Jogamos

Análise: Runbow (Wii U) se destaca pelo seu multiplayer caótico e divertido

Corra, pule e desafie os amigos em diversos modos de jogo online e offline em que as cores ditam o tom do desafio.

Runbow é um jogo produzido com o Wii U em mente. Desenvolvido pelo estúdio independente 13AM Games, o jogo faz uso extensivo das funcionalidades do GamePad - inclusive tendo modos de jogo em que ele é o centro das atenções - e do multiplayer assimétrico, quebrando a restrição da possibilidade de apenas quatro jogadores entrarem na disputa.


O jogo preza principalmente pela jogatina com os amigos. Apesar de todos os seus modos terem a possibilidade de se jogar sozinho, a grande atração está em disputar com os amigos, local ou online, os divertidos e diferentes desafios de jogo.

As Inspirações de Runbow

O título possui um visual único e diferente, influenciado por uma vertente da arte bem específica. Aqui os personagens principais possuem apenas uma cor (quando não estão usando fantasias) e são divididos em Hue, os homens, e Val, as mulheres.

Os cenários também seguem essa proposta com fundos, plataformas, obstáculos e inimigos coloridos e engenhosos que farão o jogador traçar estratégias para vencer os cenários e cumprir os objetivos ou alcançar o tão cobiçado troféu no final das fases.
Arte de Runbow imitando pôsteres de filmes.
De acordo com informações da desenvolvedora, o estilo foi baseado nas criações do designer gráfico e cineasta Saul Bass e na chamada “New Wave” tcheca. É possível conferir a mistura desses estilos principalmente nos cartazes que lembram antigos filmes e dão um charme totalmente diferente às artes e animações liberadas.

A trilha sonora é um outro ponto de destaque e um espetáculo a parte. São músicas empolgantes que combinam na medida certa com o que se está vendo na tela. Ao todo são 13 faixas, que como o compositor Dan Rodrigues revelou, são uma mistura de Jazz-Afro-Cubano-Blues-Bossa Nova-Cinematógrafica-Surf Rock, ou seja, só ouvindo para conferir.

Multiplayer é a palavra de ordem

Se existisse uma palavra para definir Runbow, seria multiplayer, o jogo foi desenvolvido com essa ideia em mente. Jogar com os amigos localmente ou se aventurar nos modos disponíveis online foi o que a 13AM Games tinha como meta para tornar seu título atraente e desejado.
Chame a galera, junte muitos controles e prepare-se para Runbow
Jogar sozinho não terá toda a diversão que o multiplayer caótico proporciona, inclusive essa é a mensagem passada por um dos trailers do jogos. É possível se aventurar solitariamente, mas tenha certeza que com o tempo as coisas se tornarão um pouco monótonas e farão com que rapidamente o modo online seja o mais procurado.

Para que mais pessoas possam jogar no famoso estilo assimétrico, diversas configurações de controle foram incorporadas, o que permite que até nove jogadores entrem nas arenas. Entre as opções estão o GamePad, Wii U Pro Controller e as combinações Wii Remote e Nunchuk e Wii Remote e Wii Classic Controller, nessa última opção duas pessoas podem ficar juntas na mesma combinação.

Cores, cores e mais cores

Assim que o jogo começa é possível perceber que as cores são o principal elemento por aqui. Runbow se utiliza de toda paleta para tornar os desafios mais difíceis à medida que se avança em seus modos de jogo.

As coisas funcionam da seguinte forma, há no início uma cor de fundo que de tempos em tempos é alterada. Uma “onda” da nova cor pode surgir de qualquer lado, de cima, de baixo ou de formas diferentes através de cachoeiras, feixes de luz, etc. E isso tudo fazendo com que plataformas e obstáculos desapareçam em um piscar de olhos.
Prepare-se para uma explosão de cores.
Por exemplo, em uma corrida contra o tempo, há plataformas azuis e vermelhas para se atravessar um grande paredão. De tempos em tempos ondas dessas duas cores fazem desaparecer as plataformas com a mesma cor, portanto é necessário ter reações rápidas para que não caia e tenha que iniciar tudo novamente. Além de prever onde plataformas que agora estão desaparecidas aparecerão na próxima onda.

Apesar de parecer complicado, é tudo questão de experimentar uma primeira jogada de Runbow, a curva de aprendizado é rápida e tudo acaba se tornando intuitivo com o tempo, porém não menos difícil. Será comum se frustrar com algumas fases e ter vontade de jogar o controle pela janela, mas o negócio é insistir e continuar tentando. Inclusive um ponto pequeno, porém de destaque, são as mensagens exibidas assim que se morre, não é algo novo, mas deixam as coisas com um tom cômico quando o game te aconselha a respirar fundo ou zomba de você perguntando se vai continuar morrendo muitas vezes.

Seja o mestre das cores

Modos de jogo é o que não faltam para o jogador se aventurar nesse mundo de cores e se tornar o rei do pedaço, ou das cores. Há disponíveis seis deles, dos quais três com opções online.

O já habitual modo história traz um roteiro mais trabalhado. Nele, a vilã Satura, representada por uma mulher em tons de cinza, quer acabar com a alegria dos Hues e Vals, que adoram fazer filmes e documentários em diferentes locações. Para acabar com essa alegria toda, ela sequestra todos os seus amigos e resta aos jogador libertá-los.
Mestre das Cores.
Há diversas fases divididas por pôsteres de filmes, as cores de cada uma indicam o tipo e nível do desafio, que vão desde chegar ao fim do cenário, coletar moedas ou derrotar todos os inimigos. Há caminhos alternativos a seguir até o desafio com a vilã, percorrer todos libera itens e extras.

