Presidente da Nintendo acredita que consoles não sumirão tão cedo, mesmo com o advento de serviços em nuvem

Shuntaro Furukawa comenta sobre o impacto que os serviços de jogos em nuvem podem ter nos dispositivos dedicados.



Como já é de ciência geral, os serviços de jogos em cloud é um aspecto que tem tomado muita relevância nos últimos tempos. No fim do ano passado, por exemplo, tivemos inclusive o lançamento do serviço da Google — o Stadia —, e desde então várias grandes companhias vem comentando o que acham do futuro dos vídeo-games com a presença cada vez maior deste novo elemento.


O presidente da Nintendo, Shuntaro Furukawa, recentemente concedeu uma entrevista ao portal Nikkei e nela comentou sobre seus pensamentos no tópico. Furukawa expressou a possibilidade do cloud gaming se tornar prominente em dez anos, porém não acredita que os vídeo-games perderão espaço a curto prazo. Ele explica, no entanto, que "não haveria sentido em focar em métodos de jogatina que podem ser obtidos apenas em um dispositivo dedicado" já que a Nintendo precisa manter seu público em linha com o futuro.

Segue o trecho completo da entrevista dada por Furukawa ao portal japonês:
Com o crescimento do cloud gaming, você acredita que dispositivos dedicados e caros como o Nintendo Switch se tornarão algo do passado? 

Furukawa: É possível que os jogos em nuvem consigam capturar o interesse do público daqui a dez anos, atualmente no entanto, eu não acredito que dispositivos dedicados sumirão. Há muito ainda a acontecer antes de sabermos o resultado. Com isso dito, não haveria sentido em focar em métodos de jogatina que podem ser obtidos apenas em um dispositivo dedicado. Assim que seu público começar a dizer que eles podem jogar em outros consoles ou smartphones, você está acabado.
E você? Concorda com a visão do presidente da Nintendo ou acredita que não resta muito tempo de vida aos consoles como prevalência de forma de consumo na indústria? Responda nos comentários!


Escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google
Disqus
Facebook