Jogamos

Análise: Final Fantasy Explorers (3DS): combate e exploração na palma da mão

A nova aventura do universo de Final Fantasy acaba de desembarcar no seu 3DS trazendo um mundo enorme para ser explorado com seus amigos.


O vasto mundo de Final Fantasy agora pode ser levado para onde você quiser no seu bolso. Com Final Fantasy Explorers para 3DS a aventura não tem fim. São mais de 20 classes diferentes para você desbloquear em um mundo amplo pronto para ser explorado junto dos seus amigos e demais jogadores on-line ao redor do globo cumprindo missões e conquistando novos itens. Utilizando-se da fórmula já consagrada de Final Fantasy Crystal Chronicles e Monster Hunter, junte os amigos e embarque nesta nostálgica aventura que traz tudo aquilo que torna a série Final Fantasy especial mas com um jeito novo de se jogar e explorar.

O mundo de Amostra

O mapa de Amostra
No início, como é comum em RPGs online, você será apresentado a uma tela de criação do seu personagem, onde serão definidos o gênero, o rosto, a voz e o tipo e cores de cabelos e olhos. Caso não fique satisfeito, tudo poderá ser mudado no decorrer do jogo no menu principal que poderá ser acessado na cidade base (com exceção do seu nome de jogador, que será o meio de identificação do seu personagem para os outros jogadores de sua equipe).

Terminado isto, você será levado ao mundo de Amostra e a sua primeira parada será na cidade de Libertas, a principal cidade do jogo. Lá você conhecerá Cid (nome sugestivo para fãs de longa data da série), que será o seu guia e te apresentará os primeiros tutoriais e tudo o que a cidade tem a oferecer, como lojas de itens, mercadores, um ferreiro para criação de novas armas, armaduras e upgrades, uma vidente que te dará certos poderes especiais, como dobrar o número de pontos durante a próxima missão, e o Monster Lab, onde você poderá criar e fundir monstros que serão utilizados em sua equipe durante as missões.




O legal aqui é que o jogo te dá a possibilidade de utilizar seus play-coins, aquelas moedas que você ganha enquanto caminha com o seu 3DS por aí, para comprar itens com o mercador Moogle ou utilizar na vidente. Isso ajuda a economizar seus Gil, a moeda de Amostra, que são fundamentais para liberar missões para você e sua equipe. E claro que a função Street Pass está presente. Com ela você poderá cruzar com outros jogadores podendo recrutá-los para missões especiais nos Assignments. Caso não tope com ninguém pelas ruas da sua cidade, jogadores que tenham participado de suas missões online poderão ser recrutados também, além dos seus monstros que não estejam sendo utilizados em missões. Essas missões acontecem em segundo plano, sem a sua participação. Portanto, é importante que você analise com cuidado os aliados contratados.

Libertas será seu ponto de partida.

No centro da cidade de Libertas você encontrará um gigantesco cristal, o Central Crystal, que será responsável pelo desbloqueio de habilidades para o seu personagem, como novos ataques e magias. Além disso, você poderá equipar invocações de Eidolons (criaturas de grande poder também conhecidas como Summons em outros jogos da série) e customizar as suas próprias habilidade aprendidas, adicionando mais intensidade, direção ou status negativos ao atacar um inimigo. É um incrível diferencial do jogo, muito bem-vindo para os fãs de RPG de longa data. É nele também que você poderá organizar e equipar personagens lendários e antigos da série principal de Final Fantasy, que se tornarão invocações, mas falaremos disso mais tarde. O mais importante agora é falar sobre a peça chave do jogo: as classes!

Classes

Assim como em outros jogos da série, como Final Fantasy III (Multi), Final Fantasy Tactics (PS) e Bravely Default (3DS), em Final Fantasy Explorers você terá muitas opções de classes para escolher, incluindo White Mage, Black Mage, Monk, Paladin e muitas outras. Cada uma traz vantagens exclusivas para o seu personagem. Cabe a você combinar a estratégia que será utilizada com aquela classe que você está mais familiarizado. São 21 classes ao todo incluindo a classe Freelancer, sua classe inicial. Ela não fornece nenhum aumento de status, porém oferece a maior gama de possibilidades para o uso de armas, armaduras e diferentes habilidades. As classes poderão ser trocadas antes ou depois de cada missão, lembrando que algumas habilidades, armas e armaduras só podem ser utilizadas por determinadas classes. Portanto, pense bem em sua escolha.

Escolha a classe que mais combina com você.

Novas classes serão liberadas no decorrer do game após finalizar certas missões, estas geralmente liberam duas classes por vez. As habilidades de cada classe também serão desbloqueadas aos poucos conforme você avança nas suas missões principais, liberando magias e ataques cada vez mais poderosos para você equipar. Mais de 200 habilidades customizadas poderão ser criadas no Central Crystal de Libertas. Você poderá incluir o status do tipo Dark ou Sleep no seu Fire, por exemplo, e deixar o inimigo dormindo e queimando até a morte.

A versão disponibilizada para nós, ocidentais, ainda apresenta as classes Blue Mage e Samurai que eram obtidas por DLC na versão japonesa lançada no ano passado.

