Game Music

GameMusic – Nobuo Uematsu: O Gênio por trás das músicas que marcam gerações

em 19/11/2009

Bom, antes de começar este artigo, na verdade eu gostaria de iniciar com um convite: Vamos falar de música? / Let´s talk about music? To... (por Giuliano Mazzeo em 19/11/2009, via Nintendo Blast)

Bom, antes de começar este artigo, na verdade eu gostaria de iniciar com um convite:

Vamos falar de música? / Let´s talk about music?

Todos sabem que essa forma de expressão de arte é uma das práticas culturais mais comuns da humanidade, visto que não há um povo sequer que não tenha registrado uma determinada marca ou característica musical própria.

E dentro desse contexto, partimos na nossa jornada para trazer até vocês a obra de um dos compositores mais famosos de todo o mundo dos games, o grande mestre e criador: Nobuo Uematsu.

 

  • O Começo

Nobuo Uematsu nasceu em 21 de Março de 1959 na cidade de Kochi, Japão. Começou a se interessar por música ainda menino, durante sua infância Nobuo_Uematsuteve contato com os mais diversos tipos de shows e concertos, que aos poucos se tornariam uma de suas grandes fontes de inspiração, assim como Elton John e Pink Floyd. O primeiro instrumento com o qual se arriscou a tocar alguma coisa foi uma gaita e desde então, foi como se um mundo totalmente novo se revelasse para ele.

Sem uma educação formal no assunto, começou a produzir músicas de maneira descompromissada, apenas por entretenimento, em uma época em que compor para vídeo games era praticamente o mesmo que compor para o cinema ou a televisão, e sem a necessidade de ter uma formação profissional, entrou no mercado de games apenas por sua vontade em trabalhar com música.

Sua grande abertura profissional veio quando um amigo que estava desenvolvendo um jogo para a Square o convidou para desenvolver algumas músicas para o projeto, pouco tempo depois, Nobuo conheceria Hironobu Sakaguchi, criador da série “Final Fantasy”, que o chamaria para trabalhar junto com ele, no período em que a companhia ainda passava por certos momentos de instabilidade.

A partir disso parecia que a fórmula do sucesso havia sido descoberta, uma parceria que mudaria a história dos vídeo games havia nascido, mas só havia um problema, a Square passava por dificuldades inúmeras e quase teve que fechar as portas, até que surgiu uma última chance, uma última fantasia que viria a restaurar o equilíbrio da empresa.

 

  • Do Mais Fácil ao Mais Difícil

Quando Uematsu já havia composto todas as músicas do primeiro jogo da série “Final Fantasy” e pensado que sua participação no projeto estava terminada, Sakaguchi entrou em seu escritório e pediu para que ele criasse uma música para ele ali mesmo, visto que ainda era preciso uma introdução para o primeiro momento do jogo, e foi assim que nasceu a famosa introdução utilizada até hoje nos games da franquia.

 

Mas claro que Nobuo jamais imaginou que uma composição tão simples e criada em tão pouco tempo fosse fazer tanto sucesso e que serviria perfeitamente como tema para o título da série.nobuo-uematsu-2

Foram anos de evolução e trabalho duro, onde o compositor parecia se re-inventar a cada jogo lançado, até que chegamos a um dos grandes momentos na história dos games: “Final Fantasy VI” traria mudanças nunca antes pensadas no conceito de concepção de vídeo games, e para alguns, a trilha criada para este título é a obra prima que consagra Uematsu até os dias de hoje.

Porém, o mais difícil ainda estava por vir, pois como superar alguma coisa considerada perfeita? Foi com esse pensamento que Nobuo encarou a produção da trilha de “Final Fantasy VII” e declara que criar o tema chave do vilão Sephiroth foi um de seus maiores desafios profissionais, parece até ironia considerar que um dos personagens mais marcados de toda a série de jogos da franquia de RPGs mais famosa do mundo também seria aquele com uma música tão marcante e adorada pelos fãs, afinal estamos falando de “One Winged Angel” uma das primeiras músicas de batalha contra chefes que contou com a participação de um coral, o que para Uematsu, sempre teve uma grande influência no resultado final de suas composições.

 

  • Das Conquistas e Realizações Futuras

Não há dúvidas que Nobuo Uematsu, juntamente com Hironobu Sakaguchi hoje são referências mundiais quando se trata de criação de games de sucesso, o que pode ser ainda mais confirmado quando observamos a vasta lista de produção de Uematsu, por exemplo, que vão desde composições para cinema até os mais consagrados os temas para vídeo game, pois como não lembrar de performances tão marcantes e profundas como “Eyes on Me” ou “Melodies of Life”? Isso sem falar de sua passagem pelos mais diversos títulos produzidos para consoles da BigN como:

Famicom (NES)

SUPER Famicon (SNES)

GAMEBOY

     

- King's Knight

- Final Fantasy 4

- Saga (Final Fantasy Legend)

- Rad Racer

- Final Fantasy 5

- Saga 2 (Final Fantasy Legend 2)

- Jumpin' Jack

- Final Fantasy 6

 

- Suisho no Dragon

- Chrono Trigger

 

- Apple Town Story

- DynamiTracer

 

- 3D World Runner

- Gun Hazard

 

- Nakayama Miho no Tokimeki High School

   

- Tobidase Daisakusen

   

- Cleopatra no Maho

   

- Hanjuku Hero

   

- Square's Tom Sawyer

   

- Final Fantasy 1

   

- Final Fantasy 2

   

- Final Fantasy 3

   

GAMEBOY ADVANCED (GBA)

NINTENDO DS

Wii

     

- Final fantasy Tactic Advanced

- Final Fantasy 3 -

- Super Smash Bros Brawl

- Final Fantasy 1

- Final Fantasy 4 -

 

- Final Fantasy 2

- Final Fantasy Fables: Chocobo Tales

- Final Fantasy IV After Years

- Final Fantasy 3

- Blue Dragon DS

 

- Final Fantasy 4

- Chrono Trigger DS -

 

- Final Fantasy 5

- Away Shuffle Dungeon

 

- Final Fantasy 6

- Sakura Note

 
 

- Fantasy Life

 
 

Blue Dragon: Ikai no Kyojyuu

 

Atualmente Nobuo lidera um conjunto chamado Black Mages, que toca as músicas de Final Fantasy em versão Rock, isso sem falar das diversas preNProfile5miações e títulos que recebeu durante os últimos anos, sendo um dos mais importantes o prêmio "Innovators" pela revista Time na sua eleição dos top 100 em: "Time 100: The Next Wave - Music".

Neste ano o compositor completou 50 anos de idade, e foi lançado na internet um vídeo comemorativo exaltando 50 de suas produções artísticas e pode ser conferido aqui.

E agora, concluindo este e artigo após essa nossa passagem pelo vasto mundo da música de Nobuo Uematsu, espero que tenham gostado e fica a expectativa de que cada vez mais procuremos sempre valorizar o trabalho de produção de games, assim como todos os envolvidos nesses projetos, pois só assim poderemos de fato compreender suas verdadeiras intenções, influências e demais caracteríscas únicas que tornam os jogos cada vez mais especiais, tanto para quem os joga, como para aqueles envolvidos em sua realização. 

 


Um Ser puramente inquieto e em constante trasnformação, Graças a Deus!