Nintendo acredita que seus futuros jogos levantarão as vendas de seus consoles

Há algum tempo temos nos deparado com um período "sombrio" de falta de jogos de peso no Wii, com relação ao DS a histó... (por Rauali em 19/04/2009, via Nintendo Blast)


Há algum tempo temos nos deparado com um período "sombrio" de falta de jogos de peso no Wii, com relação ao DS a história tem sido bem diferente. O portátil de duas telas da Big N tem recebido os melhores títulos das empresas tercerizadas, além de todas as franquias de peso da própria Nintendo, há alguns anos seria um absurdo alguém cogitar a possibilidade de uma mesma plataforma receber jogos como Resident Evil, Final Fantasy, The Legend of Zelda, Mario Bros., Dragon Quest e Sonic, mas o Nintendo DS mostrou que não encontra limites em exclusividades quando o assunto é game renomado. Infelizmente este quadro não se alastrou ao Nintendo Wii.

O atual console de mesa da Nintendo tem ficado de fora de quase todos os games multiplataformas das tercerizadas, e quando algum título do XBox 360 ou PS3 também é lançado para ele, como o Dead Rising ou Star Wars: The Force Unleashed, somos surpreendidos com uma queda significativa na qualidade do título, seja pelos gráficos no nível da geração passada ou péssimas adaptações nos controles.

Bem, a história parece que pode mudar de rumo, pelo menos é o que pensa Reggie Fils-Aime, presidente da Nintendo of America, que em recente entrevista em coletiva para a mídia afirmou que a Nintendo tem um número de novos jogos de peso em produção para o Wii e o DS, e segundo as palavras do executivo, os títulos certamente irão aumentar as vendas das duas plataformas.

Segundo os dados de vendas divulgados pelo grupo NPD e pela Media Create, empresas responsáveis pela apuração de vendas de eletrônicos nos EUA e Japão, respectivamente, pudemos notar que as vendas dos consoles da Big N tiveram uma queda de 17% no mês de março se comparado ao mesmo período do ano passado.

Mas Fils-Aime não parece estar preocupado com esses números, visto que afirmou ainda que "a Nintendo está confiante que iremos continuar a ter vendas de hardware muito fortes com o lançamento desses títulos."

Quando indagado a respeito de quais seriam esses títulos que levantariam o desempenho dos consoles da Nintendo, Fils-Aime preferiu se omitir e pedir para que o público se mantesse paciente. Vamos ver se na E3 algum desses jogos será revelado.


Me projeto no que faço, e nem sei como eu sou ainda.


  1. Acredito que esse seja um pouco o preço que o Wii está pagando por utilizar uma arquitetura de hardware tão diferente dos seus concorrentes. As adaptações para Wii custam caro para qualquer desenvolvedor :(

    ResponderExcluir
  2. Negativo, Sérgio! Ao contrário, de todos os consoles da nova geração, o Wii é o que tem o menor custo de produção em games.

    Não concordo, inclusive, com o autor do artigo acima quando ele fala que há uma ausência de títulos de peso. Esse começo de 2009 está sendo bem animador, visto que bons títulos como Madworld, The Conduit, Silent Hill, Dead Space Extraction e outros estão despontando no Wii.

    O que a Nintendo precisa agora é soltar os seus medalhões como o novo Zelda, um Star Fox e um F-Zero, e quem sabe um outro Mario em 2010. Punch-out está pintando no pedaço e deverá ser um grande game.

    ResponderExcluir
  3. O que me incomoda mais é a relutância desse Reggie ao insistir que nós devemos ter paciência com o que está sendo produzido (sem dar uma pista sequer de nada) e a sua postura em não trazer para a América títulos como Fatal Frame e Disaster, sob a alegação de que esses títulos são inviáveis comercialmente...

    ResponderExcluir
  4. Bom zelda vamos falar de zelda olhem, provavelmente vai sair alguma bomba no fim do ano, e vem um zelda em 2012, pq os zeldas sempre demoram 3 anos pra sair apos o anuncio.
    Acho que Monster Hunter 3 pode ALAVANCAR o wii...resta esperar que a bigN tenha cabeça pra manter em alta.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. André, negativo digo eu hehehe. A Microsoft possui a plataforma mais barata de desenvolvimento e a mais flexível de todas - a programação de um jogo para a plataforma Xbox 360 é flexível para a plataforma PC e sua produção pode ter custo 0 com o XNA Game Studio que utiliza o C# como linguagem de programação.

    Uma pena não estar achando o artigo que li, mas em casos de jogos cross-platforms as third parties preferem produzir antes para o XBox 360 e em seguida portar para o PlayStation 3 e somente o Wii que possui uma arquitetura totalmente diferente dos demais consoles, o que exige vários ajustes na lógica de programação do jogo, o que gera mais custos

    ResponderExcluir
  7. André, quando eu disse no artigo sobre a ausência de games de peso, eu não desconsiderei MadWorld, mas não posso considerar The Conduit e outros jogos que nem sequer foram ainda lançados para o console, simplesmente porque não sabemos ainda se serão ou não jogos de peso.

    Além do mais, jogo de peso é aquele que gera uma grande expectativa antes de seu lançamento, e que mantém a fama após lançado, com altas vendas que consequenciam até mesmo as vendas do console, neste caso eu discordo mais uma vez quando você citou Dead Space, poxa vida, o game foi um grande título no 360, mas quando é feito um episódio para o Wii, eles mudam totalmente o estilo para um On Rail, e apenas mantém o nome para alavancar as vendas, é contra isso que direciono todos os meus argumentos, é justamente isso que tem feito o Wii ser alvo de preconceito dos gamers... os ports mal feitos que diminuem a qualidade de um título do Wii se comparado ao mesmo game em outro console.

    ResponderExcluir
  8. Sérgio,

    sob o ponto de vista mercadológico, sim, tu tens razão na medida em que o trinômio X-Box 360º x PS3 x PC oferece uma versatilidade com a qual o Wii não pode fazer frente, embora o lucro líquido dessas produções tenha que ser diluído. Portar um jogo para o Wii é realmente complicado devido às singularidades da plataforma.

    Mas pela produção do jogo em si (e aí eu não estou falando de ports), não, você não tem razão, uma vez que sendo jogos graficamente menos elaborados, exigem uma demanda de programação menor em cerca de 30%, segundo o que o próprio Reggie falou (e eu acredito).

    Ou seja, Sérgio, na sua argumentação você só considerou os ports, que obviamente elevarão os custos de produção final do game. Mas esse custo de produção para o port no Wii deve ser agregado ao valor final da produção do game como um todo. Quando o assunto é jogo feito exclusivamente para o Wii versus jogo feito exclusivamente para PS360•, a versão do Wii tem o custo menor.

    ResponderExcluir
  9. Rauali,

    realmente, não dá para comparar o peso de jogos como Madworld, The Conduit, etc. com os medalhões Resident Evil 5 e Street Fighter IV. É até covardia. Acredito, inclusive, que as recentes vitórias do PS3 no Japão sejam fruto do sucesso desses games, que sempre venderão milhões. Mas o Wii também não é esse hiato todo de bons títulos.

    Sobre o Dead Space Extraction, assim como você, eu também fiquei decepcionadíssimo quando soube que se trataria de mais um 'on rails' no Wii. Mais decepcionado ainda eu fiquei quando soube que o novo Resident Evil do Wii seria outro 'on rails'. Eu até gosto de on rails, mas para esses dois jogos a gente esperava alguma coisa próximo do que foi visto nas outras plataformas. Mas ocorre que a produção do Extraction tem revelado gratas surpresas como gráficos estupendos e jogabilidade diferenciada. Não será um jogo que você simplesmente atira o tempo todo. Haverão puzzles, emprego diferenciado das armas e outras coisas que me deixaram bem otimista quanto ao jogo. Acho sinceramente que Dead Space Extraction vai surpreender muita gente, inclusive eu e você.

    Quanto aos ports, Rauali, tenho observado que a crítica especializada (categoria na qual eu incluo você pelo ótimo nível do artigo publicado - embora eu discorde em alguma coisa) está formando um senso comum de que todo port é necessariamente ruim. Eu não penso assim. Sim, é claro que Dead Rising foi um fracasso nesse sentido, mas Dead Rising já era um jogo ruim no 360. Já o Call of Duty: World at War funcionou maravilhosamente bem, a ponto de eu preferir a jogabilidade diferenciada do Wii aos gráficos deslumbrantes do 360. Star Wars: The Force Unleashed (esse port do play 2) também funcionou muito bem, obtendo, inclusive, avaliação superior na maioria dos sites mais respeitados do mundo, novamente devido à jogabilidade única e exclusiva do Wii.

    Ou seja, ports, se realizados de maneira competente, podem ser boas opções no Wii. Eu sou mais um dos que gostariam de ver o Resident Evil 5 portado para o Wii. Se a Capcom conseguisse manter a pegada dos gráficos e da jogabilidade do RE4, ou seja, com gráficos satisfatórios e jogabilidade fenomenal, eu ficaria muito feliz, cara!

    ResponderExcluir
  10. Bah só quero meu muramasa logo ;p

    e o Donkey Kong J.B.

    ResponderExcluir
  11. André,

    agora sim chegamos a um consenso ;)

    ResponderExcluir
  12. Vai ser uma rasteira só nos gamers, certeza que será o wii fit plus.

    ResponderExcluir
  13. Se for falar do Zelda Wii eles estão certos

    ResponderExcluir

Disqus
Facebook
Google