O combate

A partir da cidade de Libertas você terá acesso às demais regiões de Amostra. Mas não será tão simples assim sair por aí descobrindo novos lugares. O mapa vai sendo liberado aos poucos, levando você a lagos, montanhas, vulcões, desertos e geleiras. Em Amostra você irá encontrar monstros conhecidos da série Final Fantasy, como Bombs, Chocobos (não, você não poderá montá-los), Cactuars, Tonberries, Behemoths e muitos outros! A terra de Amostra possui um visual muito atraente no 3DS com gráficos semelhantes aos dos cenários, personagens e monstros de Xenoblade Chronicles 3D (3DS). Mas não espere por um mundo aberto. Os cenários, embora vastos, são muitas vezes lineares e repetitivos.


O jogo herda muito do que vimos em Final Fantasy Crystal Chronicles, como o combate em tempo real e o modo multiplayer. No combate é possível ver duas barras no topo esquerdo da tela. A barra de cima é azul e representa o HP, os pontos de vida do personagem. Quando ela se esgotar você morrerá. Você poderá retornar à batalha utilizando um Phoenix Pinion ou se descontar cinco minutos do tempo máximo para o cumprimento de sua missão. A segunda barra é amarela e mostra a quantidade de AP do seu personagem que diminui conforme você corre ou utiliza alguma habilidade. Caso a barra se esgote, você ficará impossibilitado de correr (sendo possível apenas andar) ou atacar e se proteger com alguma habilidade. Se você permanecer parado ou se atacar algum inimigo com suas armas comuns, a barra voltará a se encher. Isso é muito semelhante ao que acontece em jogos da série Monster Hunter. Porém, não podemos simplesmente dizer que Final Fantasy Explorers é um MH da Square Enix. O foco aqui não está nos combates ou nas caçadas, mas sim nas classes e nas habilidades que fazem toda a diferença durante as lutas.




Segurando os botões L ou R você verá uma lista com quatro habilidade para cada botão (que podem ser desbloqueadas e equipadas pelo Central Crystal), semelhante à lista de ataques de outros jogos como Kingdom Hearts: 358/2 Days (DS). Se você segurar os botões L ou R simultaneamente com os botões A, B, X, ou Y você acionará uma das habilidades dessa lista. Parece complicado devido à falta de botões do 3DS, mas você acaba se acostumando. A desvantagem é que os botões L e R também são utilizados para controle de câmera e foco em inimigos. Portanto, prepare-se para uma dança com seus dedos enquanto tenta organizar seus ataques em um Eidolon nervoso! Isso já não ocorre com o New 3DS, já que o jogo tem suporte ao pequeno C-Stick e aos botões ZL e ZR para rotação de câmera e fixação de mira. E vale lembrar que o jogo também tem suporte para o Circle Pad Pro, que proporcionará uma jogabilidade mais fluida.

A câmera não será uma aliada em muitos dos momentos de batalha.
Existe ainda um cristal no canto superior direito da tela. Ele contém um contador que aumenta a cada dano que você ou alguém da sua equipe (incluindo seus monstros) causar em um inimigo. A cada 100 pontos você destravará algumas habilidades especiais, os Crystal Surges, que irão garantir alguns status especiais a você e à equipe, como aumento de poder das magias, aumento de velocidade, cura, recuperação rápida de AP e muito mais. Vale lembrar que essas habilidade de Crystal Surges são aleatórias, ou seja, cada vez que o seu cristal atingir os 100 pontos, o jogo irá pedir para você segurar os botões L e R ao mesmo tempo para a lista com quatro habilidades aparecer. E aqui estamos nós novamente com aquele probleminha da falta de botões! A lista de Crystal Surges poderá ser visualizada em seu Notebook através do menu principal do jogo enquanto estiver fora de uma missão. Aqui você poderá conferir os benefícios que cada uma delas poderá trazer a você e à sua equipe, já que são pouco identificáveis apenas pelo nome. Isso é um ponto negativo no meio de uma batalha, por exemplo. E se você acha que isso é pouco, novos Crystal Surges serão habilitadas ao longo de suas missões. Haja decoreba!

Aumente o poder do seu cristal com ataques e ative os Crystal Surges!

Toda ajuda será bem-vinda

Shiva em sua melhor forma.
Existem 12 invocações no jogo que você poderá enfrentar e capturar. Dez delas são muito conhecidas e as outras duas são invocações inéditas. Porém, em Final Fantasy Explorers elas funcionam de uma maneira diferente do que estamos acostumados em outros jogos da série. Primeiramente, você deverá destravar uma Magicite, que é uma pedra onde você poderá aprisionar um Eidolon enfraquecido quando o estiver enfrentando. A partir daí, antes de alguma missão, você poderá equipar este Eidolon em sua Magicite para utilizar em batalhas.

Você poderá invocar seu Eidolon quando estiver em modo Trance, que será ativado por um botão na tela de baixo do 3DS quando a barra correspondente, localizada logo abaixo do Crystal Surge, estiver cheia. Uma vez em Trance, você poderá utilizar o golpe especial do Eidolon equipado em sua Magicite como, por exemplo, o Hellfire de Ifrit ou o Diamond Dust de Shiva. Lembrando que o golpe virá por meio das Crystal Surges, portanto fique atento ao contador do cristal.


E não são só Eidolons que podem ser equipados em sua Magicite. Heróis lendários de outros jogos da série principal de Final Fantasy podem ser liberados e você poderá se transformar em um deles durante o seu Trance. Cloud, Yuna, Cecil e Lightning são apenas alguns dos nomes dos heróis que você poderá invocar em sua jornada. Semelhante ao que ocorre com os Eidolons, os lendários heróis são invocados em Trance e cada um possui ataques especiais acionados por meio de Crystal Surges, como o Omnislash de Cloud. É muito divertido encarnar um dos seus personagens preferidos da franquia em Final Fantasy Explorers, só é uma pena que o Trance dure tão pouco.

Controle heróis lendários de outros jogos da série.

Sentiu falta do multiplayer?

Mas ainda não falamos do carro chefe do game. Final Fantasy Explorers ainda traz a possibilidade de realizar quests com seus amigos e jogadores do mundo todo. Com apenas um clique no menu principal é possível mudar do modo solo para o modo multiplayer, no qual você poderá criar e encontrar salas para jogar. A criação de salas é bem simples e você ainda pode limitar o nível dos exploradores que poderão se juntar a você. Você também pode  adicionar avisos pré-definidos como “Ei, preciso de ajuda para encontrar itens”, ou “Novatos, aqui, posso ajudar”, dando uma cara à sua sala. Ainda é possível criar salas privadas para você se reunir com seus amigos e terminar aquela missão chata que você não conseguiu finalizar sozinho. Você poderá chamar até três amigos para compor a sua equipe.
Embora o ponto forte do jogo seja o multiplayer, muitas vezes esta pode ser uma experiência frustrante. Com a limitada comunicação com frases prontas pode ser complicado entrar em um acordo com os demais membros da sala sobre qual missão será realizada (além disso, você não poderá participar de missões que não estejam disponíveis para o seu nível). Um chat por voz realmente faz muita falta no jogo.

Foi observado também que é possível avançar por muitas horas no jogo sem precisar da ajuda de outros jogadores. A inteligência artificial dos monstros e Eidolons é tão fraca que você nem sentirá falta dos amigos para te ajudar, pelo menos até as missões de cinco estrelas. Muitas vezes seus monstros aliados farão um bom trabalho como companheiros úteis depois de alcançarem certos níveis. Mas, mesmo com todos estes fatores, nada irá afetar a diversão de se socializar com o resto do globo. Você poderá customizar as missões deixando-as mais difíceis, atraentes e divertidas de se realizar com a ajuda de seus amigos. Nesse caso será mais que necessário criar uma sala e pedir ajuda.

Chefes poderosos irão exigir uma equipe bem treinada.

Exploração na palma da mão

Yuna, a rainha das invocações!
Final Fantasy Explorers não é apenas mais um jogo de exploração para o 3DS. Embora limitado em alguns aspectos, incluindo a falta do 3D estereoscópico, o jogo inova ao tentar trazer o vasto universo de Final Fantasy para dentro de um portátil. Classes e habilidades serão o diferencial do game e o fator que irá definir se sua missão será um sucesso ou um fracasso.

Embora não seja muito longo, se considerarmos apenas as missões principais, será muito divertido gastar horas e horas destravando novos itens, novos Eidolons, heróis lendários e até mesmo roupas e armas de personagens conhecidos da série. E, claro, você deverá reservar um tempinho para se dedicar ao modo online e ver como é divertido ajudar outros jogadores em suas missões e ainda fazer novos amigos.

Uma peça rara em sua coleção de jogos do 3DS que consegue reunir dois mundos em um só: o dos jogos de combate e exploração com o universo de Final Fantasy da Square Enix. Uma evolução natural e merecida de Crystal Chronicles na palma da sua mão.

Prós

  • Vasto mundo para explorar;
  • Classes e habilidades deixam os combates e as caçadas ainda mais divertidas;
  • Foco nas habilidades e classes;
  • Multiplayer local e online;
  • Muitos Eidolons e heróis lendários para descobrir;
  • Belos gráficos de personagens e monstros para o 3DS;
  • Uma grande gama de armas e itens para criar e explorar, incluindo roupas e acessórios de personagens conhecidos de outros jogos da série principal;
  • Customização de armas, roupas e magias.

Contras

  • Botões confusos;
  • Difícil comunicação no multiplayer;
  • Não possui chat por voz;
  • Missões cansativas e repetitivas;
  • Pouco foco na exploração em si.
Final Fantasy Explorers — 3DS — Nota: 8.0

Revisão: Érika Honda
Capa: João Gilberto Melo
Felipe Calvi Felipe Calvi é professor de física formado pela UNESP e vive antenado no mundo dos games desde que ganhou seu primeiro console em 1994. Apaixonado por tecnologia, design e ciência, é redator do Nintendo Blast e pode ser encontrado em seu Facebook

Comentários

Fórum
Google+
Facebook


Últimas do Fórum

Ver mais

No Facebook

Ver mais