Vem aí

Prévia: Donkey Kong Country Returns (Wii)

O nome Donkey Kong Country, para muitos jogadores, não desperta somente lembranças, traz também sentimentos. A série de plataforma origin... (por Marcelo Vasques em 02/09/2010, via Nintendo Blast)

O nome Donkey Kong Country, para muitos jogadores, não desperta somente lembranças, traz também sentimentos. A série de plataforma original para o SNES foi responsável por um dos maiores sucessos do console, estabelecendo o já conhecido gorila como mais um personagem icônico da Nintendo. Depois da venda da Rare para a Microsoft, entretanto, a franquia pareceu não ter mais chances de voltar a ver a luz do dia. Contudo, a Retro Studios pensou diferente e, com Donkey Kong Country Returns, pretende reviver os elementos clássicos dos jogos originais. Proteja suas bananas, pois a selva não está para brincadeira.

dk9 A surpresa surgiu na E3 2010, quando Reggie Fils-Aimé apresentou o primeiro trailer de Donkey Kong Country Returns no palco. Poucos esperavam pela notícia, e a aparência do que foi visto só serviu para aumentar ainda mais a satisfação do momento: a releitura da clássica franquia demonstrou no telão uma preocupação com os jogadores fiéis da Nintendo, já que muitos aspectos vindos direto do SNES estavam presentes no vídeo. Isso se tornou um dos pontos principais do novo jogo, uma homenagem às raízes, enquanto a pressão de se equiparar aos originais determinou outra meta a ser atingida.

dk5 Elementos nostálgicos deverão garantir uma boa dose de diversão aos conhecedores da série, por isso não se surpreenda ao jogar mais uma vez as desafiadoras fases nas minas escondidas no meio da selva, com direito a vários buracos nos trilhos de metal, muitos pulos sem sucesso e inimigos em carrinhos contrários ao seu. Outro retorno importante será das irritantes letras formadoras da palavra “KONG”, que, escondidas em locais difíceis de encontrar em cada nível, garantem, todas juntas, vidas extras ou outros bônus.

dk11 dk7 dk10

Apesar de tudo, as letras ficam em segundo plano quando o assunto é coletar itens. Presentes aos montes nos cenários, exigindo saltos e velocidade, as bananas são responsáveis por vidas extras e muitas mortes, além de darem um ritmo mais lento às fases, caracterizando o quesito de exploração. Pegar todas não é fácil e exige paciência. Muitas vezes, no entanto, a tarefa ganha uma ajuda dos animais amigos dos Kong, como Rambi, o conhecido rinoceronte da série, que já tem seu retorno confirmado. 

dk2 Contudo, Donkey Kong Country Returns também traz suas próprias novidades. Fases com novas temáticas, por exemplo, serão fáceis de encontrar, ao contrário dos níveis subaquáticos, que não estarão presentes no jogo. Uma que merece destaque, aliás, apresenta somente as silhuetas dos personagens, influenciados pelo belíssimo pôr-do-sol ao fundo. Os chefes também mudaram, ao contrário dos Kremlings originais, e agora se caracterizam em Tikis do mal, sendo responsáveis pelo roubo das bananas de Donkey, fato que gera o enredo do game.   

dk12O jogador, mais uma vez, a exemplo do título estreante da franquia, tomará o controle de Donkey e Diddy Kong, o sobrinho do gorila principal. Diddy, mais ágil e mais esperto, será o personagem secundário, e irá contar com algumas facilidades, como suas duas pistolas, conhecidas como Peanut Pop Guns. Uma segunda pessoa pode, ainda, a qualquer momento, assumir o comando do macaco, o que introduz uma novidade do game: tanto o jogador principal quanto o outro jogarão ao mesmo tempo, contrariando os primeiros jogos da franquia, no melhor estilo New Super Mario Bros. Wii.

dk1A Nintendo não esqueceu de seu público casual, por isso, apesar da dificuldade considerável do título, incluiu possibilidades que facilitam a vida do segundo jogador, como o jetpack de Diddy, que é de ajuda substancial na hora dos pulos mais complicados, ou, ainda, a alternativa de pegar carona nos ombros de Donkey para somente assistir enquanto seu amigo passa por maus momentos pulando de um cipó a outro. Porém, caso ele morra, é possível sacrificar um balão de vida individual para retornar ao jogo, mas o Kong sobrevivente deverá estourar um barril que abriga o companheiro na tela.

dk3 dk6 dk8

O comando dos primatas será por meio de duas formas distintas de controle: enquanto a padrão irá fazer uso do Wiimote em conjunto com o Nunchuk, sendo os dois segurados na vertical, a mais tradicional exigirá que o Wiimote seja utilizado na horizontal, apelando para o aspecto clássico do game. Ambas as maneiras, todavia, estão adaptadas às mudanças trazidas pelo Wii, e exigirão movimentos com os controles para fazer os personagens atacarem sem sair do chão. 

dk4 Uma grande contribuição de Returns para a série será o aspecto gráfico que mistura elementos 3D com a forma de visão bidimensional do gênero plataforma, sendo responsável por diferentes interações visuais. Um barril, por exemplo, pode acabar atirando Donkey para o fundo do cenário, no qual um caminho com percurso distinto apresenta outros obstáculos, além de mais bananas. Haverá ainda, em momento determinados, a possibilidade de mudar o ângulo de visão, caso uma superfície de difícil acesso comece a incomodar, ou até mesmo impedir o prosseguimento do game. 

Donkey Kong Country Returns tem excelentes chances de fazer jus à franquia que pretende reintroduzir ao mundo dos videogames. Se o título conseguir transmitir a sensação de se jogar um dos clássicos para o SNES, a Retro Studios terá feito um excelente trabalho, mas se for capaz de manter o sentimento nostálgico em homenagem aos antecessores, a empresa terá captado o espírito da selva. Vá despertando seu lado primata, pois dia 21 de novembro os animais estarão à solta, prontos para executar seu esperado retorno. 


Escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google
Disqus
Facebook


  1. o ultimo dk lançado pra game cube foi um desastre!!!! espero que este seja como nos velhos tempos, estou aguardando o lançamento!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Só gostaria que tivessem fases na água, eu gostava...

    ResponderExcluir