Primeira atualização de Splatoon (Wii U) apresenta outra dinâmica de jogo

Primeiro "DLC " gratuito do mais recente título do Wii U disponibiliza aos jogadores novo mapa, arma e modo de jogo.

Confesso que, como alguns leitores puderam acompanhar nas notícias, fiquei ressabiado com os DLCs já anunciados para Splatoon (Wii U) antes mesmo do seu lançamento. Ainda acho que o jogo deveria ter sido lançado com mais características, como outros tipos de batalha, mas, especialmente a funcionalidade de combinar partidas fechadas com amigos e times fixos.

No entanto, a Nintendo, felizmente, calou minha boca e disponibilizou, em menos de uma semana, as primeiras atualizações, que chegaram a cavalo para os jogadores. Na verdade, sequer houve download, as novidades já estavam "em disco" e foram apenas liberadas para uso. Provavelmente o tempo sem elas serviu para testes de desempenho do jogo.

Acompanhe abaixo a descrição e análise das novidades proporcionadas por esse "DLC" gratuito de Splatoon que, adicionando as Ranked Battles com SplatZones, adicionou uma dinâmica completamente nova para os jogadores.

N-ZAP 85

A inclusão da NES Zapper em Splatoon aposentou de vez o Splattershot Jr., ele tem uma rápida taxa de disparo (Fire Rate) tão grande quanto, mas com alcance maior e dano um pouco maior. Junto com a Splat Bomb e com o Echolocator eles fazem um bom set de jogo, especialmente se você estiver disposto a "camperar" numa poça de tinta aguardando os adversários.

Ela é mais útil no combate contra os outros adversários em curto acalce pois os disparos dispersam bastante, apesar de, também, ser mais eficiente para pintar o cenário do que o Splattershot Jr. Vai do estilo de jogo de cada um de vocês, mas eu particularmente vejo ela sendo útil apenas visualmente por lembrar a Zapper, mas para fazer o trabalho que ela vez, o Splattershot ainda é mais balanceado e mais eficiente. Apesar de que ela melhora bastante o estilo de jogo do Splattershot Jr., o suficiente para deixar esse estilo (com alta taxa de disparo, como submetralhadoras e outros jogos de tiro) mais competitivo.
Ainda está prevista a adição da N-ZAP 89, laranja, para o futuro.

Port Mackerel

Um novo mapa era o que já estávamos precisando. Estou curioso para saber a opinião de vocês sobre o sistema de "seleção" de mapas, eu particularmente estou achando que precisa ser aprimorado, acaba repetindo muitas vezes seguida o mesmo, e fica enjoativo jogar sempre nos mesmos mapas por horas.

Sobre o estágio em si, Port Mackerel é bastante competitivo. É um cenário grande, e, especialmente, amplo. É, na verdade, um grande espaço aberto com uma série de containers no meio (e corredores nas laterais), nas suas particularidades é consideravelmente diferente dos demais e é uma adição excelente. Outra novidade apresentada pelo mapa são elementos do cenário em movimento, neste caso, empilhadeiras que ficam se movimentando no cais. Será que veremos mais disso nos mapas futuros?

Ranked Battles

O segundo modo de jogo já havia sido anunciado há um tempo e que seria lançado após os jogadores conhecerem suficientemente o jogo nas Batalhas Regulares. Conforme o título denuncia, cada batalha influencia em um ranqueamento dos jogadores, de C- a A+; para cada vitória conquistada o jogador ganha 20 rank points, e a cada derrota, perde 10 rank points. E, se você conseguir, somar 100 rank points, sobe um nível (ou cair 100, perde um nível).

Também, nas Batalhas Ranqueadas, se você perder não ganha absolutamente nada de dinheiro ou experiência. Por outro lado, havendo vitória, ganha-se em torno de o dobro das Batalhas Regulares.  

É uma adição bastante interessante, no entanto, até o momento achei bastante difícil de progredir de nível, especialmente porque os times são sempre aleatórios. É bem difícil manter a regularidade suficiente para conseguir pular uma letra acima, já que pode pegar um time muito bom em uma rodada e muito ruim em outra. Vejamos se, com o tempo, fica mais estável. De qualquer jeito, as letras transmitem bem a habilidade do jogador tendo em vista que ele realmente fez a diferença em suas equipes para conquistarem as seguidas vitórias.

SplatZones

A principal adição desta atualização, este modo de jogo, exclusivo das Ranked Battles, transforma totalmente a dinâmica do jogo que estávamos acostumados. Como já havia sido anunciado, neste tipo de partida, as equipes batalham pelo controles de um ou mais espaços dentro dos mapas. Quando um dos times consegue o controle da Sptazone, um cronômetro, que inicia em 100, entra em contagem regressiva e vai caindo a cada segundo que o mesmo time mantenha o controle da área (ou de todas as áreas se houver mais de uma).

Perdendo o domínio da Splatzone, o cronômetro pára na contagem regressiva. Caso o outro time consiga conquistá-la, o cronômetro dele (que também começa em 100) passa a cair. Se o primeiro time retomar o controle da área, o seu cronômetro volta a cair de onde ele havia parado antes da disputa.

Com certeza é uma atualização extremamente importante, com as Splatzones a dinâmica de jogo e das armas mudam totalmente. Os rolos de tintam se tornam menos úteis, enquanto as armas de carregar (chargers), que são pouco de destaque nas Batalhas Regulares, acabam tendo mais importância, pois o foco nesse jogo é conquistar a aquela área e impedir os inimigos de fazer o mesmo. O foco no combate direto aos adversários é relativamente maior.
Lucas Palma Mistrello é historiador, mestre pela Universidade Federal de São Paulo. Redator nos Blasts desde 2012, começou com os games com o Atari 2600 e é eclético em gênero e temas: vai de COD e Medal of Honor a Pokémon e Zelda com a mesma vontade. Sempre está de olho nos comentários das postagens.

Comentários

Fórum
Google+
Facebook


Últimas do Fórum

Ver mais

No Facebook

Ver mais