Enquanto Isso: Deveria a Nintendo se preocupar com a Xbox Live no Windows Phone?

Já faz tempo que ouvimos murmúrios sobre a Microsoft entrar no mercado de portáteis para competir diretamente com o Nintendo DS e o PlaySta... (por Filipe Gatti em 22/08/2010, via Nintendo Blast)

xboxlive1 Já faz tempo que ouvimos murmúrios sobre a Microsoft entrar no mercado de portáteis para competir diretamente com o Nintendo DS e o PlayStation Portable (PSP). Em fevereiro houve o primeiro anúncio de que o sistema da Xbox Live faria parte da próxima geração de smartphones com o sistema operacional Windows.

Mas não foi até essa semana, durante a gamescom na Alemanha, que houve uma demonstração definitiva sobre o assunto, e deu o que falar.

Caso você ainda não esteja a par da situação, é bastante simples: a Microsoft mostrou que os próximos smartphones com sistemas operacionais Windows terão acesso a Xbox Live. Com isso, poderão acessar seu Avatar, verificar conquistas, comparar highscores com os amigos, entre muitas outras opções. Mas é claro que o principal está nos jogos que serão lançados para a plataforma, poderemos contar com títulos de grandes franquias como Halo, Crackdown, Star Wars, Guitar Hero, Castlevania, e assim por diante. Foram cerca de 60 títulos anunciados para lançamento em conjunto com o serviço, então é plausível esperarmos uma boa gama de jogos para a plataforma.

Apesar de estar competindo mais com o iPhone e smartphones Android do que propriamente com os consoles portáteis, a Xbox Live para celulares promete ser forte concorrente. “Seremos o único celular que possui um estúdio de desenvolvimento de jogos interno dedicado,” disse Matt Booty, gerente geral do Windows Mobile 7. “Os mesmo estúdios que produzem estes jogos (de Xbox 360), farão também as versões para celular.”

xboxlive3 Eis que finalmente a Microsoft entra no mercado de portáteis, mas será que isso é realmente uma ameaça para as concorrentes, e principalmente para a Nintendo?

Ainda é difícil visualizar como a Nintendo pode ser prejudicada com esse lançamento. Está claro que o foco principal são os utilizadores de outros smartphones, e não os atuais donos de outros portáteis, mas também não podemos negar o potencial da Xbox Live: a lista de 60 títulos anunciados para o serviço é apenas um “gostinho” do que está por vir – palavras de Kevin Unangst, um dos chefões da empresa.

Particularmente falando, não sinto uma grande ameaça de início, mas o serviço ainda não foi lançado, e tudo que se obtiveram informações foram de versões beta, ou seja, ainda há o que mudar.

A Xbox Live no Windows Phone 7 pretende atingir um outro público, e na questão gamer, ainda atinge a parcela muito mais casual – cuja qual a Nintendo já lidera há tempos e com folga.

Claro que a sincronização de perfis do Xbox 360 com o celular também é um grande atrativo – ainda mais para quem já possui o console da Microsoft –, e a empresa terá o apoio de grandes estúdios de desenvolvimento com franquias de peso, o que também é de se levar em conta.

Mesmo assim, o nicho de portáteis é algo que a Nintendo entende há décadas, e a Microsoft está apenas começando, portanto, há muito ainda para se aprender até chegar num patamar similar ao da Nintendo.

E você, acha que a Nintendo deve se preocupar com seu mais novo concorrente?

xboxlive4 xboxlive6


Escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google
Disqus
Facebook


  1. Se a Nintendo quiser, ela pode muito bem coloca a função de
    celular no seu 3DS, aí não tem xbox-live em celular que segure.

    ResponderExcluir
  2. A Nintendo deve não dar mancadas e murros em ponta de faca, pois ai sim voltará a ser sinonimo de videogame!

    ResponderExcluir
  3. Jamais, a Nintendo tem uma grande historia nos portáteis, nunca que um iniciante vai superar uma empresa que lida com isso a anos.

    ResponderExcluir
  4. Se depender de mim ela nem precisa se preocupar, tenho Iphone e é um lixo jogar nele, só tem gráficos e mais nada.

    ResponderExcluir
  5. Eu acho uma idiotice, e tentativa de causar, fazer esse tipo de comparação. E hoje em dia é cada vez mais comum isso acontecer.
    Primeiro, celulares não competem com video games, um está no ramo de entretenimento o outro no de telecomunicações, cinema e música tem muito mais de chance de acabar com os video games que um celular.
    Segundo, a Nintendo sabe disso. Iwata várias vezes já disse que não compete com a Apple, ele já chegou a usar seus produtos em público.
    Celular com jogos, não passam disso, um gadget com algo a mais. Poucos os compram por isso.
    Agora video games, não importam se são portáteis, de mesa, salão... que seja, competem entre si.

    ResponderExcluir
  6. Bom vocês não sabem o que dizem.
    Irei dar um exemplo.

    Ps3 VS Xbox 360.

    A Microsoft entrou no mercado desta mesma forma, sem levantar alardes.
    Hoje já é mais forte e muito e muito mesmo melhor do que o PS3.
    A Xbox live Supera e muito a PSN do PS3.
    A Nintendo tem que se preocupar sim.

    Nunca, jamais subestime a Microsoft.

    Quando eles entram numa briga é para ganhar.

    ResponderExcluir
  7. Bah,M$ foi ownada na E3 pelo 3DS,se não pode falar nada,voce ai de cima!

    ResponderExcluir
  8. Eu acho que a Nintendo não deveria se preocupar com isso, é só um celular com funções a mais ¬¬
    Celular deixou de ser o que era...

    ResponderExcluir
  9. Itouch da Microsoft -_- soh a nintendo inventa , o resto copia

    ResponderExcluir
  10. A Microsoft não está entrando no mercado de portáteis, e sim no mercado de telefonia. A intenção dela não é competir com o DS ou PSP, mas bater a Apple e seu Iphone. São coisas bem distintas

    ResponderExcluir
  11. Essa notícia pode até ser preocupante, mas acho que a Nintendo deve fazer a mesma coisa que sempre fez: não se abater.
    A SONY é um exemplo negativo disso: sempre que um concorrente faz sucesso com um novo produto, a SONY critica. Depois de um tempo, lança um semelhante (se não, igual) ao produto original, dizendo que estão inovando. Isso é medida de amador.
    Mas o que o Alveni falou tá certo. Até porque isso vai ser mais útil pra quem tem um XBox.

    ResponderExcluir
  12. Tenho um blog específico sobre o gênero (jogos para celular)

    E posso afirmar que não é para a Nintendo se preocupar. Pois a maioria dos jogos anunciados pela M$, ou são conversões das versões do iPhone ou são jogos simples em java.

    Resumindo, a investida da M$ no mercado de jogos para celular, será um item agregador do mesmo e não interferirá tanto no mercado portátil como a apple fez. (que também não foi muito)

    ResponderExcluir
  13. Antes de qualquer coisa: "cuja qual" não existe.

    Sobre a matéria em si: a Nintendo NÃO precisa se preocupar. Como já disseram anteriormente, são mercados completamente distintos. O pessoal tem que começar a pensar mais no lado dos NEGÓCIOS antes de escrever matérias como essa...

    ResponderExcluir
  14. @Marcos Roberto ERRADÍSSIMO! A rede online da M$ não é Mil vezes melhor do que a da Sony, ou então as discuções nos fóruns não seriam tão grandes. Além disso, a Microsoft fez uma reforma GERAL no console, o 360 é 90% diferente do outro, 10% representam MÍNIMOS detalhes. Então sim, ela levantou alardes. Além disso, a Sony sim deu mancada no início da geração, mas atualmente, está fazendo mais sucesso do que a Microsoft. Ela fez um console pensado no futuro, ao contrário da Microsoft, que fez algo barato para criar uma "massa" de pessoas sobre o seu console, e atraiu público com baixos preços. E com rede online "completa" E a Nintendo, nem precisa falar muito, dá um banho em AMBAS Sony e M$. Mais um detalhe, já ouviu falar em PSN+, e sabia que os preços da XBox Live vão aumentar em novembro? Sabia também que a PSN é MUITO maior do que a Xbox Live, e pode ser acessada em PC'S, PSP'S, PS3's e até televisores BRAVIA? =)

    ResponderExcluir