Jogamos

Análise: The Beatles Rock Band (Wii)

Mais difícil do que fazer porcos correrem de armas de fogo ou conseguir que uma donzela voe nos céus com diamantes é fazer um fã dos Beatles... (por Rafael Neves em 07/01/2011, via Nintendo Blast)

the-beatles-rock-band-box-artwork-wiiMais difícil do que fazer porcos correrem de armas de fogo ou conseguir que uma donzela voe nos céus com diamantes é fazer um fã dos Beatles analisar The Beatles Rock Band sem deixar que a paixão pelo quarteto musical fale mais alto do que o senso crítico. Enfim, aqui estou para ir de cabo a rabo neste game, que segue a fórmula de seus predecessores e consegue adicionar mais um capítulo à história da franquia Rock Band. Para começar, o game trata apenas das principais canções do grupo musical The Beatles, logo, não é o mais indicado para quem não é lá fã da banda, no entanto, se você for um Beatlemaníaco, este game é um prato cheíssimo.




Seja o quinto Beatle!


Atualmente, é difícil achar alguém que não conheça a fórmula popular de jogos de ritmo do tipo Rock Band/Guitar Hero, até mesmo quem não é gamer já experimentou em jogos genéricos de celular. A fórmula consiste na sincronização de botões coloridos com a melodia. O apelo vem quase sempre das músicas usadas, e Rock Band sempre se destacou por conter um lista de músicas variada e com bandas de grande sucesso e bem populares. Na versão The Beatles, todas as 45 músicas disponíveis inicialmente no game e as que podem ser baixadas por DLC são dos Beatles, obviamente. Não preciso dizer que é preciso pelo menos gostar da banda para jogar esse jogo, né? Mas enfim, são os Beatles, a banda que revolucionou a forma como se faz música, logo, não se pode esperar menos desta verdadeira “homenagem jogável” feita pela Hamonix!

Em The Bealtes Rock Band, o objetivo é juntar duas guitarras (que também servem de baixo), uma bateria e até três microfones para interpretar John, Paul, Ringo e George em sua carreira de shows de The Cavern até o estrelato mundial. Embora o formato da banda do game não seja o mesmo da banda real (aqui não é possível colocar dois guitarristas e um baixista, mas apenas um guitarrista e um baixista), o jogo consegue pôr o jogador na pele dos Beatles. Seja pela sincronização perfeita entre instrumentos de plástico e música ou pela adição de vários microfones para cantar a voz principal e o coro de fundo, The Beatles Rock Band é uma sensação próxima da de viver (ou reviver, no caso de John e George) o quarteto fantástico.


De banda a divindade

3592729276_9a25dc1136

Desde que John Lennon ousou dizer que sua banda era algo superior a Jesus, não houve quem não discutisse sobre o tema. Uma coisa é certa, os Beatles tiveram uma história conturbada, cheia de brigas e problemas, mas, ao fim, o fato é que se tornaram um ícone mundial da música e que, apesar de antiga, a banda continua nos ouvidos de muita gente. Em The Beatles Rock Band, você pode trilhar o caminho do quarteto de uma forma incrível: jogando. Nada de livros cheio de fotos antigas ou filmes sobre John Lennon e sua rebeldia quando adolescente. Aqui a única coisa que você fará será tocar e cantar.

the-beatles-rock-band-20090904115713247_640w
Cada capítulo da banda tem sua própria ambientação, e a isso se dá um trabalho minucioso da Harmonix em caçar os detalhes do passado e retratar com esplendor. No entanto, só tocar guitarra, baixo, bateria e cantar não é a completa história da banda. Para mostrar outros detalhes da “trama”, muitas cut-scenes foram feitas. Algumas são animações com fotos e pequenos vídeos da banda, o que também abre espaço para merchandising da Apple, mas não deixa de ser algo bem interessante. Já outros vídeos são animações 2D e 3D dos Beatles muito bem feitos, algo que provavelmente faz qualquer fã derramar algumas lágrimas de felicidade e nostalgia. A abertura do game, por exemplo, mostra como o quarteto saiu de seus invejáveis shows pelo mundo até chegarem a estúdios de gravação e criarem um verdadeiro universo surreal (e imaginário também, embora metafórico). E não pense que você não sentirá essas mudanças ao tocar as músicas em sua ordem cronológica.

Trilha Sonora de peso

    Caven Club (1963)
  1. Twist And Shout
  2. Boys
  3. Do You Want To Know A Secret
  4. I Saw Her Standing There

Ed Sullivan Theater (1964)
  1. I Want To Hold Your Hand
  2. Can't Buy Me Love
  3. A Hard Day's Night
  4. I Wanna Be Your Man
Shea Stadium (1965)
  1. Ticket to Ride
  2. I'm Looking Through You
  3. Eight Days A Week
  4. If I Needed Someone
  5. I Feel Fine
Budokan (1966)
  1. Day Tripper
  2. And Your Bird Can Sing
  3. Drive My Car
  4. Taxman
  5. Paperback Writer
Abbey Road (1966-1967)
  1. Yellow Submarine
  2. Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band*
  3. With A Little Help From My Friends*
    *Played as a single track.
  4. Lucy In The Sky With Diamonds
  5. Getting Better
  6. Within You Without You / Tomorrow Never Knows
  7. Good Morning Good Morning
Abbey Road (1967-1968)
  1. I Am The Walrus
  2. Hello Goodbye
  3. Hey Bulldog
  4. Back In The U.S.S.R.
  5. Dear Prudence
  6. While My Guitar Gently Weeps
Abbey Road (1968-1969)
  1. Helter Skelter
  2. Revolution
  3. Birthday
  4. Octopus's Garden
  5. Something
  6. Come Together
  7. Here Comes The Sun
Rooftop Concert (1969)
  1. Dig a Pony
  2. I've Got A Feeling
  3. Don't Let Me Down
  4. I Me Mine
  5. I Want You (She's So Heavy)
  6. Get Back
Encore
  1. The End
Mais músicas podem ser baixadas via DLC pelo próprio game.

Dando vida às poesias


Em um ponto, The Beatles Rock Band brilha muito, muito mesmo: nas animações por trás da músicas. Como você deve saber pelos outros games da série Rock Band, enquanto se toca os instrumentos, é possível ver as digitalizações dos artistas fazendo música na tela. Na versão dos Beatles, os vídeos mostram John, Ringo, George e Paul tocando, e, por trás deles, ambientações incríveis. Em músicas tocadas em shows, são retratados muito bem os ambientes onde os Beatles pisaram. Tem até direito a ver fãs loucas gritando desesperadamente para que suas vozes toquem os ouvidos dos Beatles. Também é preciso dizer que aqui não há customização de personagens como nos outros game, os personagens aqui são os Beatles e sua aparência e roupas vão mudando conforme a música.

the-beatles-rock-band-20090601004619998_640wÉ incrível ver em detalhes a banda tocar Twist and Shout ou I Saw Her Standing in There em The Cavern, emocionante contemplar Eight Days a Week no Shea Stadium e absolutamente tocante ver o quarteto tocar The End no telhado da gravadora . Já em outras músicas, principalmente as que foram apenas gravadas em estúdios, a imaginação rola solta. Lucy in the Sky With Diamonds conta com caleidoscópios de cores psicodélicas, Im The Walrus traveste os Beatles com fantasias de animais e outras como Here Comes the Sun e Dear Prudence transportam o quarteto para campos floridos e ensolarados. Isso sem falar em Yellow Submarine e Octopus Garden que levam os Beatles ao fundo do mar e With a Little Help from My Friends, que propicia ao quarteto um tour pelo céu em um balão.

the-beatles-rock-band-20090717033453845-000Mesmo sendo algo bem criativo e bem animado, os clipes são cobertos de serrilhados. Embora a fórmula do Rock Band possa ser transplantada de um console para o outro facilmente, o mesmo não ocorre com os gráficos. A versão para o Wii não foi nada feito levando em conta a peculiaridade do console, mas sim uma cópia e cola das animações do Xbox 360 e PS3. Desde os instrumentos ao rosto dos Beatles, passando pelo cenário e fãs enlouquecidos, tudo tem os contornos quebradiços. A resolução do Wii simplesmente não deu conta da qualidade gráfica colocada na versão dos consoles HD, eu comparei as duas e a diferença é bem clara. Como todos sabemos, aqui a culpa não é do Wii e seu baixo poder gráfico, mas pura preguiça da produção, já que temos exemplos como Super Mario Galaxy 2 ou Metroid Prime Trilogy, que superam em muito os limites do console.

rockband-lucy

De fã para fã


Mais do que um game, The Beatles Rock Band pode ser muito bem considerado um tributo à banda fantástica que responde pelo nome The Beatles. Se você for um fã, perceberá vários detalhes que só mesmo quem ama o quarteto nota. Por exemplo, enquanto se espera a música carregar, é possível ouvir uns pequenos ensaios e testes de som antes das músicas terem sido gravadas (o popular “Oi, som, testando…” daqui). O mesmo ocorre quando você falha numa música e houve as vozes do quarteto fantástico ao fundo. Só a mudança de nome do modo Overdrive (dos games anteriores) para Beatlemania já mostra o fator fanático deste jogo.

the-beatles-rock-band-20090904115717295_640w
No modo história, ainda é possível adquirir fotos de momentos marcantes da carreira dos Beatles. Muitas das fotos são em preto e branco, o que realmente mostra que são antigas. E, junto às gravuras, alguns textos com curiosidades que mesmo quem é fã às vezes às vezes não sabe. Eu mesmo nunca soube que Abbey Road primeiramente seria chamada de Everest ou que o Frank Sinatra parabenizou John e Paul pela música Something sem nem saber que foi George o responsável pela canção. E você sabe, por exemplo, que Twist and Shout só foi gravada uma única vez, pois John nunca conseguiu repetir o esforço posto naquele tom de voz? Além de fotos, vídeos também são parte importante. Coisas de fã foram revividas em The Beatles Rock Band, como antiguíssimos vídeos de alguns shows e até mesmo uma gravação dos Beatles de natal concedida apenas aos fã clubes. É óbvio que este game não é uma mera compilação de músicas, mas um dos poucos itens de colecionador que não veio diretamente dos anos 60.

the_beatles_rockband_xbox360)screenshot_1

And in the end…


thebeatlesrockband_12Embora seja uma banda antiga, The Beatles se tornou algo supremo no ramo das músicas, e Rock Band consegue dar mais um gás à banda. Talvez as músicas sejam poucas, considerando todas as gravadas - eu senti falta de sucessos como Help, Hey Jude, Strawberry Fields Forever e Magical Mistery Tour, mas a seleção do game é muito variada e contém as melhores canções. Há a opção de baixar músicas online, como All You Need Is Love e a versão reprise de Sgt Pepper’s Lonely Hearts Club Band, mas o serviço de downloads anda um bom tempo sem atualizações.

the-beatles-rock-band-20090905044037255The Beatles Rock Band não inova muito a fórmula, a adição de múltiplos microfones foi muito boa, mas nada muito radical. Para nós, brasileiros, adquirir todos os instrumentos é uma verdadeira facada no bolso, então, sabia que, antes de tudo, este é um game que requer investimento. É claro que dá para contornar parcialmente este problema com a possibilidade de tocar online com outros jogadores. Como você deve saber, o estilo da banda não é exatamente um rock pesado, então não espere uma dificuldade esmagadora como a de Guitar Hero Warriors of Rock (Wii), mesmo que Helter Skelter e Revolution custem uns calos nos dedos.

The Beatles Rock Band é um equilíbrio excelente de homenagem aos Beatles e um exímio Rock Band. Se você é fã e curte games musicais, não sabe o que está perdendo por não pôr as mãos numa boa guitarra de plástico e incorporar o quinto Beatle que há tanto faltava!

50448_orig
The Beatles Rock Band – Wii – Nota Final: 9,0
Gráficos: 8,0 | Sons: 9,5 | Jogabilidade: 9,0 | Diversão: 9,0

Escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


  1. Realmente, é quase impossível deixar o senso crítico falar mais alto que o amor pela banda. Ótima análise Rafael, está de parabéns. Também senti falta de muitas músicas, como "Help!", "Hey Jude" e "Eleanor Rigby", mas mesmo assim o jogo tem músicas, digamos, "arrepiantes" de tão boas que são. Queria muito outros DLC, já baixei quase todos.

    Ah, e gostaria de dar uma dica que acho muito importante em análises: vocês poderiam colocar a ficha técnica do jogo, indicando o número de jogadores, produtora, distribuidora, lançamento e coisas desse tipo. :)

    ResponderExcluir
  2. Já tentei jogar. Mas Beatles não me agrada. Prefiro Guitar Hero Metallica, que pra mim é o melhor de todos os GH/RB que existem seguido do GH3: Legends of Rock.

    ResponderExcluir
  3. Eu tenho o jogo e adoro. Acho muito legal os gráficos e o áudio.... Principalmente usar a guitarra que é muito legal! Parabéns pela análise

    ResponderExcluir
  4. Acho esses jogos musicais, especialmente essas series guitar hero,rock band, umas verdadeiras bostas, apesar é claro de ser fa de beatles, n jogo.

    ResponderExcluir
  5. Eu até jogaria, só não jogo porque eu não gosto dos Beatles.

    ResponderExcluir
  6. Adoro Beatles e esse jogo só fez a minha paixão aumentar, é claro que faltou músicas com "Help", "Please, Please Me", "Elenor Rigby", "Baby, It's You", "If I Fell", "Blackbird", "Hey Jude", "Magical Mystery Tour", "Penny Lane", "Rock & Roll Music", "You're Gonna Loosing That Girl", "Let It Be", "Lady Madonna", "We Can Work Out", etc.


    Queria um Rock Band da band que eu realmente sou FÃ, GN'R Rock Band, mas é claro que isso nunca vai acontecer.

    ResponderExcluir
  7. Caralho, muito boa a análise.

    ResponderExcluir
  8. Adquiri o jogo, mas, infelizmente, só depois me dei conta de que não seria possível jogar com o controle, apenas com os instrumentos. Então por enquanto só assisto ao vídeo de introdução.

    Na análise você falou em múltiplos microfones, e nas fotos dá pra ver vários instrumentos sendo tocados ao mesmo tempo (como na quarta foto, por exemplo). Porém, pesquisando na internet, vi que os instrumentos se conectam ao Wii por meio da USB (não vi os instrumentos originais que acompanham o jogo no pacote ultra mega caro). Sabendo que o Wii só tem 2 entradas USB, como dá pra ligar mais que 2 instrumentos ao mesmo tempo? Por acaso os instrumentos oficiais se conectam ao Wiimote?

    Você falou, ainda, da falta de capricho da Harmonix na versão pro Wii. Acontece que a Harmonix desenvolveu as versões pra PS3 e X360, sendo a Pi Studios a desenvolvedora pro Wii.

    Nos DLCs os cenários mudam também?

    No mais, a análise foi ótima. Não vejo a hora de comprar uma bateria e uma guitarra pra "zerar" o jogo umas 5 vezes seguidas, pelo menos. =D

    ResponderExcluir

Disqus
Facebook
Google