Nintendo UK publica entrevista com diretor de Mario + Rabbids Kingdom Battle (Switch)

Não chore, homem da Ubisoft.


A Nintendo UK publicou nesta semana uma entrevista com Davide Soliani, diretor criativo de Mario + Rabbids Kingdom Battle (Switch), que será lançado em agosto de 2017. Davide trabalha com a Nintendo há três anos no projeto. Ele teve seu momento de fama na E3 ao se emocionar com a recepção do anúncio do jogo, e até virou um meme sob o hashtag #DontCryUbisoftMan.

Confira alguns trechos traduzidos da entrevista:
Tudo aconteceu por causa da forte relação entre a Ubisoft e a Nintendo. [...] Quando descobri que havia a possibilidade de trabalhar com a Nintendo [...], sabia que era a oportunidade de uma vida. [...]

Quando sentimos que tínhamos algo sólido, a Ubisoft contactou a Nintendo e disse, "gostaríamos de propor a ideia". [...] A reunião foi três semanas depois e falamos. "meu deus, é muito cedo!" Nós queríamos fazer algo especial, [...] evitar qualquer Powerpoint ou documento de design chato e ineficaz. Então dissemos, "vamos trabalhar como loucos e chegar lá com um protótipo jogável."

Quando eu estava de frente com Miyamoto-san, [...] fiquei dividido entre pedir um autógrafo e ao mesmo tempo a responsabilidade de apresentar a ideia de forma profissional. Mas ele amou! Disse, "estou impressionado!" Eu não esperava essa reação. Daí ele me perguntou, "de onde você tirou o Mario e Luigi, porque eles parecem idênticos às versões da Nintendo?" A verdade é que estávamos tão loucos, queríamos tanto fazer esse jogo acontecer, que em apenas três semanas nós criamos Mario e Luigi do zero para trazer a essência desses personagens ao nosso protótipo. Acho que foi nesse momento que convencemos a Nintendo da nossa paixão e dedicação.
A entrevista completa, em inglês, está no site da Nintendo UK.

Fonte: Nintendo UK
Renan Greca Quando não está ocupado sendo diretor, redator, newsposter, podcaster e RP do Nintendo Blast, Renan Greca gosta de jogar videogames. Às vezes, lembra de focar em seu mestrado também.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook