Blast from the Past

Blast from the Past: Super Mario RPG (SNES)

Não é fácil adaptar uma série que já está fortemente consolidada em um gênero a um outro completamente diferente como, por exemplo, cr... (por Daniel Moisés em 16/11/2010, via Nintendo Blast)

007

Não é fácil adaptar uma série que já está fortemente consolidada em um gênero a um outro completamente diferente como, por exemplo, criar um RPG a partir de um jogo de plataforma. Se não feito com muito cuidado, corre-se o risco de decepcionar muitos fãs da série (estou olhando pra você, Sonic Chronicles: The Dark Brotherhood). Em 1996, Super Mario era a definição mais pura que existia de um jogo de plataforma. Afinal, o primeiro Super Mario Bros. para o NES foi o jogo que estabeleceu os padrões para praticamente todos os demais jogos de plataforma que o seguiram e a série conseguia se superar a cada continuação, culminando nos aclamados Super Mario World e Super Mario World 2: Yoshi’s Island, no Super Nintendo.

Sim, o encanador participava de algumas atividades extras de vez em quando, como corrida de karts e variações de Tetris, mas todos imaginavam que a próxima grande aventura de Mario só poderia ser de uma maneira: correndo de um lado para o outro da tela, pulando sobre tartarugas e Goombas e obtendo diferentes poderes para atingir o final de cada fase. Grande foi a surpresa de muitos, portanto, quando a nova aventura de Mario no Super Nintendo foi lançada, não como um "Super Mario World 3", mas sim como Super Mario RPG: Legend of the Seven Stars. Eu me lembro até de ficar decepcionado ao ver o jogo, porque - estando então eu na minha infância - achava que jogos de RPG eram muito chatos. Afinal, para uma criança, como é que jogos cheios de números, batalhas estratégicas e histórias complexas poderiam sequer competir com a diversão pura que eram os jogos de plataforma?

Só a idéia de um jogo de RPG já parecia sem graça demais para mim, então nem sequer os jogava. Mas, neste caso, tratava-se de um jogo do Mario e era impossível que um jogo do Mario não fosse bom (afinal de contas, eu até me forcei a acreditar  que Mario is Missing era bom). É claro então que eu não duvidei e joguei. O que eu e muitas outras pessoas descobriram em Super Mario RPG: Legend of the Seven Stars não era apenas um dos melhores RPGs já lançados até hoje, mas também um dos melhores jogos do encanador bigodudo.

O Elemento Mario

Se alguém colocasse o cartucho de Super Mario RPG com medo de encontrar um mundo completamente diferente daquele que já havia sido estabelecido pelos jogos anteriores, esta pessoa seria logo tranqüilizada por uma bela e animada animação introdutória com clipes curtos do jogo que mostravam o herói lutando contra Goombas, Koopa-Troopas, pegando moedas e estrelas, entrando em canos, contracenando com Yoshis, Toads, Peach e Bowser... enfim, mostrando que aquele jogo era, sim, um RPG, mas aci ma de tudo, era um jogo digno de levar o nome de Mario no título.


O Elemento RPG super-mario-rpg-2

Produzido em cooperação com a Squaresoft (hoje Square-Enix), a empresa responsável por obras primas do RPG como Final Fantasy e Chrono Trigger, Super Mario RPG veio também como um prato cheio para quem gosta do gênero. O jogo segue a linha tradicional de batalhas por turnos, mas uma grande diferença com relação a outros jogos, como os da série Final Fantasy, é que as lutas não são iniciadas randomicamente. Ao invés disso, os inimigos ficam visíveis nos mapas e a luta só começa quando Mario entra em contato com um deles. Aliás, quando Mario obtém uma estrela, basta tocar um inimigo para derrotá-lo instantaneamente, sem nem sequer entrar na tela de batalha. Outra grande novidade introduzida pelo jogo foram os chamados "Timed Hits". Quando atacando um inimigo, durante as batalhas, se o jogador pressionar um botão no momento certo, o ataque fica mais forte e causa mais dano. O mesmo pode ser feito ao ser atacado por inimigos, pressionando o botão na hora certa para se defender e sofrer menos dano. Com isto, as batalhas são muito mais dinâmicas e menos monótonas. 

super-mario-rpg-menu-screenshot Todos as outras características de um RPG tradicional também podem ser encontradas em Super Mario RPG: pontos de experiência para aumentar de nível, poderes especiais, itens, armas e equipamentos, vários personagens e chefes enormes e poderosos. A trama por trás do jogo é complexa e cheia de revira-voltas, mas tudo foi feito levando em consideração o universo da série Super Mario. O resultado é uma história envolvente, mas constantemente engraçada e divertida.


A História

super-mario-rpg-screenshot-princess-toadstool-introA história inicia-se da maneira como qualquer bom jogo do Mario deve começar : com o terrível Bowser raptando a pobre princesa Peach e com o herói narigudo correndo logo atrás. Em seguida, o jogador entra no controle e é atingido pela primeira grande surpresa com relação à história ao ver que o jogo começa, logo de cara, na porta do castelo do Bowser. Basta passar por algumas poucas salas e enfrentar alguns poucos inimigos para dar de cara com o arquiinimigo de Mario, coisa que em jogos anteriores só acontecia depois de percorrer muitas fases e mundos enormes. Depois de uma breve batalha e quando parece que mais uma vitória de Mario já está garantida, o castelo todo começa a tremer e uma espada gigante cai do céu e atinge o castelo. O impacto da espada lança Mario, Peach e Bowser para fora do castelo, cada um em uma direção diferente. Mario parte rapidamente para mais um resgate da princesa, mas logo descobre que está metido em uma enrascada maior que as que está acostumado. A espada gigante que caíra no castelo de Bowser é, na realidade, Exor, integrante de uma organização chamada Smithy Gang, vinda de outra dimensão. Liderada por Smithy, o plano da organização é tomar o castelo de Bowser e usá-lo como base de operações durante a dominação do mundo de Mario, com a ajuda de seus súditos e das armas fabricadas em sua dimensão. Acontece que, durante a invasão, Exor acabou destruindo a Star Road, que é responsável por realizar os desejos de todos os habitantes do mundo do Mario. Naturalmente, a impossibilidade dos 687901-super_mario_rpg___legend_of_the_seven_stars.045_superdesejos se tornarem realidade é muito conveniente para o plano de dominação do mundo de Smithy. Entretanto, se os sete pedaços da Star Road destruída (chamadas de Star Pieces), que se encontram espalhadas por diversos cantos do mundo de Mario, forem reunidas novamente, a Star Road poderá ser restaurada, junto com seu poder de realizar desejos. Nosso herói encanador deve, então, correr para juntar as Star Pieces e,  é claro, destruir Smithy e sua gangue, antes que seja tarde demais.

Os personagens

Mario não está sozinho na sua missão de salvar o mundo. Mais quatro personagens se unem ao time, cada um com suas habilidades e características:

Mario RPGMario
O protagonista da história, que dispensa introduções, tem uma ótima  performance durante as batalhas, usando armas como martelos, cascos de tartaruga ou as próprias mãos para atacar, além de seus poderes especiais, que incluem pulos e bolas de fogo.


Mallow Mallow
O primeiro aliado a se juntar a Mario é uma espécie de menino-nuvem chorão.  Por ter sido criado por um sapo, acredita ingenuamente ser um girino (não vou contar muito da história, mas não é de se surpreender que a sua antecedência anfíbia é logo revelada como mentira). Atacando com os próprios punhos ou até com pratos musicais, Mallow não é muito forte fisicamente, mas em compensação pode ser bem útil nas batalhas invocando os poderes da natureza como trovões e chuva.

Geno Geno_SMRPG
O terceiro integrante do grupo é um guardião da Star Road e é ele quem revela  a Mario a importância de recuperar as Star Pieces e restaurar o poder de realizar os desejos das pessoas. Por não possuir uma presença física, o guardião usa como corpo um boneco de madeira de um personagem chamado Geno e, como seu nome verdadeiro é impronunciável pelas línguas terrestres, acaba adotando também o nome do boneco. Em batalha, Geno é extremamente forte, com ataques e poderes especiais de seu "braço-canhão".

Bowser Bowsersmrpg
Causando provavelmente a maior surpresa do jogo para os fãs da série,  Bowser, o rei dos Koopas, pela primeira vez se alia a seu eterno rival Mario, com o único objetivo de recuperar seu castelo, tomado pela Smithy Gang. Não possui tantas habilidades especiais quanto os demais, mas por outro lado é o personagem mais forte de todos, atacando com suas garras ou atirando Chain-Chomps e até o próprio Mario contra os inimigos.

Toadstool SMRPG_Peach
A princesa Peach - chamada, neste jogo, de princesa Toadstool, é a última integrante do grupo e mostra que ela pode ser mais do que uma dama indefesa. Usando tapas e sua sombrinha, é a mais fraca do grupo, mas seus poderes especiais são muito úteis para curar os aliados e abaixar a guarda dos inimigos. 

Além dos principais, há muitos outros personagens inesquecíveis em Super Mario RPG, como os Axem Rangers (um grupo de cinco integrantes da Smithy Gang, cada um de uma cor, parodiando os Power Rangers), Booster (um ser estranho descendente de uma família de loucos e que rapta Peach para se casar com ela, resultando em um dos momentos mais engraçados do jogo), Yoshi e Boshi (seu rival de corridas) e muitos outros.

AxemRangers_SMRPG

As continuações


Quatro meses depois do lançamento de Super Mario RPG, a Nintendo lançou o Nintendo 64. Com ele, vieram tempos difíceis para os nintendistas amantes de RPG. A gigante do gênero, Squaresoft, até então forte aliada da Big N, viu mais futuro no PlayStation, console concorrente desenvolvido pela Sony, pelo fato de usar CDs no lugar de cartuchos. Esta "briga" entre a Nintendo e a Squaresoft não só gerou uma escassez de bons RPGs no Nintendo 64, como também tornou impossível qualquer seqüência direta de Super Mario RPG, por questões de direitos autorais. Mesmo assim, a Nintendo deu continuidade, por conta própria, às aventuras de Mario no gênero RPG. Mesmo não sendo seqüências propriamente ditas do jogo do Super Nintendo, a jornada de Mario em busca das Star Pieces ajudou a dar a origem a duas séries que, por sua vez, receberam várias continuações:

Paper Mario papm64004
O segundo RPG do encanador foi o jogo Paper Mario, lançado para o Nintendo  64 em 2000, que inovou colocando o encanador em um mundo feito de papel e que apresentava gráficos muito bonitos para a época. Houve uma continuação no Game Cube, com Paper Mario: The Thausand-Year Door (2004) e no Wii, com Super Paper Mario (2007), sendo que este último se distanciou do gênero RPG e voltou mais para o estilo plataforma original. Apesar de terem pouca coisa a ver com o Super Mario RPG, todos tiveram boas recepções, devido aos belos gráficos, à jogabilidade divertida e as maneiras sempre muito criativas com que os cenários e personagens feitos de papel eram utilizados.

barrel_mario_luigi_gba_ss01 Mario & Luigi
No mundo dos portáteis, o primeiro RPG estrelando Mario foi lançado em 2003, com o título Mario & Luigi: Superstar Saga, no qual, como o nome indica, nosso herói recebe a ajuda de seu irmão gêmeo Luigi. O jogo, que tinha um estilo que se assemelhava muito mais ao Super Mario RPG, foi extremamente bem recebido. Duas continuações, igualmente divertidas e sempre muito engraçadas, foram lançadas para o Nintendo DS: Mario & Luigi: Partners in Time (2005) e Mario & Luigi: Bowser’s Inside Story (2009).

Apesar de todos estes jogos RPG do Mario terem se originado do Super Mario RPG e até compartilhem semelhanças (como os Timed Hits, por exemplo), nunca houve uma sequência direta da aventura no Super Nintendo. Muitos fãs ainda sonham que tal continuação venha a existir algum dia e, com ela, personagens como Mallow e Geno. Agora que a Square-Enix voltou a produzir jogos para a Nintendo, este é um sonho que até poderia ser possível. Entretanto, nada foi dito ainda e nem rumores existem. Só resta sonhar mesmo.

Atualmente, Super Mario RPG: Legend of the Seven Stars está disponível para download no Virtual Console do Wii. Portanto, é uma perfeita oportunidade para fãs de RPGs e/ou de Mario que nunca jogaram este clássico, ou para os que já jogaram, mas querem relembrar este tão divertido jogo. 

Você sabia que...

…que "Super Mario RPG 2" quase existiu? 


Originalmente, o jogo Paper Mario para Nintendo 64 se chamaria Super Mario RPG 2. Entretanto, devido aos desentendimentos com a Squaresoft e questões de direitos autorais, o título teve de ser alterado.

ss_smrpg2_pt
…que Luigi não ficou completamente de fora?

Embora tenha ficado fora da ação do jogo, Luigi não foi esquecido de todo. Em  Star Hill (um lugar onde é possível ver os desejos das pessoas), há um desejo que não deixa dúvidas quanto a quem o fez: "Queria ser um grande encanador, como meu irmão Mario!". Além disso, Luigi aparece nos créditos finais, liderando o desfile de personagens.

64
…que é possível ver Mario em sua versão 8 bits?

Em Booster Tower, se Mario passa por trás de uma certa cortina, ele se transforma temporariamente na sua versão 8 bits, de Super Mario Bros. para o NES.

SMRPG_2DMarioBros
…que Link e Samus fazem aparições no jogo?

Se Mario se hospeda no hotel de Rose Town, logo depois de derrotar Bowyer no Forest Maze, ao acordar, Link (da série "The Legend of Zelda") estará deitado na outra cama, dormindo. Se Mario visitar o quarto de hóspedes do Castelo Toadstool depois de derrotar Yardovich e antes de ir para Land’s End, encontrará Samus (da série "Metroid") dormindo na cama e, se conversar com ela, ela dirá que "está descansando para enfrentar Mother Brain".

mrpg21aSamus--article_image
 
…que há também referências ao Star Fox e F-Zero?

Nas cavernas de Barrel Volcano, há um quarto onde podem ser vistas miniaturas de uma Arwing (as naves da série Star Fox) e dos carros de corrida de Captain Falcon e Samurai Goroh (de F-Zero).

mm-cameo-naves-nintendo-database-450x337
…que o mundo de Final Fantasy já se encontrou com o de Mario?

Um dos segredos mais conhecidos de Super Mario RPG era a luta opcional com um poderoso cavaleiro negro chamado Culex depois de realizar os vários passos necessários para abrir uma porta trancada em Monstro Town. Embora nunca tenha aparecido na série, a luta contra Culex está repleta de referências a Final Fantasy: a música de fundo, os sprites do personagem (os desenhos, tanto fora como durante a batalha, seguem exatamente o mesmo estilo de Final Fantasy III) e os cristais que o cercam. Depois de derrotado, Culex inclusive diz: "Talvez em outro tempo, em outro jogo, pudéssemos ter sido inimigos".

Culex é o inimigo mais poderoso de todo o jogo. Derrotá-lo é extremamente difícil a não ser que Mario esteja equipado com sua arma e acessórios mais fortes, mas a recompensa é valiosa: um talismã que dobra a força e a defesa além de prevenir a morte instantânea do usuário.


…que, para o lançamento ocidental, a pose de vitória de Bowser foi alterada?

Na versão japonesa, ao vencer uma batalha, Bowser fazia uma pose que teve de ser alterada para o lançamento ocidental. A imagem explica tudo:

Super Mario RPG_Bird--article_image

…que a versão do Virtual Console foi sutilmente modificada?

Embora praticamente imperceptíveis, pequenas modificações foram feitas em Super Mario RPG para seu lançamento no Virtual Console do Wii. Entre as mais notáveis, estão algumas animações de certos poderes especiais (como o "Flame Wall") que tiveram suas cores fortemente atenuadas para evitar convulsões (portanto, se você nunca conseguiu jogar Super Mario RPG porque sofria convulsões, agora você pode!) e, apenas no lançamento europeu, uma frase dita por Croco ("you’re a persistent bugger") que teve a palavra "bugger" substituída para "pest", devido à conotação pejorativa que a palavra tem no inglês britânico.

…que Geno apareceu em outro jogo do Mario?

Em Mario & Luigi: Superstar Saga, há um minigame chamado Star ‘Stache Smash que pode ser jogado em um arcade em Little Fungitown. O anfitrião deste jogo é o boneco Geno.

Genomlss

Escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google
Disqus
Facebook


  1. nao consegui ver o que o bowser esta fazendo na imagen japonesa.terceiro melhor game do mario para snes

    ResponderExcluir
  2. Então se Geno apareceu em Superstar Saga, ela tem direitos sobre ele!

    O_O

    Por que diabos ela não o colocou em Brawl?

    Que no próximo Smash ela se redima de seus erros.. ¬¬

    ResponderExcluir
  3. Bowser fez isso: http://caracterescomespaco.files.wordpress.com/2010/05/banana.jpg

    ResponderExcluir
  4. Saindo do off topic!
    Excelente analise,um dos primeiros rpgs que joguei e finalizei,FF6 massacrava!=/
    O humor da historia e o carisma dos personagens é incrivel!

    ResponderExcluir
  5. Quando pequei Mario RPG no virtual console não conseguia olhar para a tela, aquele gráfico me incomodava. Percebi com o tempo que estava sendo ignorante, querendo comparam ele com os jogos que temos hoje. Ainda bem que abri meus olhos, o jogo é muito divertido, com certeza um dos melhores RPG que já joguei.

    ResponderExcluir
  6. Adoro esse jogo!!! Quase tive ele no meu SNES mas acabei pegando o Zelda no lugar dele!! XD

    Uhuahsuahush!!! Mario vesgo!!!!

    ResponderExcluir
  7. Um dos meus jogos favoritos do Snes. O jogo é simplesmente incrível graficamente para a época, as músicas são ótimas, jogabilidade boa e fácil, situações engraçadas, outras desafiadoras, um clássico do Snes mesmo.

    Para mim, q na época era estreante nos RPGs, foi muito fácil pegar o jeito, já que mistura um pouco de plataforma (vc pula, desvia de obstáculos, etc) com RPG (experiência, batalha em turnos, etc). Viciei nesse jogo e terminei ele inúmeras vezes.

    O engraçado nesse jogo é que qdo soube que o Link e Samus apareciam nele, fiquei desesperado pra saber como encontrava eles e se eram jogáveis, recorria a revistas e tudo o mais ehehehe. E joguei o Final Fantasy IV só pra ver se encontrava o Culex no jogo, já que a música que toca na batalha é dos chefes de FFIV.

    Espero que façam um remake ou uma sequência pro 3DS, já que a Square voltou pra Nintendo :).

    ResponderExcluir
  8. Na minha humilde opinião este É um dos melhores jogos de RPG que existe. Joguei diversos jogos desta categoria mas sem dúvida alguma Super Mario RPG tem tudo o que preciso para me divertir, unindo ação, aventura e muita diversão!
    Seria ótimo ter uma sequência para esse jogo e sem sombra de dúvidas, iria fazer muito sucesso. O 3DS vem ae e minha (e de muitos outros também) esperança de um dia jogar a continuação desse jogo é enorme.

    ResponderExcluir
  9. Legal encontrar tanta gente aqui que gostou. Passei muitas horas da minha vida jogando esta pérola!
    Quando achava que estava chegando no final, acontecia alguma coisa na história. Quando apareceram aqueles "power rangers genéricos" minha cabeça explodiu! Amava os seriados japonêses naquela época.

    Os Paper Marios são bons, mas gostaria que voltassem ao estilo jRPG. Já imaginaram se pudessem fazer algo como em Kingdom Hearts? Unir vários personagens da Nintendo em uma aventura RPG???? Myamoto, está lendo este comentário?

    ResponderExcluir
  10. mario foi o primeiro jogo em formato rpg e eu adorei sera que tem outros

    ResponderExcluir
  11. Foi o primeiro RPG que eu joguei na vida!

    ResponderExcluir
  12. cara eu finalizei o mario rpg foi mmtmt deficil vil eu sei de tudo quem quezer me perguntar pode perguntar principalmente da quele polvo das cachas que faz a senha a senha e perola em ingles e serio flw pessoal.

    ResponderExcluir
  13. Super Mario RPG é, na minha humilde opinião também, o melhor RPG que eu já joguei.
    Ah! Anônimo por favor não mate as aulas de língua portuguesa.

    ResponderExcluir
  14. nunca joguei, mas acho que deve ser um jogasso. Se sair um remake, pensarei seriamente em procura-lo ( mas por agora não dá para usar o virtual console, optei por paper mario 64 )

    ResponderExcluir