CEO da The Pokémon Company questionou sucesso do Switch antes do lançamento

Apesar de aceitar a popularidade da plataforma, ele ainda acredita que falta algo para alavancá-lo para um público mais amplo.

Apesar de trazer horas e horas de diversão para os jogadores, o mundo dos games tem por trás um grande componente empresarial que decide o futuro de um jogo ou console. Em entrevista ao Bloomberg, Tsunekazu Ishihara, CEO da The Pokémon Company, revelou que sua opinião sobre o Switch não era das melhores antes do lançamento.


Essa descrença no aparelho não existia exatamente por qualquer funcionalidade ou defeito do projeto da empresa, mas sim por sua visão para o mercado. Segundo ele, a existência e popularidade dos smartphones faria com que o interesse por um aparelho dedicado como a da Big N fosse bem menor - algo que já aceitou não ser o caso, dado o sucesso do híbrido.

"I told Nintendo that Switch wouldn’t be a success before it went on sale, because I thought that in the age of the smartphone, no one would carry out a game console. It’s obvious I was wrong. I came to realize the key to a successful game is quite simple: software with absolute quality leads sales of hardware. Playing style can be flexible if the software is attractive enough. Currently, it’s popular among the early adopters, but there needs to be one more step to attract a wider audience. I see more potential in Switch, but one shouldn’t overestimate its potential."

Ishihara acredita que o mais importante é a qualidade inquestionável do software, pois, com isso garantido, as pessoas estão dispostas a investir em outras plataformas que não os celulares. Mesmo com o potencial, o CEO continua reticente sobre o futuro do Switch e espera que ele traga algo que atraia um público mais amplo.



Thiago Caires escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook