Blast from the Past

Blast from the Past: Donkey Kong Country 2: Diddy’s Kong Quest (SNES)

Donkey Kong raptado? Diddy e sua nova, linda e rebelde namorada Dixie precisam resgata-lo das garras do famigerado Kaptain K. Rool, que p... (por Nivaldo Wesley em 26/02/2010, via Nintendo Blast)

dk2000Donkey Kong raptado? Diddy e sua nova, linda e rebelde namorada Dixie precisam resgata-lo das garras do famigerado Kaptain K. Rool, que pede como pagamento de resgate toda a reserva de bananas da familia Kong. Nosso amado gorilão está em cativeiro na inóspita Crocodile Isle, o lar dos temidos Kremlings. Conseguirão nossos herois cumprir esta árdua tarefa sem se perder enquanto comem bananas pelo caminho? Descubra por que essa pérola do Super NES é considerada por muitos um dos melhores, senão o melhor, jogo dos macacos já concebido.

  • O Império da Banana Contra Ataca!

dk2002O segundo capitulo da saga dos macacos mais amados da Nintendo  surgiu em 1995, no inicio do fim da era Super NES. Aproveitando os sucessos de Donkey Kong Country e Donkey Kong Land, Donkey Kong Country 2: Diddy’s Kong Quest trazia, além de gráficos inovadores pra época, uma jogabilidade alucinante, potencializada pelo modo de parceria muito bem aproveitado, onde dois jogadores seguiam a mesma jornada quase de forma simultânea, somado à uma trilha sonora que grudava como chiclete nos seus ouvidos enquanto você desbravava os oito mundos do jogo.

Desenvolvido pela consagrada Rare, a aguardada continuação de Donkey Kong Country contava ainda com os conhecidos itens de fases, como as letras do nome de “Kong”, que quando recolhidas lhe rendiam um balão de vida extra. Existiam, além desses, itens exclusivos não vistos no jogo anterior, tais como as gigantescas moedas DK, que contribuíam na porcentagem final da conclusão do jogo. Além disso existiam as Kremkoins, moedas especiais cunhadas com a face do Kaptain K. Rool, que quando recolhidas em certo número “compravam” uma fase extra no Lost World; e  claro, as Banana Coins, a moeda corrente entre os membros da familia Kong encontrados durante o jogo.

  • Amigo, coisa pra se guardar em um barrildk2001

Como Donkey Kong Country não seria a mesma coisa sem seus parceiros animais e suas habilidades únicas, esse jogo surpreendeu pela capacidade de se transformar em outros animais e sentir na pele o potencial, não só de velhos conhecidos, como novos e exóticos amigos. Confira abaixo uma lista com os nomes e habilidades de quem aparece pra te dar uma força:

  • Rambi: Nosso camarada está de volta e com o mesmo ponto forte, o chifre. Contando também com um novíssimo ataque especial, Rambi arrasa com qualquer Kremlings que esteja em seu caminho, além de destruir portas secretas e passagens subterrâneas encontradas durante as fases.dk2010
  • Enguarde: O peixe-espada também dá as caras. Enguarde só é encontrados em fases de água. Seu ataque especial lembra muito o de Rambi.Esse é o único parceiro do jogo que conta com ataques  de reflexo, isso é, se você se aproxima demais de algum inimigo, ele ataca sem necessidade do seu comando.
  • Rattle: Nosso novo parceiro animal veio pra substituir o sapinho. A cobra com corpo de mola possui a habilidade do super pulo, muito útil diga-se de passagem.
  • Squitter: Essa aranha que usa tênis All Star também é um companheiro novo. Possui duas habilidades, uma ofensiva e outra defensiva. Suas teias podem acabar com os inimigos a distância ou virar plataformas para se alcançar lugares altos.
  • Clapper: A foca possui as habilidades ddk2011e congelar a água ou transformar lava fervente em água fresca com seu hálito gelado. Não é um parceiro na ação, você não joga com ela, mas quebra muitos galhos durante a jornada.
  • Squawks: Outro antigo conhecido, nosso papagaio ajudou bastante sendo responsável pela iluminação nas fases escuras  enquanto ainda era um filhote. Veio para substituir de uma vez por todas aquele avestruz que planava, além de ter a habilidade de atirar pinhas em nossos inimigos.
  • Glimmer: Nosso último novo amigo, Glimmer é um peixe Absal que utiliza sua “lanterninha” para guiar nosso macaquinhos nas fases aquáticas escuras. O mais interessante desse peixe, e algo que foi cortado no port de GBA, é o reflexo de flash que sua luz faz.
  • As inovações não param por ai

A família Kong também cresceu, confira uma lista da árvore Kong deste jogo:dk2008

  • Cranky Kong: Nosso Donkey Kong original está no Museu do Macaco. Nesse local ele leva a risca a frase  “Se conselho fosse bom eu vendia!” e te vende conselhos sobre o jogo!
  • Wrinkly Kong: A  esposa de Cranky é a diretora do Colégio Kong. Está substituindo a  namorada de Donkey Kong, Candy. Com ela você salva seu progresso, mas também custa uma graninha.
  • Funky Kong: O mesmo Funky de sempre. Com seu planador ele pode te levar pra dar uma volta pelos locais que você já completou do jogo. Depois de pagar uma vez pelo serviço, ele passa a ser gratuito.
  • Swanky Kong: Levante a mão quem não lembra do Silvio Santos quando vê o sorriso desse Kong! Dono de um lucrativo Talk Show  em que você só não ganha dinheiro, mas rende muitas vidas extras.dk2009

Para guardar cada uma das oito diferentes áreas do jogo, contamos com os  seguintes chefes:

  • Krow: Chefe da área Gangplank Galleon, que faz ligação entre este jogo com o anterior, o corvo gigante fez seu ninho no mastro mais alto do navio de Kaptain K. Rool.
  • Kleever: Esta espada gigante é o chefe de Crocodile Cauldron, uma área infernal, com bastante lava pra queimar nossos herois.
  • Kudgel: Um Kremling musculoso que anda com uma clava, é encontrado no final da área pantanosa de Krem Quay.
  • King Zing: O viúvo da rainha abelha vencida no jogo anterior quer vingança. Invadiu a área Krazy Kremland que costumava ser um parque de diversões.
  • Kreepy Krow: O fantasma de Krow voltou para assombrar a área de Gloomy Gulch, uma floresta com uma antiga e mal assombrada biblioteca. dk2007
  • Kaptain K. Rool: Algum tipo de parente do King K. Rool, ou o próprio recuperado, esse capitão pirata é o algoz da vez de Donkey Kong. Mandou e seu exército pirata sitiar as outras áreas enquanto ele próprio ficou na  The Flying Krock, sua fortaleza voadora. Após derrotado ele tenta escapar por Lost World, mas seus planos são frustrados pelos nossos macaquinhos.

Estranhamente, a única área que não possui chefe é K. Rool's Keep, covardemente abandonada por K. Rool, essa área é o elo de ligação entre Crocodile Isle e the Flying Krock.

  • A jornada além da jornada 

dk2005dk2004

Além de contar com uma extensa lista de amigos animais diferentes, inimigos e chefes mais complicados e criativos, áreas repletas de desafios que arrancavam lágrimas quando vencidos e bônus escondidos dentro dessas áreas, esse jogo introduzia um novo e alternativo final,  visível apenas para aquele que completasse o Lost World e conseguisse nada menos do que as 40 moedas DK do jogo.  

Sendo absurdamente maior, melhor e mais difícil do que seu antecessor, Donkey Kong Country 2: Diddy’s Kong Quest é presença absoluta na biblioteca de games de qualquer um que possuiu o saudoso Super NES. Tantas novidades assim renderam um port em 2004 para GBA, fruto de muitas críticas, devido as suas alterações e queda de qualidade gráfica, já que a versão de GBA não contava com o fabuloso chip SuperFX. Mas seja como for, ele é um senhor game!


PATREON: patreon.com/sir_wesley666

Comentários

Google
Disqus
Facebook


  1. O melhor Donkey Kong Country na minha opinião!:D

    Finalizei mais de 10 vezes 100% desse jogo e ainda pretendo joga- lo de novo em breve!:D

    É uma pena que não tem mais a Rare para fazer Donkey Kong de qualidade pra Nintendo:((

    Ótimo texto sobre um ótimo jogo! Valeu Nivaldo!

    ResponderExcluir
  2. ATENÇÃO: Esse post fala sobre uma verdade que poucos no mundo sabem, mas que um humilde fã revoltado com a situação está revelando ela a todos vocês. Portanto, após lerem, reflitam bem antes de falar qualquer coisa!:D


    Há, e sobre o porque de a Nintendo não fazer Donkey Kongs como os que a Rare fazia, alguem sabe (pois mesmo a Nintendo tendo um modo de pensar diferente, dava para fazer um ótimo Donkey Kong, não acham?)?

    Pois bem! Eu sei a verdade! Lembram-se quando surgiu o PlayStation, com os revolucionários jogos de CD, e logo depois o Nintendo 64? Sim, Donkey Kong Country, lançado para SNES era um jogo de qualidade tamanha, que competia com o console da Sony, chegando até a roubar o lugar de Mario na época e se tornar um clássico!:D

    Mas, será que Miyamoto gostou de ver seu bigodudo
    ( Mario ), perder seu posto para seu rival, e ainda com um jogo feito por outra empresa ( Rare )?

    Claro que não! E a prova é tanto que logo depois que a Rare foi vendida a Microsoft ( obra de Miyamoto por debaixo dos panos ), só se faz jogos do DK que não chegam a agradar seus fãs ede certa forma ridicularizam seu nome. E antes era Donkey Kong que inovava a cada fase do jogo, e agora todas essas idéias foram para os jogos de Mario ( inclusive com algumas idéias vindas de Donkey Kong ). E Donkey Kong cada vez mais esquecido, ficando apenas a lembrança de seus bons tempos!:((

    Se não acreditam no que eu disse ,então pensem porque ninguem da Nintendo não se esforça para fazer um bom Donkey Kong? eles podem fazer isso, pois não tem tantos jogos bons de Mario, Zelda, Metroid e CIA?

    Pois bem, concluindo, eu acho que dificilmente teremos um novo Donkey Kong Country ( o que é uma pena ). E eu com tda sinceridade, preferia que a Nintendo vendesse o Donkey Kong pra Rare e seus jogos fossem feitos para o XBox 360 ( pois é melhor do que ver o que está acontecendo com ele ).

    Saudades de um Donkey Kong de verdade!:((

    ResponderExcluir
  3. Esse jogo me traz muitas lembranças boas. Pra mim, esse é um dos melhores jogos que já joguei. Ótimo texto.

    ResponderExcluir
  4. Sempre jogava com o Diddy (nesse e no DKC1 tbm)!!!

    E como o Mark disse, a Nintendo anda tratando mal o gorila + amado dos games!!! Restringindo-o a colocá-lo apenas em Spin-Offs do Mario, games musicais e games de corrida (Barrel Blast)!!!

    Queria muito um Adventure do DK no Wii!!! Nem q seja por meio de uma parceria (como a do novo Metroid), mas o DK tem q ganhar um jogo decente no Wii!!!

    ResponderExcluir
  5. Mark so me explica uma coisa pq o miyamoto iria sabotar um personagem q ele proprio crio? :-/

    gostava muito dos jogos antigos do Donkey Kong agora a q a nintendo não tem mais a rare ela fico sem ideias pra fazer uma nova aventura do macacão

    ResponderExcluir
  6. Mark não fale besteiras x(, como o angelo falou pq o miyamoto iria destruir um personagem que ele proprio criou.
    Além disso pq o miyamoto não fez o mesmo com zelda, metroid e pokemon que rivalizam tranquilamente com o bigodudo em popularidade.
    Mas gosto de DK e espero que volte a ter bons jogos(de preferencia no DS:D)

    ResponderExcluir
  7. Simples!

    O jogo Donkey Kong ( um dos primeiros jogos da história a apresentar personagens e enredo ), apesar de o jogo levar o seu nome, as atenções eram voltadas ao bigodudo herói ( Mario que antes se chamava Jumpman, eu acho ), e para a princesa a qual precisavamos resgatar ( que mesmo tendo um nome diferente, ela é a Peach no final ). Ele era apenas um vilão que foi feito para ser vencido no final, que levava o nome de Donkey ( burro ) pois Miyamoto queria mostrar a estupidez do macaco ( você pode confirmar sobre o nome Donkey na Wikipedia ).

    Porém, esse jogo deu origem ao maior mascote da Nintendo, o famoso Mario ( super mario bros ) ! E a princesa tambem continuava no jogo, mas o vilão foi trocado por uma tartaruga gigante cospidora de fogo ( Bowser ). Donkey Kong continuou a ter outros jogos, mas eram simples jogos de arcade.

    Miyamoto tinha um grande apreço pelo Mario, mas pelo Donkey acho que é mais difícil dizer se ele tinha o mesmo, já que ele preferia dar 100% de sua atenção a Mario e Zelda.

    E como eu disse no meu post anterior, quando a Rare fez o Donkey Kong Country, mesmo com a existência do Playstation, o SENS ainda brilhava, e o DK chegou a tomar o lugar de Mario na época. Ver um personagem que no passado não havia dado mais importancia superar o seu preferido e ainda por cima ter se tornado herói e ícone dos jogos pode não ter agradado muito Miyamoto.

    A Rare fazia um exelente trabalho com Donkey Kong, mas a Nintendo e o próprio Miyamoto tambem poderiam fazer.Agora me expliquem, porque ninguem se esforça mais pra fazer um Donkey Kong decente já que ele é tão famoso no mundo dos games e obviamente seu jogo iria vender milhões? Não acham que isso é sem sentido? Pra mim dava para eles se esforçarem SIM e fazer um exelente jogo do gorila mais amado do mundo dos games.

    E EduKurosaki, Miyamoto não fez o mesmo com Zelda pois era tambem uma criação dele que ele apreciava muito. Se foi ele que fez ( personagens e jogos ) não tem problema. Metroid, como você disse nunca roubou o lugar de Mario, apenas competia de igual para igual. E Pokémon ajudou a Nintendo nos seus momentos de crise ( com a venda de jogos nos portáteis, o desenho e outras infinidades de produtos infantis ) e se não fosse a marca Pokémon, talvez o destino da Nintendo fosse o mesmo da SEGA. Quando surgiu Donkey Kong, a Nintendo ainda não estava em crise. O DK roubou o lugar de Mário, e ele era uma criação que Miyamoto não dava a mesma importancia que dava ao bigodudo e que, um jogo feito por outra empresa o transformou em herói e ícone dos games, e apresentava coisas melhores que os jogos de Mario, como inovações a cada fase, gráficos bem superiores e tambem tinha uma grande diversão, unida a dezenas de personagens carismáticos.

    Complementando, realmente seria bom que a Rare voltasse para a Nintendo, pois além de Donkey Kong, tambem teriamos Perfect Dark, Conker, Banjo Kazooie, Killer Instin, entre outros. Mas não é legal ver o que está acontecendo com o Donkey Kong. Miyamoto ou a própria Nintendo tambem poderiam fazer um bom trabalho. Mas porque não fazem?

    Saudades da Rare!:((

    ResponderExcluir
  8. Acredito que a Big N está tentando desvincular a imagem do macaco com uma imagem de "mocinho" ou "bandido".É injustiça falar que não existem ótimos jogos com o título Donkey Kong.MarioXDonkey Kong é um ótimo título,Donkey Konga e os outros também são, só não são títulos do genero aventura, mas não deixam de ser ótimos e divertidos.Não esqueçam do Metroid, que ficou engavetado toda era 64bits pra ganhar um Senhor Revival com Metroid Prime, e se os rumores se confirmarem, ainda veremos outro grande sucesso em breve, estou falando de Kid Icarus.

    ResponderExcluir
  9. eu sempre gostei desse game mas na epoca em q eu jogava SNES (ainda nao sabia o que era mario ou donkey kong)eu preferia jogar super mario world pois nao sei porque mas era isso.

    pra mim a rare nao saiu da nintendo por causa disso ate acredito em brigas internas e tal mas nao acho q foi uma ''sabotagem'' de myamoto foi uma coisa q sinplesmente aconteceu.

    ResponderExcluir
  10. Kaptain K. Rool: Algum tipo de parente do King K. Rool, ou o próprio recuperado.

    nao faz sentindo nenhum ele ser parente do King K.Rool, pois quando enfrentamos ele, ele se vinga, desferindo ataques em DK com a espingarda, ou seja, é o mesmo K.Rool só muda os Disfarces... ex: DK64, onde ele aparece de King, vemos fotos em um fase do Kaptain e lutamos contra um Boxeador!..

    só os "disfarces" e um novo "nome" que mudam.

    ResponderExcluir