X, Y e Z - As Auras Tridimensionais

A seguir, veremos como o ecossistema de Kalos é regido por três Pokémon Lendários


Chegamos finalmente na região de Kalos, que mistura cidades altamente tecnológicas com pequenas zonas rurais. Inspirada na capital da França, Paris, essa região trouxe poucos Pokémon novos, contudo, a história na qual  eles estão inseridos se desenvolve com base em três conceitos: vida, morte e o ecossistema que engloba todos esses fatores. Os responsáveis por esse "plano" são Xerneas, Yveltal e Zygarde, o trio de auras Pokémon. Curiosamente, as três letras iniciais de seus nomes são X, Y e Z, que correspondem ao plano cartesiano, ou como conhecemos, o gráfico como eixo X na horizontal, o eixo Y na vertical e o eixo Z na diagonal, formando uma imagem tridimensional, e como se isso não fosse bastante, as versões X e Y foram as primeiras da franquia a serem lançadas para o Nintendo 3DS. Plano cartesiano, 3D, 3DS, ah, vocês me entenderam...Boa leitura!

Apresentando o trio

No passado, há  3000 anos para ser mais preciso, houve uma guerra na região de Kalos e o Pokémon que era companheiro do então rei de Kalos veio a falecer. Após um profundo luto e sofrimento, o rei de Kalos desenvolveu uma ferramenta que foi capaz de devolver a vida ao seu tão amado companheiro. Entretanto, essa ferramenta, com o passar dos tempos, se tornou uma arma e causou uma grande destruição no continente. Ao ver todo esse sofrimento, o Pokémon que fora revivido abandonou seu rei pois não concordava com tudo o que estava acontecendo. Este pequeno trecho da história retrata muito bem os três lendários de Kalos, pois englobam os três "eixos" presentes no mundo, que são a vida (Xerneas), a morte (Yveltal) e o ecossistema (Zygarde) que controla tudo. Xerneas e Yveltal controlam, em teoria, o conceito da vida, pois podem tanto prover quanto retirá-la. O Zygarde monitora esse balanço com suas células e toda vez que um lado passa a ser dominante, ele entra em ação para reequilibrar a balança.

Xerneas

O primeiro membro do trio, Xerneas, é a representação da vida de todos os seres do ecossistema e possui uma grande relação com "Yggdrasil", a árvore da vida na mitologia nórdica. Ainda em termos de mitologia, há também uma divindade celta chamada "Cernunnos", que possui chifres e é representada por cervos. Isso também reflete em sua forma física, pois se assemelha ao Eucladoceros, uma espécie já extinta dos cervídeos. Seu nome começa a partir da letra "X" e é uma inflexão do termo "Cernunnos", pois a pronúncia é bem parecida, vejam: Xerneas (Pronúncia-se "Zêrunis") e Cernunnos (Pronúncia-se "Cêrnunis"). Como características únicas, possui a habilidade "Fairy Aura", que aumenta o dano dos golpes do tipo  e também o golpe exclusivo chamado "Geomancy", que após dois turnos dobra o Special Attack, Special Defense e Speed do Xerneas.
Árvore de Yggdrasil

Yveltal

O segundo membro do trio, Yveltal, é o oposto do Xerneas, representando a morte ou a força que suga a energia vital dos seres vivos presentes no ecossistema. Assim como seu oposto, o Yveltal também é baseado em uma divindade celta chamada Morrigan, comumente retratada como um corvo. Aliás, o Yveltal até que lembra um pouco um corvo, embora seja exatamente o formato da letra "Y" quando está com as asas abertas. Há também uma relação com a águia nórdica chamada "Veðrfölnir", que fica no topo da árvore de Yggdrasil. Seu nome começa a partir da letra Y e pode estar ligado ao termo "Yvel" ("Evil" ou "Mal" no inglês falado por volta do ano de 1066 na Inglaterra). Da mesma forma que o Xerneas possui pontos exclusivos, o Yveltal também tem uma habilidade de aura chamada "Dark Aura" que aumenta o dano de golpes do tipo  e o golpe "Oblivion Wing", que além de causar dano, cura o Yveltal em metade do dano total aplicado.
Veðrfölnir

Todo trio tem o seu comandante

Quem assistiu os filmes do deus nórdico Thor ou lê suas sagas dos quadrinhos, irá reconhecer alguns dos nomes citados mais adiante. Já falamos da vida e da morte mas ficou faltando um, o ecossistema. O líder do trio das auras, além de ser capaz de "quebrar" os outros dois é a personificação do ecossistema. Baseado nas criaturas "Jörmungandr" (serpente que circunda a terra) e "Níðhöggr" (dragão que vive debaixo da árvore de Yggdrasil), ambas da mitologia nórdica, e ao juntarmos as duas temos Zygarde, o mestre do trio das auras. Conforme dito acima, o Zygarde é a junção de uma serpente e um dragão,o que explica seus tipos  e .

Zygarde - 10% Forme by alolan-spritesCom a chegada das versões Sun e Moon tivemos uma espécie de "repaginada" no Zygarde com suas formas 10%, 50%, 100% e suas células espalhadas por toda a região de Alola. Cada forma do Zygarde foi baseada em uma criatura da mitologia nórdica: a forma de 10% se assemelha ao Fenrir, o grande lobo, que inclusive possui uma coleira verde chamada "Gleipnir", referenciando o padrão verde em seu corpo; a forma 50% é a junção de "Jörmungandr" e "Níðhöggr"; a forma 100% é a representação de "Hel", o imperador de Helheim ou o reino dos mortos. Um ponto curioso sobre a forma 100% é que o padrão de cores em seu peito corresponde à bandeira da França, que é o país utilizado como base para a região de Kalos. Seu nome começa a partir da letra "Z" e pode ter duas derivações: o termo "Zygotos" (grego para ziguezague) ou do termo "Midgard" (Reino da Terra para os nórdicos). Por ter três formas, o Zygarde possui um golpe exclusivo para cada uma das formas e um golpe especial em sua forma 100%, são eles: "Thousand Arrows", "Thousand Waves", "Land´s Wrath" e "Core Enforcer". A habilidade do Zygarde em sua forma 50% é "Aura Break", que cancela o efeito das outras duas habilidades de aura, no caso, Fairy Aura e Dark Aura. Nas formas 10% e 50%, assim que o Zygarde fica com metade da vida ou menos, a habilidade "Power Construct" é ativada, transformando-o em sua forma 100%.
Níðhöggr

O mundo em três dimensões

Se pararmos para pensar, nossa vida possui realmente "três dimensões", sendo a primeira como a vida em si, a segunda dimensão seria a morte e a terceira dimensão seria o ambiente em que é possível que haja vida, já que não sabemos como é a vida após a morte. Parece que dessa vez, a Game Freak buscou uma mitologia que se encaixa muito bem no contexto do trio e nos entregou um dos melhores trios de guardiões até então. Não que os anteriores tenham sido ruins, muito pelo contrário. O que acontece é que o Xerneas, Yveltal e Zygarde foram inseridos em um jogo completamente novo e que serviu de base para os que vieram e virão após ele. O único ponto negativo, talvez, seja a pouca quantidade de Pokémon Lendários de Kalos, mas nada que tire o brilho do trio.

Em nosso próximo encontro, sairemos um pouco do escopo de trios e veremos um quarteto (embora já tenhamos visto um deles com as espadas da justiça, esse é quarteto mesmo) que ainda é recente para muitos mas que já provaram ser dignos de receber uma análise mais aprofundada sobre eles. Até mais galera!

Revisão: João Paulo Benevides
Referências: Bulbapedia

Victor Hugo Carreta escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook