Pokémon Blast

Equipe Plasma: Libertando os Pokémon dos humanos

A equipe vilã de Unova é contra a relação entre humanos e Pokémon e por isso, deseja libertá-los para sempre.



Seguindo uma linha parecida com a que vimos anteriormente da Equipe Galactic em termos de utilização dos Pokémon mascotes para o cumprimento de seus objetivos, temos como principais antagonistas da região de Unova um grupo de pessoas que acredita que há uma relação de exploração entre os treinadores e seus Pokémon, e por esse motivo, buscam incessantemente a separação dos Pokémon para com os seres humanos. Mas, seria esse o caminho? Quem são eles para definir o que é certo e o que é errado nesse relacionamento? Eles são a Equipe Plasma, os vilões da vez. Boa leitura a todos!

O que é a Equipe Plasma

Uniforme dos membros
Diferente de todas as equipes vilãs apresentadas até o momento, a Equipe Plasma possui, a princípio, uma linha de raciocínio que ainda não havia sido abordada com tanta ênfase, que é a relação Pokémon X Pokébola, pois para eles, os Pokémon não merecem ficar "presos" dentro dessas ferramentas utilizadas pelos treinadores. Para isso, os membros da equipe foram espalhados pela região de Unova, a fim de "liberar" os Pokémon de seus treinadores, nem que para isso seja necessário roubá-los, como acontece em diversos casos. Além dos membros comuns, há uma legião composta por Sete Sábios, que são os responsáveis por organizar as ações da equipe Unova afora. São eles: Gorm , Bronius , Rood , Giallo , Ryoku , Zinzolin e tendo Ghetsis como líder . Um ponto curioso sobre esta equipe é que o substantivo "Plasma" é um estado de matéria, onde os elétrons negativos e os núcleos positivos que, geralmente formam átomos, se separam. Isso é análogo à ideologia da Equipe Plasma, que afirma que as pessoas e os Pokémon devem ser separados uns dos outros.

O líder - N

N na abertura de Black e White
Natural Harmonia Gropius(quem?), ou como conhecemos, “N”, é o líder da Equipe Plasma e é filho adotivo de Ghetsis, um dos sete sábios. Durante a infância, N foi criado por um Darmanitan e outros Pokémon em uma floresta (onde eu já vi isso?) e desenvolveu a capacidade de falar com os Pokémon e entender suas emoções, como podemos ver na abertura de Pokémon Black/White. Um certo dia, Ghetsis chegou na floresta e assumiu N como seu filho, dando-lhe educação e ensinamentos sobre a mitologia de Unova, para que um dia pudesse despertar os lendários Reshiram ou  Zekrom, a fim de realizar uma antiga profecia da região. Um dos métodos utilizados por Ghetsis para fazer com que N acreditasse que a relação entre os humanos e Pokémon não poderia existir foi forçar o contato de N apenas com  Pokémon que sofreram maus tratos de treinadores.

N adulto em Black/White
Por ser totalmente contra a utilização de Pokébolas para carregar seus Pokémon, muito por conta do que os humanos poderiam fazer mau a eles, cada vez que batalhamos contra ele nos jogos, N carrega Pokémon diferentes em todas elas, fazendo com que ele seja o primeiro antagonista que mais utilizou espécies diferentes, sendo 42 no total.

Confinamento X Libertação

Ghetsis na cidade Accumula
Embora o objetivo da Equipe Plasma seja louvável, por trás dessa "libertação" feita pela equipe, há um objetivo que fica escondido, esperando o momento certo para ser revelado. Na verdade, o que a Equipe Plasma quer, ou melhor, o que o seu verdadeiro líder, Ghetsis, quer é o controle da região de Unova (tão clichê… mas esse teve um plano legal pelo menos), que poderia ser obtido através da força bruta. Porém, ele foi mais esperto que N e todos ao seu redor, pois se a Equipe Plasma atingir o objetivo de libertar os Pokémon de seus treinadores, Ghetsis seria a única pessoa que teria Pokémon para acatar seus comandos, logo, dominar a região de Unova ficaria muito, mas muito mais fácil. Por conta da ingenuidade de N, ele foi manipulado por seu pai adotivo até perceber que estava indo contra tudo aquilo que aprendeu na infância e o quão boa pode ser a relação entres os humanos e os Pokémon. Como nem tudo está perdido, durante a última batalha de N contra o protagonista dos jogos Black/White, ele se volta contra os ideais de seu pai e liberta Reshiram/Zekrom, a fim de frustrar o grande desejo de Ghetsis de governar Unova.

O Despertar de uma Lenda

A quinta geração dos monstrinhos de bolso parece ter dado tão certo que a Nintendo e a Game Freak decidiram dar uma continuação para essa história, algo que parece estar se tornando uma tendência com o lançamento de Ultra Sun e Ultra Moon. Além de possuir novas características, como ginásios e formas alternativas para os Pokémon recém-chegados, Black 2 e White 2 também marcam a volta da Equipe Plasma, agora dividida em duas depois da briga entre Ghetsis e N. Quer saber mais sobre esse assunto? Não perca a próxima matéria! Até mais!

Revisão: João Paulo Benevides
Referências: Bulbapedia
Victor Hugo Carreta escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook