é responsável por 64 bilhões e o Switch por 110 bilhões. Outras plataformas — Wii, DS, amiibo e o NES Classic — juntas trouxeram 39 bilhões de ienes. Adicionalmente, jogos lançados para dispositivos mobile (Miitomo, Super Mario Run e Fire Emblem Heroes (todos iOS/Android)) e royalties oriundos das marcas da empresa usadas em outros produtos geraram uma renda de 24 bilhões de ienes. Apesar de toda a discussão ao redor de jogos mobile, plataformas tradicionais continuam sendo vastamente mais importantes para as finanças da Nintendo.




Renan Greca Quando não está ocupado sendo diretor, redator, newsposter, podcaster e RP do Nintendo Blast, Renan Greca gosta de jogar videogames. Às vezes, lembra de focar em seu mestrado também.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook