Jogamos

Análise: The Legend of Zelda: Skyward Sword (Wii)

Há determinados momentos em que é preciso assumir certas responsabilidades e arriscar o incerto. O tempo passa e é necessário se adaptar ... (por Alex Sandro de Mattos em 02/12/2011, via Nintendo Blast)

The Legend of Zelda: Skyward SwordHá determinados momentos em que é preciso assumir certas responsabilidades e arriscar o incerto. O tempo passa e é necessário se adaptar ao que está ao redor, pois tudo evolui, mas sem deixar de lado a sua verdadeira essência. Poderia estar falando de nós, meros mortais, porém, o assunto aqui são games, mais precisamente de The Legend of Zelda: Skyward Sword. E mais uma vez, a Nintendo nos presenteia com um belíssimo jogo, digno de ser um “Zelda”, acessível para iniciantes, indispensável para os fãs e com o acréscimo de elementos que, possivelmente, definirão o futuro da série. Então, hora de ler a análise mais esperada do game mais aguardado dos últimos anos. Ah, e não deixe de agradecer aos céus por isso (e de levantar a espada também).

O Zelda definitivo do Wii

Voltemos para o ano de 2006, quando o Wii foi anunciado. Muitos, quando observaram o Nunchuk e o Wii Remote, logo assimilaram os controles às armas de Link. E para brindar os fãs, um dos primeiros títulos do console seria The Legend of Zelda: Twilight Princess. Tudo bem que não era exatamente um título próprio do console, pois TP foi lançado para fechar com chave de ouro a vida do GameCube e, para o console branco, a versão foi espelhada para que o Remote pudesse ficar na mão direita do jogador, em razão da maioria das pessoas serem destras.

E a versão do Wii ganhou elogios da crítica e dos fãs. Com um visual adulto e mais realista, Hyrule gigantesca, o Remote sendo a espada e o Nunchuk o escudo, Twilight Princess surpreendeu mais do que no GameCube. Mas a jogabilidade ficou devendo, pois consistia em chacoalhar o controle para espadadas e apontar para a tela ao usar outros itens, como por exemplo, o arco e flecha. De lá para cá, a série deu as caras no DS com Phantom Hourglass e Spirit Tracks, apareceu gratuitamente no DSi e 3DS com Four Sword Adventures e até remasterizado no portátil tridimensional com Ocarina of Time 3D. Mesmo assim, todos aguardavam ansiosamente por um novo título que representasse o potencial do Wii.

O item mais almejado de Zelda. Após aparições na E3 com artwork, demonstrações duvidosas (quem não se lembra de Shigeru Miyamoto tendo problemas para jogar na E3 de 2010?) e finalmente com uma apresentação definitiva para o público, 2011 é o ano de Zelda. A série está completando 25 anos e a Nintendo lançou até um bundle com o jogo, CD orquestrado e com controle dourado, já com a tecnologia do MotionPlus inclusa. Pois é, Skyward Sword é o Zelda definitivo do Wii.

O começo da lenda

O início não poderia ser diferente. Link é um habitante da ilha de Skyloft, um lugar acima das nuvens. Ele é estudante da Knight Academy, mas parece que o rapaz não é lá muito interessado nos estudos. Tem tido pesadelos à noite, no qual um gigante monstro e uma imagem feminina aparecem. Ao se encontrar com Zelda, sua amiga de infância, ela lhe diz que a Wing Ceremony aconteceria naquele dia. A garota quer que Link participe do evento e decide forçá-lo a aprender a voar sobre o pássaro. Porém, a ave não responde ao chamado do rapaz.

"Um bom lugar, para encontrar... Skyloft"

Após encontrar o seu pássaro e participar da cerimônia, Zelda começa a ouvir uma estranha voz. Durante um voo romântico com Link, um tornado suga a garota e, a partir daí, a história se desenrola. O enredo, que no início parece confuso, vai se incrementando e tomando forma conforme o seu progresso, detalhe característico na série.

A interação com NPCs (personagem não-jogáveis) é praticamente essencial. Eles fornecem inúmeras informações, te dão dicas do que fazer e sempre comentam algo que pode ser útil em determinado momento da aventura. Um exemplo é o Goron explorador que aparece diversas vezes conforme você avança na história.

Bata um papo para descontrair. E para descobrir coisas também.

A Link to the Future

Espada e escudo. Remote e Nunchuk. Felicidade gamer.

Mas se há duas palavras que definem Skyward Sword, essas são inovação e reinvenção. O maior atrativo do jogo, de fato, são os controles, e o MotionPlus mostra que não precisa ser somente um acessório opcional. A jogabilidade está definitivamente perfeita, se encaixando brilhantemente com a série. O Wii Remote é a sua espada e o Nunchuk o escudo. Você não joga Zelda. Você vive Zelda e se sente parte da aventura.

A jogabilidade está impecável. O uso do MotionPlus foi levado ao extremo e isso é totalmente perceptível. Você controla o pássaro de Link e o herói embaixo da água com inclinações do controle. Acerte uma espadada na diagonal em um tronco de uma fina árvore e verá perfeitamente o seu corte. Golpes na horizontal, vertical, de baixo para cima ou vice-versa são exigidos em combates contra quase todos os inimigos e o uso do acessório está inclusive na resolução de puzzles.

Link pegando uma carona. Dirigir depois de beber umas potions pode ser perigoso...

Stalfos. Mesmo com duas espadas, continua sofrendo na mão do elfo de roupa verde.

E se o controle é a inovação, a reinvenção está nos próprios puzzles e nas lutas. Portas em que é preciso acertar espadadas com movimentos específicos para abri-las, mover o Remote para girar mecanismos são apenas alguns exemplos. Os inimigos estão mais espertos. Os Bokoblins, por exemplo, se defendem e é necessário fazer movimentos ligeiros. Stalfos (o inimigo caveira) possui duas espadas e para acertá-lo deve-se golpear o espaço que ele deixa entre elas.

O interessante é que não há somente uma forma de enfrentar inimigos. A estratégia é essencial nas batalhas, mas o seu arsenal pode lhe render novos métodos. Você pode enfrentar três Deku Babas com sua espada ou pode arremessar uma bomba para uma delas engolir e explodir as três simultaneamente; ao invés de arriscar lutas com inimigos, use o estilingue para atordoá-los primeiro para depois atacar ou movimente o escudo no momento do ataque do adversário para desarmá-lo ou atordoá-lo.

Ghirahim. Um dos vilões mais estranhos e esquisto da série...

Os chefes também exigem atenção. Como de praxe, você utiliza o item obtido na dungeon contra eles e a espada com golpes direcionados. Contra o “esquisitão” Ghirahim, por exemplo, há momentos em que ele se defende com a espada verticalmente. Se você acertar golpes horizontais, não vai acertá-lo.

Vale a pena fazer upgrade nos itens. Faça teste e veja. A parte de itens recebeu um toque de RPG. É possível fazer upgrades no Scrap Shop, em Skyloft, melhorando o desempenho deles ao trocar por tesouros. Com o escudo, você pode aumentar a durabilidade do mesmo; ao fazer o upgrade de Bomb Bag, você carrega um número maior de bombas; o Beetle pode ficar mais veloz. Não é obrigatório, mas pode ser útil em diversos momentos.

Além das armas, Link tem o pouch. Acessado pelo botão –, permite ao herói carregar itens como bottles, bags, medal (que permite achar tesouros, corações ou insetos facilmente) e os escudos. É possível escolher qual escudo ou itens deseja levar ou pode deixá-los no Item Check, no Bazaar.

A garota do Item Check se apaixona por Link. Ah, se a Zelda souber disso, hein orelhudo?

O arsenal do herói

Uma das diferenças para outros games da série está relacionada aos itens. O número de armas que Link usa é moderado se comparado com jogos anteriores, mas isso não quer dizer menos diversão. Veja os itens e suas características:

  • Beetle

Btzzzzzzzzzzz... O besouro substitui o clássico bumerangue. É controlado com inclinações do Remote. Pode ser usado para acertar cristais escondidos em passagens que Link não alcança, cortar teias, explorar áreas antes de progredir e seu upgrade (Hook Beetle) permite carregar objetos, como bombas.

Hasta la vista, Deku Baba!

  • Slingshot

Faça upgrade no bumerangue e terá o Scattershot.Para aqueles que achavam que o estilingue seria inútil devido à presença do arco e flecha, saibam que o item é indispensável durante boa parte da aventura, já que o arco é um dos últimos itens a ser obtido. Se souber utilizá-lo, pode facilitar as lutas contra diversos inimigos.

Estilingada!

  • Bug Net

À CAÇA!!!!Quem jogou A Link to the Past e Spirit Tracks certamente se lembrará da rede. Pois então, ela está de volta! Você pode comprá-la de Beedle, o vendedor da loja voadora em Skyloft e permite capturar insetos para fazer upgrades em potions. Se fizer o upgrade nela, se torna Big Bug Net.

Ao invés de salvar Zelda, Link fica caçando insetos.. tsc, tsc, tsc...

  • Bomb

Explosões estão garantidas. E perdas de corações também.Link não dispensa umas explosões nas aventuras e Skyward Sword permite não somente jogar bombas, mas também arremessá-las como se fosse uma bola de boliche e, para fazer isso, deve-se fazer o movimento igual ao esporte de Wii Sports. Um fato interessante é que você pode pegar bombas na Bomb Flower e guardá-las.

Strike!

clip_image018

  • Gust Bellows

É um antigo e místico item capaz de soprar vento infinitamente. Lanayru Mining Facility se torna uma dungeon cheia de enigmas que podem ser solucionados com o Gust Bellows. Soprar a areia revela caminhos e inimigos. Soprar as plataformas permite atravessar abismos.

Os puzzles com o Gust Bellows fazem você pensar bastante.

  • WhipWhip

Se você jogou Spirit Tracks, no Nintendo DS, vai reconhecer o item. Ele se agarra em galhos para Link alcançar lugares e alavancas que com um salto comum seria impossível. Usado para girar mecanismos, virar vitórias-régias e puxar objetos distantes.

Indiana Link

  • Clawshots

Clawshots. As garras não podem faltar.Shigeru Miyamoto disse que havia gostado do Double Clawshot em Twilight Princess. Em Skyward Sword, o item está de volta e com a mesma função: fazer Link alcançar lugares altos e inacessíveis a pé. Para procurar pelos Goddess Cubes, é um item essencial.

Garoto aranha!

  • Arco e flecha Bow and Arrow

Semelhantemente ao esporte em Wii Sports Resort, é preciso puxar o Nunchuk para trás, pressionando C e soltando o botão para lançar a flecha. É um dos itens mais fortes de Link e também pode pegar as flechas que inimigos disparam contra você quando caem no chão.

Preparar, apontar, FLECHA!

  • Goddess’s Harp

O instrumento musical dessa vez é a Harpa. Link recebe de Zelda e, por mais que não seja possível tocar qualquer canção que deseje (apenas a definida pelo jogo), é muito divertido. Ao menos não é tão complicado e traumático quanto a flauta de Spirit Tracks, pois basta acompanhar os movimentos da luz. Tocando em locais com borboletas revela as Gossip Stones ou as paredes das Deusas.

clip_image034

  • Sailcloth

O melhor pára-quedas dos games. O pano que Zelda lhe dá é usado para cair lentamente ao pular de grandes alturas, formando um mini paraquedas e impedindo Link de se esborrachar no chão. E como o próprio jogo diz, cheira bem.

Infelizmente você não verá Link se esborrachando no chão. O Sailcloth abre automaticamente... droga...

  • Digging Mitts

Calma. Não é o Wolverine. Nem Freddy Kruger.As luvas têm a mesma função que a forma de lobo de Twilight Princess: cavar buracos. Ao fazer isso, você pode encontrar tesouros, hearts, rupees e jatos de ar que te impulsionam a lugares altos, além de poder acessar túneis secretos (Mogma Mitts).

Vai cavando..

Obra dos céus

Antes do lançamento, havia muitos comentários a respeito dos gráficos que a Nintendo adotou em Skyward Sword. Inspirado em Paul Cézanne e no impressionismo, o visual... impressiona. Sim, todos sabem que o Wii tem o potencial para fazer gráficos mais “realistas” e sérios, mas o foco do console de mesa da Big N não é esse e Zelda não precisa somente disso para se destacar.

Zelda precisa de identidade e é exatamente com o cel-shading que Skyward Sword apresenta que é possível ver detalhes como expressões faciais de personagens e inimigos, movimentações da espada ou até mesmo gotas caindo de Link ao sair da água. O jogo é simplesmente lindo, com cenários detalhados e coloridos. Aproveite a visão em primeira pessoa e olhe ao redor. Aproveite essa obra de arte. Se notar as áreas mais afastadas, parece uma pintura artística.

Observe a obra de arte. E cuidado para não babar no controle.

E a parte sonora, mais uma vez, caprichada e totalmente orquestrada fará você assoviar as canções por aí. Cada área tem uma canção e, como é comum na série, as batalhas recebem um áudio diferente. O mais interessante é que cada vez que você acerta uma espadada no inimigo, um som orquestrado é tocado. E quando o inimigo morre, ouve-se o som de pratos. E você pode ouvir o CD orquestrado quando não estiver jogando.

Fi

Fi

A sua guia, desta vez, é Fi, uma representação humanóide da Goddess Sword. Ela acompanha Link durante a aventura. Usa uma linguagem quase robótica, sempre se referindo com probabilidades e porcentagens. Ela faz um resumo dos eventos, lhe diz o seu próximo objetivo, informa detalhes dos inimigos como nome, o histórico, pontos fracos e até o seu desempenho diante dos monstros, além de informar o tempo de jogo. E não fica gritando “Hey, listen!”. Quer parceria melhor do que essa?

As mudanças

Mas quais são as mudanças significativas de Skyward Sword frente aos jogos anteriores? Logo de início, nota-se que Link começa com seis corações ao invés dos clássicos três. Agora, o game foca mais na exploração do que simplesmente “chegue a tal área e passe a dungeon”. Dessa vez, você passará mais tempo se aventurando no caminho que leva aos calabouços do que dentro deles e essa exploração é praticamente uma dungeon em campo aberto.

E por falar nas dungeons, elas estão menores do que em games anteriores. Há várias Bird Statues, estátuas usadas para salvar o jogo. De fato, o foco das dungeons são os enigmas e você passará mais tempo procurando o que e como fazer para resolver determinado puzzle. Outro detalhe que diminui o tempo nas dungeons é que o número de monstros presentes não é grande. Possivelmente a Nintendo optou por não cansar os jogadores com dezenas de monstros.

O mapa agora é cheio de detalhes. Fi adiciona detalhes nele e nas dungeons não há mais a bússola, pois o mapa já substitui o item. Ele marca até mesmo os baús que você abriu. Em Skyloft, você pode adicionar beacons no mapa para marcar locais que precisa visitar.

Não é bacon.. é beacon!

Uma mudança importante é que você acabará visitando a mesma área várias vezes. O jogo te força a voltar a um local já explorado para procurar por outras localidades. O que poderia se tornar entediante mostra-se surpreendente com as mudanças que o cenário sofre e com as subdivisões das áreas. Não somente nos inimigos e personagens, mas na sua ambientação. Próximo ao final do jogo, você voltará a Faron Woods e notará a diferença.

Em Silent Realms, quando Link precisa passar pelo teste das deusas, ele não pode usar nenhum item. O momento stealth do jogo é sensacional, pois é preciso pegar os Tears espalhados pelo cenário sem ser notado pelos guardiões e se o seu tempo terminar, será perseguido.

E Link corre em Silent Hill... ops, quer dizer, Silent Realms.

Mesmo para os jogadores iniciantes, há muita ajuda. Fi dá dicas, há pedras com escrituras que dizem o que fazer e a Sheikah Stone, ao lado da Knight Academy, oferece hints. Skyward Sword também está cheio de sidequests. Ajudar os habitantes de Skyloft pode lhe render rupees e Gratitude Crystals, que são semelhantes aos Gems de Spirit Tracks. Também há os Goddess Cubes, cubos espalhados pelo mundo inferior e que liberam baús no céu. E essa troca entre o mundo inferior e das nuvens é comum e necessária em vários pontos da aventura.

Acerte um Skyward Strike no GameCube!

Herói sem minigames? Não!

Ao invés de se preocupar em resgatar Zelda, Link prefere se descontrair e participar de minigames. Ninguém é de ferro também, né? Veja os principais minigames:

- Cortando cana

Em Bamboo Island, você pode encontrar o minigame Bamboo Cutting, de cortar bambu. Você precisa acertar a maior sequência possível de espadadas, sem deixar o bambu cair no chão. Pode lhe render tesouros valiosos.

Nada como um garapa depois do trabalho...

- Cavando

Se você já jogou aquele clássico jogo Campo minado no computador, saiba que este minigame chamado Minesweeper, em Eldin Volcano, é idêntico. É preciso evitar cavar em locais onde há bombas, pegando o maior número de moedas. E quanto maior o valor, mais próximo de uma bomba você está.

"Olha a bomba!"

- Pra baixo todo santo ajuda

Ao recuperar o item para animar o homem de Fun Fun Island, o minigame é liberado. Link é arremessado por um canhão e deve descer passando entre as argolas com inclinações no Remote e pousar no alvo.

AHHHHHHHHHHHHHHHHHHH!!!!

- “aBOWbora”

Um dos minigames é este de atirar em abóboras que Fledge arremessa com o arco e flecha. Em Pumpkin Shoot, acertar as abóboras em sequência faz com que você ganhe mais pontos;

Link acabando com o Halloween de Skyloft.

Simplesmente uma lenda...

Miyamoto disse para as pessoas da equipe de desenvolvimento fazer Skyward Sword como se fosse o último jogo de suas vidas. Shija não estava somente instigando os envolvidos com a criação, mas também os jogadores a jogarem o game como se fosse o último de suas vidas. Faça isso e Zelda vai te agradar a cada área, sempre com um toque de humor, te surpreendendo do início ao fim. Skyward Sword é a aventura que esperávamos desde que vimos as características do Wii.

É dito que para uma história se tornar uma lenda, é preciso passar por gerações. A série The Legend of Zelda prova a cada novo título ser um dos nomes mais importantes dos videogames e Skyward Sword comprova mais uma vez o brilho da Nintendo diante de suas franquias, se renovando sem deixar as características da saga. E agora que completa 25 anos, Zelda definitivamente é uma obra de arte. É simplesmente uma verdadeira lenda.

clip_image002[20] clip_image002[22]

Comentários da equipe N-Blast

  • Rodrigo Estevam:

The Legend of Zelda: Skyward Sword marca uma nova fase para a série. O jogo traz mais emoção, mais ação e muito mais imersão. É difícil não se identificar com Link nessa aventura, como não se emocionar com seu zelo e sua busca incansável - no céu e na terra - pelo paradeiro de Zelda. Os controles por movimento tornam a experiência ainda mais interessante, não apenas pelo fato de Link repetir com sua espada os movimentos que fazemos com o controle do Wii; a inclusão da jogabilidade focada no Wii Motion Plus acabou levando o jogo a incorporar elementos de estratégia durante as batalhas e de lógica espacial em alguns puzzles. E a história, os personagens bem construídos e toda a ambientação fazem desse jogo uma aventura imperdível!

  • Rafael Neves:

Skyward Sword é o fôlego que a série Zelda pedia desde o lançamento de Ocarina of Time. Este não é o jogo revolucionário que a Nintendo prometeu, mas é a aventura mais sólida, bonita e divertida que já vimos no Wii. O visual é fantástico e retrata com excelência os cenários do jogo, enquanto as canções orquestradas dão vida aos ambientes e às cutscenes cinematográficas. O novo esquema de incluir desafios de uma dungeon fora dela traz mais dinâmica ao game, que não perde o ritmo momento algum. A cereja do bolo são os controles por movimento, que fazem o chacoalhar do Wiimote de Twiight Princess uma piada. A espada, o escudo, os itens e todos os elementos de jogo aproveitam a precisão do Wiimotion Plus de forma invejável para outros games. Skyward Sword é o jogo perfeito pra quem procura uma aventura por um mundo vivo e repleto de desafios.

  • Jaime Ninice:

The Legend of Zelda: Skyward Sword trás novo fôlego à série e apresenta sua história com um clima de mitologia. Tudo é novo, e ao mesmo tempo instigante pela complexidade em que envolvem os novos fatos e personagens revelados. Os elementos antigos e novos estão presentes nesta nova aventura, agora renovados e com novos visuais. Um novo ambiente, o céu, é o seu lar, e nele viverás as mais diversas aventuras deste primeiro jogo da saga feito exclusivamente para o Nintendo Wii!

  • Alex Silva:

A TV não é nada, o jogo é tudo. Gostei bastante do jogo, na minha opinião, está mais fácil que OoT e TP, a jogabilidade é a cereja do bolo com momentos que todo mundo diz não ser um jogo Zelda. Esperava mais inovações, mas curti o esquema mais fora das dungeons do que dentro delas, é mais um jogo da série Zelda, os elementos estão bem definidos e está tudo que sempre esteve presente nos jogos.

ATENÇÃO: Naõ perca na edição nº 27 da revista Nintendo Blast e confira a opinião de outro redator sobre Skyward Sword!

clip_image002[26] clip_image002[28]

clip_image002[30] clip_image002[32]

Prós

  • Perfeito controle das armas de Link com o MotionPlus;
  • Visual caprichado e detalhado. Proporciona uma identidade para o game;
  • As novas adições combinaram com a proposta de Skyward Sword;
  • Áudio inteiramente orquestrado e viciante;
  • Dungeons menores com enigmas inteligentes.

Contras

  • Procure por um e nos conte.

The Legend of Zelda: Skyward Sword – Nintendo Wii – Nota Final: 10,0

Gráficos: 10,0 | Som: 10,0 | Jogabilidade: 10,0 | Diversão: 10,0

Revisão: Alberto Canen


Escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google
Disqus
Facebook


  1. first...for the first time

    ResponderExcluir
  2. Arrisco dizer:
    "Melhor que o Ocarina"
    Sinplismente fantastico

    ResponderExcluir
  3. já zerei o OoT tanto no 64 quanto no 3ds, skyward sword provavel que não irei jogar tão cedo...mas só de olhar as imagens, a história, os itens, os comentários sobre jogabilidade, IA, dungeons e tudo mais...medeixa a impressão de que Ocarina od Time acabou de ser superado

    ResponderExcluir
  4. Arrisco dizer:
    "Melhor que o Ocarina"
    Sinplismente fantastico [2]

    ResponderExcluir
  5. Muito boa analise, mas eu daria 9,5 para os graficos, pois o jogo tem algumas texturas muito mal detalhadas e conta com poucos efeitos, comparado a outros jogos de Wii como SM2, Metroid Other M e Smash Bros.

    ResponderExcluir
  6. Contras
    Procure por um e nos conte.
    LOL!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  7. no meu blog www.nintendozoom.blogspot.com eu tambei dei nota 10, seria uma injustica se eu desse uma nota inferior a maior franquia de games de todos os tempos!

    ResponderExcluir
  8. tbm to achando o jogo melhor que ocarina, não sei explicar mais e o melhor Zelda que já joguei,cada cenário cada musica cada personagem novo me deixa mais e mais extasiado com o game, não se pode dizer que um game mais sim uma obra de arte, simplesmente impecável!!!

    ResponderExcluir
  9. Arrisco dizer:
    "Melhor que o Ocarina"
    Sinplismente fantastico[3]
    to enpacado na dunngeon mas é muito foda é mesmo o melhor

    ResponderExcluir
  10. GOSTEI DO ´´CONTRA´´ KKKKKKKKKKK
    REALMENTE ESSE GAME E LINDO, UMA GRANDE OBRA!!!!!
    I LOVE ZELDA

    ResponderExcluir
  11. um "CONTRA".... A FALTA DA EPONA....MIMIMI
    RSRS

    ResponderExcluir
  12. KKK Nem li fui direto pro comentario só vi o contra, rachei o bico kkkkkkkkkkkkkkkkk Ache um e nos conta kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  13. Perceberam que o Saraiva prorrogou o lançamento para 09/12? O que está acontecendo com meu bundle??? Parece que só vai chegar em 2012!! Que chato...

    ResponderExcluir
  14. só n comecei a jogar pois estou esperando o meu motion plus chegar... mas a tara é muito grande
    qando olho pro jogo, n resisto. eu o ponho no meu wii, mas n passa da 2ª tela.

    ResponderExcluir
  15. Ótima análise, parabéns!

    Depois de ler ela, fiquei ainda mais ansioso pelo jogo que eu ainda não tenho. Nintendo Blast ta querendo me torturar XD

    Ah, uma pequena correção:

    "[...] se torna uma dungeon cheia de enigmas que podem ser solucionado com o Gust Bellows [...]"

    Não devia ser "podem ser solucionadoS"?

    ResponderExcluir
  16. Ah, quando eu ganhar o meu, eu tento procurar algum contra e contar pra vocês :P

    ResponderExcluir
  17. "procuro por um de nos conte" AUSHAUSHAUHSUAHS' eu mi rachei de ri XD! Ótima análise ! Parabéns equipe do N_Blast! Continuem assim =^.^=

    ResponderExcluir
  18. Galera, Zelda SS, está na semifinal do Best Game 2011 da G4TV. E seu adversário é o poderoso Skyrim, então pessoal, vamos votar.
    Como fizeram da outra vez contra o Batman, entrem nas suas contas nesse <a href="http://www.g4tv.com/vgdm/best-game-2011/vote/209/theelderscrolls5skyrim-vs-zeldaskywardsword/>LINK</a> e loguem com o facebook ou criem uma conta no site. Não leva mais que um minuto todo procedimento. Votem, e muito. Vamos levar Zelda pra final.

    ResponderExcluir
  19. Realmente, o jogo é tudo isso que foi analisado e muito mais. Só jogando é que se sabe o que realmente é. "Ser Link" torna o jogo um épico de épicos.

    Contras - o jogo é fácil demais. Gasta-se muito mais energia caminhando do que pra se resolver os enigmas do jogo; sem falar nos 'boss' que são ainda mais fáceis do que as já facilitadíssimas dungeons.

    Na minha humilde opnião (xD) ele estaria no mesmo nível de Majora's Mask e é tão perfeito quanto Twilight Princess, só perdendo pro seu predecessor pela ausência de Midna; convenhamos que essa Fii não tem um pingo do carisma da princesa do Twilight World, mas consegue ser tão insuportável quanto a Navi.

    ResponderExcluir
  20. Tem contra SIM, EU N TENHO UM WII!!! zerem o jogo por mim XD.

    ResponderExcluir
  21. QUE DÓ, QUE DÓ, QUE DÓ !! @Agatha Gamer
    hsuahsuahushaus

    ResponderExcluir
  22. Achei um contra:A Nintendo adiar de novo o lançamento do jogo no Brasil,na Cultura ta dia 15/12,as vezes fica dificil dar votos de confiança nela ¬¬'

    ResponderExcluir
  23. leo kardoso
    Relaxa, você deveria agradecer pelo jogo EXISTIR. É o jogo mais fod@ de todos os tempos. Concordo completamente com a análise.
    Eu daria 100.000.000.000 de 10. LOL

    ResponderExcluir
  24. Se esse jogo não tivesse a nota 10 nesse site seria um crime. Em dois dias (ou três) já tenho a master sword completa, falta só "abrir o portal do tempo", sinceramente nem sei se ta acabando o jogo ou se to na metade, mas o jogo até agora mostrou bastante brilhantismo por parte da Nintendo, é perfeito em todos os sentidos, e mais, o link tá bem cómico nesse Zelda. To adorando o jogo. Eu só paro de jogar quando minha bateria acaba. Na primeira vez que liguei o jogo fiquei até as 6 da manhã jogando..hahahah...maldita bateria que acabou na hora errada.

    ResponderExcluir
  25. Vou lembrar ao pessoal, uma coisa : Diversão = \ = Dificuldade.
    Experiência unica, storyline boa, músicas orchestradas, fator exploração, Hero mode, combate melhorado = Skyward Sword.

    Pessoalmente, os Ocarinafags podem chorar, mas Ocarina perdeu o trono já, Skyward é que reina, desculpem me, mas, eu enxergo horas de diversão neste jogo.

    Um presente merecido aos fãs da série, em pleno aniversário de 25 anos, obrigado, Nintendo. \o

    ResponderExcluir
  26. Jogaço!!!!!!!!!!! cara esse Zelda é incrível, eu achei lindos esses graficos, estou jogando ainda, é um daqueles jogos que eu sempre vou querer zerar, por que a história tá muito, mas muito empolgante, cenas muito lindas e épicas, não sei analisar se é melhor que ocarina of time, por que é difícil, é complicado Skyward Sword assim como ocarina of time, teve suas inovações, cada uma em uma época, voltando ao SS, a jogabilidade é fantastica, os itens, os puzzles, sem fala na trilha sonora, parece um filme, ta de parabéns!! batalhas épicas com chefões *-* wow pra mim o melhor do ano!

    Bom, dizem que o jogo não tem contras, eu ja discordo disso, o game sim merece a nota 10, mas tem contras, digamos assim que não é contras gigantes, mas, sei la, algumas coisinhas, eu acho que o jogo falhou um pouco no clima de perigo, pois quando você tem que voltar a skyloft algumas vezes para comprar algum item, ou pela história mesmo, tem algumas missões meio bobinhas, não que eu não goste, sempre vou ganhar um item depois hehe, mas mesmo assim, da impressão que o povo não está ligando muito, mas enfim, não estraga o jogo, imagina está longe, sei que muita gente vai chingar agora haha, mas eu achei que podia ter uma dublagem, pelo menos nas cutscenes, tá é tradição do jogo, ok, mas mesmo assim, umas animações tão cinematograficas, tão lindas, e só se ouve alguns grunhidos, ah nossa agora me matam xD o wii motion, eu disse que a jogabilidade é exelente né, sim, é sim, mas tem vezes que você está lutando com alguns inimigos e eles tem uma defesa hiper forte diga se de passagem, não estou reclamando da dificuldade, mas da resposta do wii motion, que as vezes você tem que ficar trocando o lado pra acertar e o wii motion não responde tão rapido, então vc acaba tendo que dar espadadas de qualquer jeito até acertar o inimigo certo (de qualquer jeito)

    bom é só isso também, não é nada demais, apenas algumas coisas... a gente fica maravilhado com uma obra dessas, mas temos que analisar, não como fãs, por que eu sou fã de zelda também, mas como players, bom é isso,


    Jogo mais do que fantastico, pra mim é unico, mais um marco na história da nintendo, e vamos ganhar o GOTY! :)

    ResponderExcluir
  27. Não me surpreendi tanto de início como na maioria dos Zeldas que já joguei, mas depois da primeira hora de jogo, ele fica simplesmente fantástico. A curiosidade a respeito do "mundo inferior" a Skyloft cresce junto com as habilidades de Link e os esclarecimentos sobre o paradeiro de Zelda. É difícil não se apegar a esse jogo e manter o interesse constante nas novas áreas e bugingangas que você vai desbloqueando. Acabou aquele lance de "Zelda é raptada por Ganon e fica presa no último calabouço até você resgatá-la". Esse, aliás, é um ponto que julgo negativo no clássico OoT. Enfrentar todos aqueles Dungeons, um após o outro, em busca dos medalhões para finalizar a história é de torrar a paciência, especialmente quando você chega no maldito templo da água. Isso continuou a se repetir em Twilight Princess e foi novamente o motivo do meu desinteresse pelo jogo lá pela metade dele.

    Em Skyward Sword, a história está mais consistente, bem desenvolvida e cheia de surpresas a cada avanço do jogador. Os Dungeons estão mais curtos (pra nossa felicidade) e o novo sistema de save te poupa de ter de voltar pro início dele caso todos os corações se esgotem. É inegável também que a jogabilidade ficou mais dinâmica com a adição de maior precisão nos movimentos com a espada. Os combates conseguem ser um pé no saco 90% das vezes - e não, isso não é um ponto negativo. Fugir deles ou atacar os inimigos de longe é uma opção pros que preferem gastar mais tempo e poupar energia, mas bolar estratégias para cada novo inimigo encontrado é muito divertido. Os estúpidos Bokoblins agora defendem todo o tipo de ataque "aleatório" com a espada, e vencê-los simplesmente chacoalhando o controle é questão de pura sorte. Aí entra a intuição e percepção do jogador (rá! mal posso prever seus movimentos!) como tempero na jogabilidade. Isso melhora e muito o conceito inicial de "chacoalhe rápido e vença tudo" adotado em Twilight Princess, que rapidamente torna-se cansativo.

    Enfim, sem enrolar demais, este é o melhor Zelda que joguei nos últimos anos. É simples, inteligente, bonito, preciso e cativante. Tudo o que todos nós estamos acostumados a esperar de um jogo da série. Parabéns pela análise.

    ResponderExcluir
  28. fantatico ja estou zerando o game é o melhor de todos não esperaria menos da big n :)

    ResponderExcluir
  29. Ah.... Ás músicas do Zelda em geral são sempre belas, ainda bem que a Nintendo disponibilizou um CD exclusivo com as músicas do Skyward Sword porquê muitas pessoas que jogam Zelda acabam gostando das músicas também.

    ResponderExcluir
  30. Cara a analise foi curta mas ótima, agora dizer que o game não foi a revolução que a Nintendo prometeu é foda.. ou q 6 querem?

    Mudou a cara da série a jogabilidade e os elementos de RPG! Quem vai querer jogar zelda de modo diferente?

    Cara.. Que que vocês querem?????????????

    ResponderExcluir
  31. Realmente, no jogo, quando Zelda te dá a Sailcloth, é dito:
    "Parabéns! Você ganhou a Sailcloth, uma roupa que te impede de se machucar ao cair de grandes alturas! 'e cheira bem...'"

    ResponderExcluir
  32. Arrisco dizer:
    "Melhor que o Ocarina"
    Sinplismente fantastico[4]

    ENTREM E VOTEM em Zelda vamos mostrar que ele é o melhor
    http://www.g4tv.com/vgdm/best-game-2011/battleresult/209/TheElderScrolls5Skyrim%20vs%20ZeldaSkywardSword/1B73ED21FDC74627AD4B7BDB3DBFBA63/

    ResponderExcluir
  33. desculpa gente link errado http://www.g4tv.com/vgdm/best-game-2011/

    ResponderExcluir
  34. Votem aqui tbm =)

    http://www.spike.com/events/video-game-awards-2011-nominees/voting/game-of-the-year

    ResponderExcluir
  35. foda q nos do BR ainda estamos de mãos abanando pq n chegou ainda o jogo aqui oficialmente ;(

    ResponderExcluir
  36. Vi a analise do MOK na quarta foi mto mal explicada, parabens n-blast otima analise

    ResponderExcluir
  37. A maioria dos sites deu nota maxima,mesmo de tanto xingarem feito uns doido dos gráficos.Acho que um erro é a camera que desfoca em alguns momentos,mas nada de tão importante assim,

    ResponderExcluir
  38. Na minha opnião esse jogo e mto loko mas Zelda Twilight Princess ainda sim e melhor pra mim ocarina of time e majoras mask tbm(lembrando essa e minha opniao)


    ah galera tem um contra q mta gente deixou passar e se esqueceu
    a falta dos Zoras eu sei q hyrule ta em formaçao mais se possuem os gorons as Zoras deveriam aparecer tbm...

    ResponderExcluir
  39. Vi um vídeo e está muito bom. Mas ainda não me deu aquela vontade de jogar...

    ResponderExcluir
  40. O único contra é que quem não tem o Motion Plus (tipo eu) não pode jogar :(

    ResponderExcluir
  41. Acabo de compra o meu em uma loja física aqui em Santo André - SP por 165.00 R$ ( O.o)

    ResponderExcluir
  42. Preciso de um Wii o + rapido possível!:P

    ResponderExcluir
  43. @fodão: ô loco, hein.. haja tentação! XD

    @Henrique Borba: Obrigado pelo elogio e pela correção, que já foi aplicada na análise. Valeu! :)

    @Marcus: respeito a sua opinião e concordo com você. Só jogando é que sabe o que é. Agora a respeito das lutas contra os chefes, não acho que eles sejam fáceis, mas sim que se tornam sistemáticas. Por exemplo,o chefe escorpião. Você nota que ele abre as prensas na horizontal, portanto, deve-se acertar na vertical. Vai mais da noção do jogador. :)

    @Hugo B.: de fato, se houvesse dublagem as cutscenes seria lindíssimas. Mas ainda manteve a tradição. Mas a Zelda e a Fi cantam. Já é um avanço e tanto XD

    @Lucas Ismael: muito obrigado pelo elogio e parabéns pelo seu mini-review :D

    @Marcos Silva: aí esse não é um contra. é um Big Contra :p

    ResponderExcluir
  44. Arrisco dizer:
    "Melhor que o Ocarina"
    Sinplismente fantastico[5]

    Na minha opinião Zelda SS é o melhor Zelda junto com Wind Waker pois o Wind Waker é um dos meus favoritos mas agora que veio Skyward Sword, fico na duvida em qual colocar em 1º, então amo os 2 como se fossem um e Zelda OoT fica em 2º :D

    Mas os graficos eu daria 9.5 tmb, mas tudo bem, 5 pontinhos discontados não faz tanta diferença, afinal, o jogo é nota 10 do mesmo jeito! ^^

    Parabéns pela a Analise, e vamos ajudar a série a ser o GOTY pois Zelda merece, e é um bom presente para os 25 anos da série! ^^

    ResponderExcluir
  45. aí sim,hein,enfim um zelda que ultrapassa o ocarina of time!!

    ResponderExcluir
  46. @Luigi Me:
    O CD tem uma compilação de várias músicas dos 25 anos de Zelda e não só do SkyWard.

    ResponderExcluir
  47. Não tem suporte para se controlar "tradicionalmente"? Nunca fui fã de carteirinha de Zelda, mas ficar jogando em pé do jeito que disseram!? Tô voltando pro Super Nintendo mesmo... :D

    ResponderExcluir
  48. ahauhauhauhauhuaauahuahuahuahuaa
    nao precisa jogar em pe nao fabiano.

    acho q sem contar as feiras de games, eu nao vi em lugar algum pessoas jogando em pe.

    ResponderExcluir
  49. Eu jogo sentado em um puff e é normal, não precisa ficar em pé. Eu também prefiro Wind Waker que Ocarina, de todos os Zeldas (até Skyward) Wind Waker é o único que me dá vontade de jogar de novo após zerar o jogo.

    ResponderExcluir
  50. Um contra: Serrilhado pra caramba!

    ResponderExcluir
  51. Não tenho a mínima vontade de jogar... e eu já vi vídeos e imagens.

    ResponderExcluir
  52. O jogo é sensacional, mas tem algumas coisas que irritam;

    1- A FI é mais chata que a Navi. #fato. A navi pelo menos era só irritante, já a Fi além de chata ainda te considera um debilóide que não consegue pensar. Tá o tempo todo dizendo "mestre, faça isso, olhe pra cima, veja ali em frente, ali está o que procuramos" e afins. Cheguei numa parte onde fui procurar de onde vinha um barulho e ela já saiu dizendo "mestre, olhe aquela criatura ali, é a origem do som que estamos escutando"... ah, vá pra pqp e me deixa pensar, ficar empacado 3 horas num lugar pra descobrir que tinha um switch atrás de uma folhagem que tava na minha frente, pô... nos outros zeldas era assim e era ótimo, no fim tu saía com aquela sensação de "eu sou muito burro mesmo", e ficava mais ligado nos puzzles seguintes.

    2 - Essa falta de deixar o jogador pensar não é exclusividade da Fi. Tem dica o tempo todo, e não são insinuações do tipo "precisamos procurar a entrada do local tal", são do tipo "vá até o X marcado no mapa, lance seu clawshot naquela marca que aparece em cima da porta, abra o baú, pegue a chave e entre na caverna". Isso tira o gosto da exploração (ficou meio Other M...)

    Assim como tem as interfaces da tela pra usuários mais experientes, deviam fazer também uma interface pra Fi, com as opções "noob, debilóide, nerd e chuck norris".

    3- podia ter uns mini-games a mais, principalmente envolvendo o loftwing.

    Mas como eu disse antes, o jogo é sensacional, imersivo e tudo o mais. tô com mais de 35 horas de jogo mas não faço questão nenhuma de avançar na história, eu passo tanto tempo fazendo as side-quests ou simplesmente passeando por skyloft (spoiler: arremessar gatos pra fora da cidade durante a noite é legal :D). Não tô com pressa nenhuma pra chegar ao final do jogo, quero mais é curtir a experiência.

    Pelo visto meu controle dourado vai chegar no mesmo dia em que a espada vai virar a master sword... é a vida imitando a arte...

    ResponderExcluir
  53. Tem gente que tá dizendo que o jogo não tá bom, tá ruim e tal e por causa disso não vão jogar, ver videos e imagens é só pra vc ter uma idéia de como é jogo na hora e jogar, não da pra avaliar um jogo que vc nunca jogou simplesmente vendo pelo video cacete, vão jogar PES então porra! ¬¬

    Não sabem o jogão que estão perdendo...

    ResponderExcluir
  54. Ah! Isso vocês não dizem de Super Mario 3D Land. Vocês nem jogaram e falaram que era ruim. Tudo isso de vocês é BALELA!

    ResponderExcluir
  55. esse zelda e show!aquele ataque da espada para o céu e similar o getsuga tenshou do ichigo (acho que e assim que escreve)

    ResponderExcluir
  56. Este jogo é super D+ não consigo parar de jogar.me fez relembrar os muitos dias que eu fiquei para zerar ocarina e twilight.não é a toa que esta concorrendo ao jogo do ano.

    ResponderExcluir
  57. Wii World
    Esse jogo COM CERTEZA não tem serrilhados. O visual desse jogo foi feito assim justamente para não haverem serrilhados.

    Super Mario
    Não tem a mínima vontade de jogar?
    O problema é seu! É a sua opinião.
    Não precisa postar duas vezes a mesma coisa só para ligarem para você e você "receber a atenção que merece".

    ResponderExcluir
  58. Quando eu vi ela sem a Fuzed Shadow na cabeça pensei que fosse outro twyli, aquela mascara escondia uma testona e um cabelo puxado pra trais horrivel, fica muito mais bela com a a mascara.

    ResponderExcluir
  59. @Alex Sandro de Mattos De nada :)

    ResponderExcluir
  60. A Nintendo reconheceu a existência de um erro grave em The Legend of Zelda: Skyward Sword que impede o progresso dos jogadores.

    O erro apenas acontece se uma série de eventos, que têm lugar perto do final do jogo, forem completados de uma maneira específica.

    A quest "Song of the Hero" é onde o erro tem origem, que pede aos jogadores para revisitarem três localizações. O erro acontece se visitarem primeiro o "Lanaryu Desert", falarem com a personagem "Golo the Goron" antes de receberem a música "Thunder Dragon" e se depois disto, falarem com a personagem novamente.

    Se fizerem isto, têm somente duas opções: começar o jogo de novo ou reverter para uma gravação anterior.

    A Nintendo não revelou quaisquer intenções de uma atualização para o jogo, embora o feedback dos jogadores esteja a ser documentado.

    fonte: http://www.eurogamer.pt/articles/2011-12-06-nintendo-reconhece-erro-grave-em-skyward-sword

    ResponderExcluir
  61. Jogo excelente, controles excelentes, série excelente, tudo perfeito!
    A análise está ótima! Só não gostei de alguns spoilers no meio dela... como os itens de Link, os minigames... isso não precisava estar na análise...
    Mas ainda assim está muito boa!

    ResponderExcluir
  62. BANDO DE NOOBS IDIOTAS! Li todos os comentários e fiz uma lista de todos os noobs que fizeram os comentários idiotas, isso lembrando que a grande maioria(que pensou(QUE PENSOU) em comparar Ocarina of Time com "isso") será noob para sempre!
    Pode ser que eu tenha repetido algum nome, mais isso não importa pois nem gente eles são mesmo(pelo menos não são seres semelhantes a mim! HUAHUAHUA):

    J_Dz7
    Allan
    Diotupi(2)
    Felipe Martins
    chok
    negresco
    Marcus(porque citou Majora’s Mask, e AQUELA PORRA NÃO É ZELDA)
    Lucas Costa(noob forever)
    DTL-pool(razão para o iminente fim do mundo)
    Lucio Ismael
    J V I C T O R (resposta para a sua pergunta estúpida: EU)
    lucas
    Bardo
    SYSTEM OF A DOWN+ZELDA=WTF?(citou Marora’s Mask, e AQUELA PORRA NÃO É ZELDA(2))
    Fernando Felix
    Alexander
    Filipe Capela
    J V I C T O R
    BrasGamer

    Esse Zelda fail foi com certeza um dos piores(isso se não for o pior), O jogo foi muito fácil(não estou exagerando), demorei 3 dias para terminar o jogo + 2 dias para o Hero Mode!
    OS CONTRAS QUE VOCÊS QUERIAM SEUS NOOBS IDIOTAS:
    Nesse "Zelda", quando você entra em uma dungeon o jogo se transforma em um jogo de plataforma; Fi o considera retardado(2); Acabou aquela sensação de "mas que burro, como eu não pensei nisso antes"(2); A história contém muitas falhas; Dungeons muito pequenas; Bosses muito fáceis; Link muito feio, eu procuro não olhar para a tela nos vídeos; Impa imita o Rasengan; Demise é muito fraco e nem se compara ao Ganondorf(extremamente foda); Epona é muito mais legal do que aquele pássaro idiota; vontade de não ir para alguns lugares pois são muito chatos(diferente de Ocarina of Time onde todos os lugares são legais); Impa está em dois lugares diferentes ao mesmo tempo! WTF; Jogo se apoiou demais com o MotionPlus; Não mostrou nenhuma aldeia de Gorons; e o contra menos importante é o glitch do save....

    Então depois de tudo isso esse bando de noobs(provavelmente com 6 ou 7 anos de idade) tem a audácia de dizer que esse joguinho chega perto(CHEGA PERTO) de Ocarina of Time(N64)?
    Eu tenho certeza sobre uma coisa: vocês(lixo humano) serão noobs para o resto da vida, um favor para humanidade seria se vocês simplesmente se matassem :D

    Mas nem todos que comentaram são noobs, alguns fizeram comentários muito inteligentes, como:


    Fmrbass(A Fi é muito irritante.....e o jogo está muito fácil)
    animes e roms(CONCORDO COM VOCÊ CARA! AQUILO É O GETSUGA TENSHOU, HUAHUAHUAHUAHUA)

    Enfim, eu tenho certeza de que ambos:(1º lugar)(melhor jogo de todos os tempos)Ocarina of Time,(2º lugar)A link to the Past, Wind Waker, Phantom Hourglass, Twilight Princess, Spirit Tracks são sem dúvidas melhores do que Skyward Sword(não que seja um jogo ruim já que tem alguns pontos positivos como: IT'S A SECRET TO EVERYBODY; Ghirahim com suas famosas frases: THAT GODDESS-SERVING DOG ESCAPED WITH THE GIRL; Do you Know how this made me feel?; FURIOUS! OUTRAGED! SICK WITH ANGER!; o Beetle e easter eggs interessantes.

    ResponderExcluir
  63. Morre infeliz. Para o bem da humanidade!

    ResponderExcluir
  64. pkkodama parabéns eu pensei , refleti e realmente você tem razão. Parabéns você tá certo E O MUNDOOOOOOOO INTEIRO TA ERRADO. SEU LIXO. MORRE!

    ResponderExcluir
  65. pkKodama

    Ok, fique aí, não me importa sua opinião, mas PORRA,
    RESPEITE A DOS OUTROS.
    Não me importa se você odiou, isso não te dá o direito de falar mal de quem gostou. Não gostou?
    O PROBLEMA É SEU.
    E não vem com esse papinho de "u mad?", aprendiz de troll.
    Isso não me afeta.

    ResponderExcluir
  66. "É o jogo mais fod@ de todos os tempos. Concordo completamente com a análise.
    Eu daria 100.000.000.000 de 10. LOL"
    Você disso isso......
    Você achou mesmo que eu(ou qualquer outra pessoa que não use drogas) conseguiria ficar quieto após ler isso?
    Se você realmente achou..então você tem problemas cara ;D

    ResponderExcluir
  67. o único contra q encontrei é ter q ficar segurando o Z para se fixar nos inimigos

    ResponderExcluir
  68. zerei ocarina e o próximo é esse

    ResponderExcluir
  69. não entendo a quantidade de críticas à Spirit Flute, é o melhor instrumento da série,é o mais divertido e a harpa é uma verdadeira bosta

    ResponderExcluir
  70. ^ pois é, tb achei q a harpa ficou meio ruim mas na minha humilde opnião o melhor instrumento eh a ocarina...
    mas ainda assim SS eh um dos melhores jogos q eu ja joguei

    ResponderExcluir
  71. KOLLOTOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOS MELHORRRRRRRRRRR CHEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEFAAAAAAAAAAAAAOO PORRRRAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA ELE É MUITO FUEDAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA VIVA O ZELDA SS

    ResponderExcluir
  72. pra mim zelda ss não é melhor nem fudendo do que o Majora´s Mask

    ResponderExcluir