Em Bowhemoth não há nenhuma forma de salvar o progresso, cada vez que entrar nesse modo, o jogador começará do início independentemente de todo avanço que tenha conseguido anteriormente. A ideia aqui é percorrer os cenários com desafios e obstáculos bem difíceis até onde se conseguir. São mais de meia hora de desafios que põem a prova a habilidade do jogador.

Em Colour Master, o GamePad ganha total destaque. O jogador com o controle em formato de tablet será responsável pelas mudanças de cores do cenário e definirá quando elas acontecerão. Então esqueça o ritmo de mudança já decorado nos outros modos, aqui quem impõe é o jogador com GamePad na mão.

Os últimos três modos também podem ser jogados online. São eles, Run, em que os jogadores precisam chegar até o fim do cenário e alcançar o troféu; Arena, modo tradicional em que a ideia é não morrer e não ser jogado para fora dela, o último sobrevivente é considerado o campeão; e King of the Hill, ou defenda a coroa, nele o jogador deve proteger a coroa por tempo suficiente para se tornar o rei da disputa.

Alguns desses modos possibilitam customização de quantidade de rodadas, tempo e até mesmo a música que irá tocar. Os modos online por sua vez permitem escolher entre partidas privadas, nas quais apenas convidados podem entrar, ou abertas, em que todos os jogadores online podem participar.

Desbloqueáveis e convidados especiais

Todo jogo hoje em dia está repleto de desbloqueáveis e com Runbow não seria diferente. Além de artes conceituais e filmes, há também algumas roupas especiais e alguns convidados que podem ser adicionados à jogatina.

É possível vestir seu Hue ou Val como zumbi, ninja, lenhador, piratas e muitas outras fantasias, o que torna até mesmo um diferencial para identificar seu personagem quando as partidas frenéticas começarem.

Os itens desbloqueáveis são conseguidos através do acúmulo de moedas ou da realização de certas tarefas, que liberam para o jogador algum tipo de recompensa.
Alguns dos convidados especiais do jogo.
Outro fator importante que recebeu grande destaque um pouco antes do lançamento do jogo foi a quantidade de convidados especiais. A 13AM Games fez acordos com outras empresas independentes para trazer seus personagens como jogáveis em Runbow.

Vemos aqui uma espécie de Smash Bros. Indie com um total de dezessete convidados, entre eles estão: Shovel Knight, Rusty (StemWorld Dig), Juan e Tostada (Guacamelee), Swift Thrornebrooke (Sportsball), Scram Kitty, CommanderVideo e CommanderVideo Girl (da série Bit Trip), Gunvolt (Azure Strike Gunvolt), Teslamancer (Teslagrad), Clone (Stealth Inc.), A.R.I.D. (The Fall), Xeodrifter, Princess (Chariot), Max (Mutant Mudds), Drifter (Hyper Light Drifter) e Unity-chan, a mascote da ferramenta Unity de desenvolvimento de jogos.

Lembrando que todos eles já estão no jogo e são desbloqueáveis à medida que o jogador avança e realiza as tarefas determinadas para cada um deles, que são secretas.

Veredicto

Runbow, como dito anteriormente, é um jogo multiplayer e seu foco principal é esse. Juntar os amigos ou se aventurar nos modos online com conhecidos e desconhecidos ao redor do mundo tornam a experiência de jogo algo realmente único e divertido.

O jogo foi desenvolvido com o Wii U em mente e até o presente momento é exclusivo do console. Caso uma partida para outras plataformas seja cogitada, a 13AM Games terá um pouco de trabalho para portá-lo, uma vez que diversas funcionalidades terão que ser limadas sem o uso do GamePad.

O único ponto desfavorável é acabar pecando apenas por deixar os jogadores solitários um pouco de lado. Se por algum problema o jogador estiver sem internet e ninguém para jogar no momento, Runbow não será a primeira opção para se passar o tempo. Porém desde o início a premissa não é essa, o que não tira pontos do jogo.

Há ainda a promessa de ajustes de problemas que forem encontrados com o tempo e novos conteúdos como roupas e fases.

Reunindo uma jogatina caótica e variada, gráficos bonitos e bem feitos, convidados especiais e uma trilha sonora de primeira, Runbow deve ser considerado para uma possível compra. Quem arriscar não vai se arrepender.

Prós

  • Multiplayer divertido online e offline;
  • Gráficos bonitos e charmosos;
  • Trilha sonora empolgante.

Contras

  • Jogadores solitários ficarão entediados;
  • Algumas fases podem frustrar em alguns momentos.
Runbow – Wii U – Nota: 9.0

Revisão: Luigi Santana
Capa: Felipe Araújo
Fabio Oliveira é Analista de Sistemas formado pela UERJ. Além da paixão pelo mundo dos games, é fanático por seriados americanos, cultura japonesa e filmes de ficção científica. Fã de Mario e Resident Evil resolveu contribuir para o universo gamer sendo newposter no Nintendo Blast.

Comentários

Fórum
Google+
Facebook


Últimas do Fórum

Ver mais

No Facebook

Ver mais