Jogamos

Análise: Tom Clancy’s Ghost Recon: Shadow Wars (3DS)

A primeira coisa que devemos fazer para extrair o máximo da safra inicial de jogos do 3DS é perder aquela sede por jogos de franquias sup... (por Rafael Neves em 01/07/2011, via Nintendo Blast)

ghost_recon_shadow_wars_c1A primeira coisa que devemos fazer para extrair o máximo da safra inicial de jogos do 3DS é perder aquela sede por jogos de franquias super famosas. Há games nem tão populares assim, mas que valem muitas horas de diversão. Um desses é Tom Clancy’s Ghost Recon: Shadow Wars. Não faz ideia do que Ghost Recon trata? Pois bem, saiba aqui por que ele é um ótimo jogo dentre os poucos que tiveram palco no portátil 3D da Nintendo.

Junto a Tom Clancy’s Splinter Cell 3D, Ghost Recon é mais um título da linha inicial de jogos pro 3DS da Ubisoft. O game coloca o jogador no comando de um exército futurista em uma mecânica de estratégia em turnos (semelhante a Fire Emblem e Advanced Wars para o DS). Mas os jogos da série Ghost Recon não eram shooters? Sim, e é por isso que alerto mais uma vez a não se prender às marcas, mas ao conteúdo. Shadow Wars não é como os demais games da franquia, mas nem por isso é um jogo ruim. Se você curte o estilo e consegue passar por cima dos pontos negativos do título, então prepare-se para uma campanha longa que te prenderá por horas à telinha do 3DS.

Ghost Recon - Future Soldier_2Na Mira!

gr4No controle de uma tropa de Ghosts, você terá de comandar os seus soldados para alcançar objetivos no campo de batalha. Quase sempre, a missão se resume a “derrote todos os adversários”, mas verificamos um esforço da Ubisoft em trazer mais variedade aos estágios. Uma dessas formas de romper a monotonia e fazer os objetivos das fases irem avançando aos poucos e ganhando enredo. Em certa missão, seu primeiro objetivo é conquistar bandeiras inimigas, depois, reduzir a pó alguns adversários e, por fim, impedir que veículos inimigos cheguem ao outro lado do mapa. O Circle Pad é usado para movimentar a câmera, garantindo uma visão superior ou mais lateral. O direcional em cruz e os botões de ação é que comandam o jogo, ao passo que a touch screen permite ver algumas informações, como o mapa e o status dos personagens. Na tela de cima, a malha quadriculada por onde seus heróis enfrentarão os inimigos é o centro dos holofotes. Se você já jogou esse tipo de jogo de estratégia, estará familiarizado com a estrutura de Shadow Wars.

Para cumprir todas essas metas, é necessário muita estratégia. Cada mínimo detalhe do jogo é pretexto para uma mecânica que pode mudar completamente seu plano de ataque. É preciso levar em conta a profissão do seu soldado, a distância entre ele e o inimigo (medida em quadrados da grade do jogo), a possibilidade de um contra-ataque, um possível suporte dos inimigos próximos ao seu alvo, o relevo do mapa, se você ou seu inimigo está dentro de uma casa ou atrás de uma cerca e por ai vai… A Ubisoft implementou muitas funcionalidades em Shadow Wars, mas a maioria já é de costume em games de estratégia ou é uma mecânica adaptada à ambientação meio futurista do game. As profissões são muito poucas e a maioria segue essa mesma lógica: uma mecânica já conhecida, mas adaptada. Os personagens também não tem muita graça, na verdade, são bem clichê.

gr3Em Shadow Wars, cada movimento pode levá-lo à derrota, pois nenhum dos Ghost pode morrer nas missões, então sempre mantenha os olhos abertos para não deixar que soldados mais fracos fiquem expostos. Experimente jogar no nível Elite e verá o quão impiedoso seus inimigos podem ser. A troca entre os níveis de dificuldade (Rookie, Veteran e Elite) é feita antes das missões, logo, não é preciso reiniciar o jogo todo para mudar a dificuldade, um recurso bom para quem quer começar a se acostumar com as mecânicas para depois tentar o modo mais difícil. E se você quer mais dificuldade, variedade e comprometimento com o game, arrisque uma missão Skirmish!

Ghost Recon - Future Soldier_2No calor da batalha!

Embora os gráficos não sejam o foco de games de estratégia, não é por isso que a Ubisoft pode fazer tanto descaso com o visual de Shadow Wars. Se não fosse pela resolução maior e pelo efeito 3D, o game poderia ser facilmente confundido com um jogo para Nintendo DS. Ao invés de aproveitar o poder técnico do 3DS, Shadow Wars passa pela superfície do novo hardware. Os personagens seguem fielmente o estilo de GTA: Chinatown Wars (DS), modelados no já visto pseudo-3D e com um contorno preto bem marcante. Os cenários são cheios de detalhes e isso é um ponto positivo, mas ficariam muito melhores se usassem toda a potência do 3DS.

gr6A trilha sonora é outro ponto baixo do game. Shadow Wars tem músicas bem legais, com arranjos ótimos, bons instrumentos e que representam bem o estilo estratégico do game, mas esbarram em dois pontos. Primeiro que não tem carisma, nada que te faça reconhecer o game pela música como acontece em séries famosas como Sonic, Mario ou Metroid. Segundo que as músicas demoram a acompanhar a atmosfera do game. Assim que a missão começa, a música deve estar mais calma e ir acelerando conforme você vai entrando em situações de risco, mas essa alteração no ritmo chega com atraso e não de forma gradual.

gr5Infelizmente, os personagens não são dublados. Suas falas são conduzidas apenas por balões de texto. Os efeitos sonoros como os de tiros e de selecionar opções chegam a cansar de tão repetitivos.

Ghost Recon - Future Soldier_2

Missão cumprida?

Shadow Wars faz uso interessante do 3D. Não é fenomenal, mas é bem legal ver o campo de batalha se tornando uma maquete viva frente ao seus olhos. Também é bom ver postes de iluminação saindo da tela ou a fumaça vindo em direção ao seu rosto, mas esses efeitos são bem raros. O 3D é bom, mas nada que precise ser usado toda hora e também não compensa o gasto de bateria. Outro ponto fraco é o multiplayer. Nele, você e um amigo travam uma batalha, mas com apenas um 3DS! Isso mesmo, a Ubisoft esqueceu que o 3DS tem capacidade sem fio e Wi-Fi e usou um sistema no qual você precisa passar o 3DS para o seu amigo após fazer sua jogada. Bem estranho para quem planeja um Ghost Recon Online para o Wii U, não é?

gr7Basicamente, Shadow Wars é um game de estratégia em turnos onde tudo no jogo resulta em uma nova mecânica que deve ser sempre avaliada antes de fazer uma jogada. O enredo é interessante, ele coloca você num cenário semelhante ao de Guerra Fria, com a bipolaridade entre URSS e EUA. É muito comum seus inimigos gritarem “Kill the americans!” nas missões. Mesmo com gráficos fracos, uma sonoplastia que não impressiona, personagens sem carisma e um multiplayer descartável, é um ótimo jogo para se divertir por horas. A campanha é muito extensa, desafiadora e as missões variadas, isso sem falar no modo Skirmish, que é um capítulo à parte para os jogadores hardcore.

Ghost Recon - Future Soldier_2Prós

  • Campanha bem extensa (mais de 20 horas)
  • Missões variadas
  • Muita estratégia e planejamento das jogadas
  • Efeito 3D interessante, mas não compensa tanto

Contras

  • Gráficos não muito melhores do que os de DS
  • Trilha sonora e efeitos sonoros medianos
  • Multiplayer descartável
  • Falta de carisma e dublagem nos personagens

Tom Clancy’s GR: Shadow Wars – Nintendo 3DS – Nota Final: 7,75

Gráficos: 6,0 | Som: 7,0 | Jogabilidade: 9,0 | Diversão: 8,5

 

Iguana MallTom Clancy's Ghost Recon: Shadow Wars nos foi gentilmente cedido para análise pela Iguana Mall.

www.iguanamall.com.br


Escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google
Disqus
Facebook