Blast Log

Majora's Mask 3D - Parte 6: Consertando os problemas de Termina

Hora de arrumar alguns problemas pessoais que o Skullkid causou.


Finalmente, na última parte de minha jornada eu tinha libertado o último espírito Gigante e agora poderia enfrentar Skullkid na hora derradeira com a certeza de que não estaria sozinho. No entanto, eu estava com tanta pressa de encontrar esses espíritos que me esqueci de conhecer Clocktown e a terra de Termina com mais cuidado. Havia muitas pessoas e situações que precisavam de minha ajuda porque aquele travesso menino mascarado tinha transformado a vida dos habitantes. Elas estavam presas em uma espiral de problemas dentro de um eterno ciclo de três dias que eu constantemente precisava reviver.

É fazendo o bem que se recebe o bem

Clocktown era uma cidade cheia de locais curiosos e pessoas andando de um lado para o outro tentando resolver seus problemas. Durante a Manhã do Primeiro Dia eu visitei vários estabelecimentos e conheci muitos moradores interessantes. Uma de minhas paradas foi na casa do prefeito, em que encontrei sua mulher conversando com representantes dos povos de Termina. Ao falar com Madame Aroma, ela me revela que seu filho Kafei desapareceu alguns dias atrás e ela está desesperada tentando encontrá-lo. Acreditando que eu possa ajudá-la, ela me entrega a Kafei’s Mask, um máscara que, quando eu utilizar, as pessoas irão me fornecer pistas sobre o paradeiro do filho perdido.


Enquanto eu andava por diferentes lugares de Clocktown usando a minha nova máscara, consegui obter algumas informações muito importantes. Quando a Noite do Primeiro Dia chegou, eu estava me dirigindo à parte oeste da cidade quando avistei as Rosa Sisters, irmãs dançarinas que estavam praticando passos musicais com muita dedicação. Elas não me dão atenção e pedem que não atrapalhe elas. É nesse momento que me lembro do desejo do dançarino Kamaro ao me dar a sua máscara e, utilizando o artefato, realizo a estranha dança do morto para as garotas. Elas ficam maravilhadas e imitam meus passos. No final, além de me chamarem de “mestre”, elas me recompensam pelos ensinamentos com um Piece of Heart!
Mexe e requebra!

Se não fosse pelas informações contidas no Bomber’s Notebook, provavelmente eu não saberia para onde eu deveria ir ou o que deveria fazer. Então, seguindo as instruções do guia, depois desse momento musical, me lembrei de algo muito importante que eu teria que fazer novamente. Eu me dirigi a parte sul de Clocktown e salvei a velhinha que é roubada por um ladrão outra vez. Anteriormente, ela havia me recompensado com a Blast Mask, mas agora eu sabia que teria um outro item muito importante que eu poderia comprar em sua loja na Noite do Último Dia. Tocando a “Song of Double Time”, avancei o tempo e fui até a Bomb Shop. Foi lá que encontrei mais uma máscara à venda pela simpática velhinha e seu filho, donos da loja. Adquirindo a All Night’s Mask por 200 Rupees eu nunca poderia dormir enquanto utilizasse o artefato. Era uma habilidade muito estranha além da máscara em si ser muito bizarra.

A máscara se mostrou muito útil quando, depois de voltar para a Noite do Primeiro Dia, fui até a Stock Pot Inn e encontrei uma velha senhora sentada no primeiro andar. Ao colocar a All Night’s Mask, ela me confundiu com alguém chamado Tortus e perguntou se eu não gostaria de ouvir uma história. O conto era sobre as origens do Carnaval de Termina, o “Carnaval do Tempo”. A celebração ocorre há muitos anos, e nela o povo de Termina usa máscaras dos Gigantes que protegem os Quatro Mundos de Termina para comemorar o progresso incansável do Tempo. Agora, as pessoas utilizam máscaras feitas por elas mesmas, e a tradição diz que se um casal se unir durante a noite do Carnaval, eles terão sorte para toda a vida.
O Carnaval do Tempo.

Com o poder da máscara, consegui ficar acordado durante as duas horas de história e, contente com isso, ela decidiu me presentear com um Piece of Heart! O interessante é que a velhinha me permite ouvir outro de seus contos, só que levaria a noite toda para ela contar! A história dos “Quatro Gigantes” revela que os quatro espíritos haviam criado a terra de Termina e que, a pouco tempo atrás, eles viviam entre os quatro povos até que eles decidiram se retirar para cada um dos quatro cantos desse mundo e dormir. Mesmo avisando os habitantes que eles poderiam ser chamados caso algum problema ocorresse, um pequeno garoto ficou triste com a partida de seus grandes amigos: era o Skullkid! Sentindo-se abandonado, ele havia espalhado desgraças por toda a terra e, quando os gigantes ouviram as preces de seu povo, expulsaram o pequeno travesso de Termina e os habitantes viveram felizes para sempre. Depois de ouvir esse conto, fiquei imaginando se essa história se tratava da que eu estava vivendo agora ou se essa lenda já havia ocorrido em Termina antes. Apesar disso, o importante é que a velhinha novamente ficou contente por eu ter ficado acordado durante todo o conto e me entrega mais um Piece of Heart!
Os Quatro Gigantes partem para seu longo sono.

Um outro evento que estava marcado no Bomber’s Notebook era um acontecimento estranho em Stock Pot Inn. O problema era que para presenciar isso eu precisaria obter algum tipo de papel. A solução encontrada foi obter a Moon’s Tear novamente e vendê-la ao vendedor Scrub de Clocktown em troca do Tittle Deed. Com esse documento em mãos, me dirigi até a pousada e, ao me aproximar do banheiro, uma mão misteriosa saltou da latrina! Ela me implorava por papel, então lhe entreguei o título. O membro me agradeceu pela ajuda e me deu um item que havia caído lá há algum tempo: mais um Piece of Heart para minha coleção!

Herói casamenteiro

Depois de ter concluído essas missões paralelas que correspondiam à várias entradas do Bomber’s Notebook para Termina, decidi que era hora de procurar por Kafei. Minha busca começa na Stock Pot Inn, onde descubro que Anju, a recepcionista do estabelecimento, é a noiva do jovem. Ela está inconsolável com o desaparecimento de seu noivo, pois eles se casariam durante a Noite do Carnaval. Agora com a ameaça iminente da Lua cair sobre a cidade, a mãe da jovem insiste que elas partam rapidamente, mas ela ainda tem dúvidas se continua a esperar por Kafei. Graças a ajuda do meu diário de viagem, sou capaz de concluir os diversos passos dessa missão e finalmente reunir os dois amantes.
Preciso convencer Anju a permanecer em Clocktown e esperar Kafei.

Realizando várias tarefas diferentes em horários específicos ao longo do ciclo de três dias, descobri que Kafei havia sido transformado em uma criança pelas travessuras do Skullkid e por isso havia se escondido em uma casa da cidade por sentir vergonha por sua condição. Através da troca de correspondências, consigo alertar Kafei que Anju está lhe esperando e convenço a jovem a esperar seu noivo lhe dando provas de que ele ainda está na cidade. Mesmo conseguindo convencer Kafei que seu estado atual não pode impedir seu amor por Anju, ele insiste que não pode reencontrar a noiva sem obter um item que lhe foi roubado, a Sun’s Mask. Como na Noite do Carnaval os noivos devem usar máscaras para se casar, se um deles não utilizar, o azar irá os perseguir. Ele me entrega uma máscara que utilizava para esconder seu rosto, a Keaton’s Mask, e me pede que lhe encontre no esconderijo do ladrão para lhe ajudar a reaver o objeto roubado.
Kafei não pode perder as esperanças de reencontrar seu amor, mesmo sendo uma criança agora.

Aceitando o desafio e, com um belo trabalho em equipe, conseguimos recuperar a máscara. Faltando apenas cinco horas para o fim da Noite do Terceiro Dia, consigo reunir os amantes novamente e, quando Anju junta sua Moon’s Mask à Sun’s Mask de Kafei elas formam a Couple’s Mask, que eles me entregam de presente pela ajuda que lhes prestei. No momento mais triste de minha jornada, assisto quandoenquanto o casal se abraça apaixonadamente e me pede para me esconder do desastre, pois eles estão prontos para encarar as horas finais, juntos. Quando deixei Stock Pot Inn e toquei a “Song of Time” antes que o tempo se esgotasse para mim, senti um aperto no coração ao imaginar que ao fazê-lo, todo meu esforço para reunir essas duas pessoas no amor teria sido desfeito com apenas o poder de uma melodia.
Triste.

Fugindo da prisão do tempo

O grande problema da missão de Anju e Kafei não é a quantidade de tarefas que é preciso cumprir ao longo dos três dias ou o fato de o desfecho ser feliz e triste ao mesmo tempo. O pior é ter que fazê-la uma segunda vez para poder obter mais uma das máscaras espalhadas por Termina. Em um certo momento da missão eu obtenho uma carta especial destina a Madame Aroma e, se eu quiser ajudar Kafei, não terei tempo de entregar a carta. Repitindo a missão e negligenciando o pedido de Kafei, sou capaz de encontrar o Postman desolado em sua casa e esperando pelo fim do mundo. Ao pedir que ele faça uma última entrega, o rapaz adquire um ânimo extra e, bastando seguir seus passos até o Milk Bar onde ele gentilmente cumpre seu trabalho postal, ele me cumprimenta na saída. Feliz por ter feito esse último serviço, ele me entrega seu chapéu, o Postman’s Hat, e parte em seu passo engraçado para longe de Termina.
Assistindo a última entrega postal.

Aproveitando que eu estava perto do Milk Bar, decido entrar no estabelecimento utilizando a Romani’s Mask, pois somente membros do bar podem adentrar o local. Lá dentro, eu chego perto do palco de apresentações artísticas e, seguindo as instruções de Toto, o Zora líder da banda Indigo Go’s, utilizo as diferentes máscaras de transformação para utilizar os instrumentos de cada raça e tocar uma música animada no bar. Um homem chamado Gorman, e que estava triste no balcão, começa a chorar e, comovido pela melodia, me entrega uma máscara igual ao seu rosto, a Troupe Leader’s Mask. O artefato tem uma expressão tão triste que, ao olhar para ele, dá até vontade de chorar. Mas agora não era momento de lágrimas e sim de tocar a “Song of Time” pois faltavam apenas duas horas para a Lua cair e eu não queria que toda minha jornada tivesse um fim tão terrível.
Hora do show!

Depois de voltar no tempo e olhar para meu inventário, nem pude acreditar no que estava vendo. De todas as 24 máscaras que estavam espalhadas por Termina, eu já possuía 23 delas! Isso sem falar que todas as várias missões que havia cumprido até o momento tinham me garantido vários corações extras de energia que, certamente iriam se mostrar úteis nos próximos combates. Eu podia sentir que a última máscara seria obtida somente quando eu confrontasse Skullkid e que o fim de tudo se aproximava. Não o final horrível ao qual Termina e seu povo pareciam estar irremediavelmente condenados. Não. Eu me refiro ao fim das travessuras de Skullkid e daquele maldito ciclo de três dias. A hora havia finalmente chegado. Só havia um obstáculo à minha frente e eu sabia que quando a Noite do Carnaval chegasse novamente, as coisas seriam bem diferentes do que foram da primeira vez.
Em breve eu não teria mais que sentir medo quando olhasse para os céus.

Continua nas próximas semanas…

Revisão: Luigi Santana
Capa: Angelo Gustavo
Luís Antônio Costa é graudado em Ciência da Computação pela UFRGS. Apaixonado por games desde que ganhou seu primeiro Master System e conheceu Sonic, também é amante da ciência e um devorador de livros. Além do Nintendo Blast, também faz alguns textos para o Medium e pode ser encontrado no Facebook e Twitter.

Comentários

Fórum
Google+
Facebook


Últimas do Fórum

Ver mais

No Facebook

Ver mais