Top 10

Dez quests em The Elder Scrolls V: Skyrim (Multi) que sempre serão lembradas

Uma seleção das missões e objetivos mais populares do influente RPG de 2011.


The Elder Scrolls V: Skyrim (Multi) não é somente um RPG de mundo aberto com ambientes variados e que traz inúmeras possibilidades do que fazer. O lore do jogo é muito extenso e diversificado, o que leva a um número inacreditável de missões que vão muito além da trama principal. Com quests que vão desde realizar contratos de assassinato até desbancar facções poderosas invadindo suas fortalezas, você não se sentirá entediado por um bom tempo nesta fantasia medieval.

10 – Forbidden Legend

Sendo uma das quests mais longas do jogo, é o tipo de aventura que vai te recompensar tanto pelos itens coletados de inimigos derrotados quanto ao final da caçada ao tesouro. O prêmio por derrotar três ágeis inimigos na dungeon final é o próprio amuleto mágico e misterioso do qual falavam as escrituras, que fora montado pedaço a pedaço à medida que progredimos na missão e desbravamos terras férteis e inóspitas de Skyrim.

9 – The Black Star

Amada por muitos fãs de Skyrim, é uma busca pela cura da corrupção de um estrela. A missão é inicialmente disponibilizada para aqueles que já descobriram o Santuário de Azura, lar da poderosa Aranea Ienith. A sacerdotisa entrega-lhe a missão de livrar Ilinalta’s Deep de seres mágicos e necromantes poderosos, para então ser agraciado com uma visita à própria estrela de Azura, onde batalhas difíceis e uma ambientação inesquecível fazem parte da jornada.

O artefato que dá nome à missão.

8 – Dawnguard

Mesmo sendo parte de conteúdo adicional, é impossível não falar das missões que deram mais sentido à legião dos sugadores de sangue humano. “Ser ou não ser? Eis a questão” é o lema, já que há muitos prós e contras em se tornar um vampiro ou associar-se ao clã que combate os meio-humanos. A partir da primeira quest da DLC Dawnguard, muitas outras diversificadas são liberadas, como a busca por três Elder Scrolls (pergaminhos antigos) que decifram parte da lore deste conteúdo e se interligam com a origem da série.

7 – At the Summit of Apocrypha

É notável como os conteúdos adicionais de Skyrim foram bem pensados e se encaixam melhor no contexto da série Elder Scrolls e nos mistérios de Tamriel. A última aventura da DLC Dragonborn transporta o personagem draconiano para Apocrypha, plano do Oblivion que se conecta com o plano mortal onde o jogo se passa. Além de aprender o último grito de dragão disponível, sua missão é invadir a fortaleza de Miraak, temível antagonista e pioneiro na linhagem draconiana. A batalha rápida e as conversas durante o combate evocam a sensação certa de conquista ao fim da missão.

6 – Innocence Lost

Uma criança tenta invocar a Dark Brotherhood a qualquer custo, mas começa a levantar suspeitas de alguns moradores de Windhelm. Sua missão é matar Grelod the Kind, senhora responsável pelo orfanato onde Aventus Aretino passou boa parte da sua vida. Por tratar-se de uma pessoa abusiva e rude, essa é sua chance de vingar um pobre coitado que passou por maus bocados no passado, mas que busca um futuro melhor pelas mãos sujas de sangue do protagonista, que se passa por membro da Dark Brotherhood.

Dark Brotherhood: ser ou não ser? Eis a questão.

5 – The Book of Love

Uma das missões que mais recebe críticas e elogios pela internet afora. Críticas por ser um longo trabalho de leva-e-traz, quase que de um pombo-correio. Elogios de minha parte e de muitos outros fãs, principalmente, pelo storytelling e os detalhes de um problema amoroso que é analisado de perto pelo protagonista.

4 – Battle for Whiterun

A linha da guerra civil oferece missões incríveis, e essa é umas das mais longas e importantes para a lore. Cabe ao protagonista tomar a decisão de com quem ele se aliará. Legions e Stormcloaks batalham com seus grandes exércitos, e não falta espaço nos vastos campos da cidade rural para travar esse confronto incessante pela posse das terras e das ideologias pregadas.

3 – Hail Sithis

Uma das quests da Dark Brotherhood, e vai colocar sua furtividade, combate e audácia a prova. Você deve assassinar ninguém menos que o emperador e alguns de seus lacaios. Se a irmandade misteriosa era algo não muito bem compreendido por você até o presente momento, experimente se aventurar por essa daqui e entenderá por que é impossível deter essa legião infindável de agentes.

2 – The Way of the Voice

O caminho para Ivarstead é árduo e requer sua alma e sangue, muitas vezes literalmente falando. A quest somente é liberada após o protagonista chegar a High Hrothgar, percorrendo 7000 degraus e derrotando criaturas poderosas para um início de jogo. Os objetivos são claramente especificados quando conseguimos chegar ao topo e nos deparamos com uma espécie de refúgio de sábios, para os quais deve-se provar que você é um dragonborn verdadeiro, digno de aprender um novo grito da língua dos dragões.

O frio e a magia toma conta do pico de High Hrothgar.

1 – Unbound

A primeira missão na vasta e ainda inexplorada Skyrim é a chance de escolher sua raça, aprender um pouco sobre o contexto do jogo e conhecer Alduin, um dragão ancião e poderoso que tem papel narrativo fundamental. É também durante essa missão que passamos por um tutorial simples do que será trazido em termos de gameplay: combate, exploração de dungeons, interação com NPCs e muito, mas muito, loot.

Quais foram as suas quests favoritas de Skyrim? Alguma dela está presente aqui? Deixe sua opinião abaixo.


Arthur Maia escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook