Game Music

Confira como foi a Game Music Brasil 2011

A Game Music Brasil ocorreu no quarto dia do Brasil Game Show 2011 – segundo de feira – e contou com apresentações sinfônicas, bandas d... (por Jaime Ninice em 12/10/2011, via Nintendo Blast)

A Game Music Brasil ocorreu no quarto dia do Brasil Game Show 2011 – segundo de feira – e contou com apresentações sinfônicas, bandas de Game Music, e o grande e esperado prêmio para a melhor trilha sonora composta para o jogo Critical Mass. O Nintendo Blast esteve lá e pôde conferir de perto as maiores novidades da cultura pop de Game Music e de televisão.

A apresentação do evento foi feita pelo humorista PC Siqueira, da MTV. Com seu humor super afiado, conduziu muito bem todos os trâmites do evento, variando sempre com estilo e chamando a atenção do público que interagia constantemente com o show.

De entrada, foi anunciado algo de muito valor para a indústria musical dos games: a categoria “Trilha sonora de Videogame” consolida a sua participação, como elemento distinto, ao Grammy, uma das mais importantes premiações para a música em geral.

O evento foi introduzido pelo violinista e regente Lucas Lima, que conduziu, junto à orquestra, um medley contendo todas as músicas dos games nostálgicos que marcaram sua vida, como Tetris, Street Fighter, Sonic e, claro, Mario e Zelda. Como esperado, muitos títulos “Nintendísticos” foram surgindo, tal como foi a primeira abertura da Video Games Live, sempre um sucesso absoluto. O evento marca também a presença do Vinheteiro, famoso pianista em temas gerais que obteve sucesso postando seus divertidos vídeos no YouTube.

SDC10826 - Medley GMB_2

Durante a GMB foram disputadas 3 categorias de premiações, já planejadas e votadas pelo publico no site. Foram mais de 140 mil inscritos, dentre os quais apenas 3, de cada categoria, concorreram ao grande prêmio.

Tablot’s Odissey

A primeira categoria foi votada ao Melhor Game Indie apresentado pelos seus desenvolvedores. Quem ganhou Foi o Tablot’s Odissey, um misto de plataforma com temática obscura, em que o protagonista Tablot, um demônio, deve reunir ingredientes pelo cenário para um ensopado. Os outros games, que mesclaram elementos de tiro com puzzle, como o Reflexor Zero, e até um simulador de conquista, com temática de terror, como foi o Beautiful Escape: Dungeoneer (vídeo abaixo), apareceram como fortes concorrentes.

Beautiful Escape: Dungeoneer

Já na competição de Melhor Trilha Sonora para o game Critical Mass, concorreram compositores de variadas concepções e linguagens musicais próprias – sempre com referências ao Rock e Metal, com vozes de guitarra e muito suspense –, até mesmo com apresentação ao vivo, pelo vencedor Juno Moraes, com a sua ótima e intensa música chamada “New Mission”.

O mais esperado ficou para o final. Foi a categoria Melhor Banda de Game Music, que contou com as famosas 8 Bit Instrumental – tocando um medley de Super Mario World; a banda Mega Driver – com Pitfall; e a famosa Game Boys. Esta última levou o prêmio, que apresentou pela primeira vez uma faixa composta exclusivamente por eles a ser incluído em seu próximo lançamento fonográfico.
 

SDC10847 - 8 bit instrumental_2

Ao fim – e depois de diversas conversas e piadas que rolaram durante o evento – volta ao palco a Orquestra Simphonica Villa Lobos – marca carimbada na história da Game Music – que interpretam a trilha sonora de Body Count, jogo lançado recentemente para PS3/X360.

Muita coisa boa rolou, e esse é só o início para muitas vindas mais ao Brasil de eventos e iniciativas como essa da GMB, que tornam a indústria de músicas de videogame cada vez mais atrativa.

Revisão: Alberto Canen

Jaime Ninice é cravista e mestre em música pela UFRJ. Sua paixão por games, eventos e revistas o levou a escrever e revisar artigos desde 2010. Hoje, além de participar do Nintendo Blast, é redator das publicações impressas sobre retrogames WarpZone. Pode ser encontrado no Twitter.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook