Blast from the Past

Como uma princesa, um encanador e uma tartaruga fazem de Super Mario Bros. o clássico definitivo

Você conhece Super Mario Bros. ? Opa, isso não era uma pergunta, era uma afirmação. Você conhece Super Mario Bros.. O maior clássico da N... (por Gabriel Toschi em 21/09/2012, via Nintendo Blast)

Você conhece Super Mario Bros.? Opa, isso não era uma pergunta, era uma afirmação. Você conhece Super Mario Bros.. O maior clássico da Nintendo. O jogo responsável por popularizar Mario e todo o seu universo. O jogo que popularizou o NES. O jogo que tem uma música reconhecível por qualquer ser humano (ou cogumelo) em todo o universo. Um dos jogos que tem mais remakes e ports em toda a história da Big N. E, claro, o jogo com o maior número de cogumelos falantes filhos da mãe de toda a história! Vamos relembrar este mega-hiper-super clássico!

O início de uma história eterna

Sim, Super Mario Bros. tem uma história que não se resume apenas em “Bowser raptou a princesa e Mario e Luigi devem salvá-la”. Isso aí cabe em apenas um tweet! Realmente, Bowser invadiu o Mushroom Kingdom porque queria o reino para ele. Para isso, ele decidiu usar um pouco de magia negra para transformar todos os habitantes do reino em blocos. Nada demais, né? Sim, mas continue com o peso na consciência de que todos os blocos quebrados até hoje nos mais de vinte e cinco anos de Mario SÃO PESSOAS!
640px-SMBOriginalStory
E o mais legal é que a princesa (hoje conhecida como a nossa querida Peach), muitasSMB_Toadsez vezes tratada apenas como a “donzela raptada”, era, na verdade, a única capaz de reverter o feitiço e esse foi o motivo de sua captura pelo rei dos Koopas. Por fim, a missão de Mario e Luigi é resgatar a princesa para que tudo volte ao normal. Mas, se pensarmos, os blocos continuaram existindo por todos os outros jogos da série: será que os encanadores falharam em sua primeira missão? (dá pra responder essa, Dona Pedra?). Ao procurar a princesa, eles acabam encontrando diversos castelos com falsos Bowsers e, claro, a célebre frase “Thank you Mario, but our princess is in another castle!”.

Anda, pula, desce no cano, solta bola de fogo

Super Mario Bros. é um clássico dos jogos de plataforma e sua jogabilidade é, para nós, atualmente, relativamente simples: Mario deve passar por oito mundos em sequência (nada de mapa-mundi - que apareceu primeiramente na série em Super Mario Bros. 3 - e nem de hub world - o primeiro apareceu em Super Mario 64) tendo como principal arma seu pulo, que, quando atinge os inimigos, leva-os à morte. Você ainda pode andar, correr, entrar nos canos que estão pelas fases e... só. Porém, para a época, foi uma evolução que deixa legados até hoje.
SMB7-2MarioShroomCatch
Se a série Mario tem fama de ter uma grande gama de itens, podemos dizer que tudo isso se desenvolveu com o tempo. Em SMB, temos apenas a Coin, nossa querida moeda, o Super Mushroom, o famoso cogumelo de crescimento, a Fire Flower, a “florzinha de fogo” (que permite aos encanadores soltar bolas de fogo pelas mãos!), o 1-Up Mushroom, o nosso cogumelo de vida, e o Starman, a nossa tão amada “estrelinha do poder”, que deixa o Mario invencível por certo período de tempo.
Item_Blocks_-_Super_Mario_Bros
Com estes itens, então, temos apenas quatro formas que Mario assume durante oBowser333 jogo: Small Mario (o Mario “pequeno” como se inicia o jogo), Super Mario (o Mario após coletar um Super Mushroom), Fire Mario (Mario sob o poder da Fire Flower) e Invencible Mario (quando a Starman entra em cena e deixa o Mario brilhando e invencível). As batalhas contra Bowser, tanto falsos como o verdadeiro, são bem simples e até hoje são lembradas por qualquer jogador: é só pegar o machado do outro lado, desviando dos ataques da tartaruga, que o chão cede e o Bowser é jogado na lava!
E, claro, os inimigos! Praticamente todos os inimigos que aparecem em Super Mario Bros. acabaram vindo aos demais jogos da série. Como seria a vida do encanador sem os Goombas, os Koopa Troopas, os Lakitus, as Piranha Plants, os Bill Blasters, os Bloopers e os Hammer Bros.? Eles aparecem nos oito mundos do jogo; cada um com quatro fases, sendo a primeira sempre em um campo aberto (Overworld) e a última nos castelos.
640px-SuperMarioBrosArtwork2

“Thank you Mario! Your quest is over. We present a new quest.”

E foi assim, com toda a sua simplicidade de jogabilidade, que Super Mario Bros. conquistou fãs por todo o mundo. Já vendeu mais de 40 milhões de cópias em toda a sua história, incluindo todos os seus ports e remakes. Falando nessas adaptações, a lendária aventura de Mario apareceu em tantos consoles que você nem imagina! Mario, Bowser e Peach deram as caras em arcades, em uma versão de Game & Watch, no SNES (em Super Mario All-Stars), no GBC, no GBA, no Wii (com o Virtual Console e na coletânea de 25 anos) e até mesmo no novíssimo 3DS.


O legado desse clássico não se resume apenas às vendas. A música do título, magicamente composta por Koji Kondo, o mesmo compositor das músicas da série Zelda, é reconhecida atualmente por todo mundo. Quem nunca ouviu o famoso Ground Theme, a famosa música do World 1-1? Poderia ficar falando o dia inteiro sobre as músicas de SMB, mas isto é assunto para um Game Music. E quem disse que é só isso? Todas as homenagens que o jogo recebeu já somam aparições em diversos desenhos (Os Simpsons, Chowder, American Dragon), em histórias em quadrinhos (Turma da Mônica!) e no coração de diversos fãs que espalharam seu amor pelo jogo na internet.

Super Mario Bros. é O Jogo e ninguém pode negar isso. Miyamoto teve sua mente abençoada no dia em que decidiu trazer aquele italiano, que tentava salvar sua princesa do macaco, mas que ainda nem tinha nome, para os cartuchos do NES. Música, jogabilidade, história e paixão: qual é a sua principal lembrança do maior clássico dos videogames de todos os tempos?
Revisão: Luigi Santana
Gabriel Toschi é estudante do Ensino Médio, mas sempre encontra tempo para falar sobre seus amados videogames. É fã de jogos musicais, puzzles e RPGs e gosta de um bom jogo de tabuleiro. Pode ser encontrado no Facebook ou no Twitter e seu trabalho pode ser visto em seu portfólio.

Comentários

Google+
2
Disqus
Facebook