Jogamos

Análise: Mighty Switch Force (3DS)

em 27/01/2012

A produtora WayForward conseguiu criar um padrão de qualidade para games lançados para DSiWare por causa de títulos como Shantae e Mighty... (por Anônimo em 27/01/2012, via Nintendo Blast)

largeA produtora WayForward conseguiu criar um padrão de qualidade para games lançados para DSiWare por causa de títulos como Shantae e Mighty Flip Champs. Eles valem cada centavo gasto para deixar seu portátil mais divertido e variado. Agora, com sua primeira empreitada no eShop do 3DS, a produtora tentou mostrar que seu padrão de qualidade continua elevado e que pode fazer com que as escolhas nas compras de novos games via download podem começar a partir de seu novo título, Mighty Switch Force. A questão é uma só: o padrão foi elevado ou a WayForward tropeçou?


Capturando beldades

Assim que ligamos o 3DS para começar a aventura, um game estiloso é apresentado. Ele possui uma arte impecável e a trilha sonora é muito bacana. Jogamos na pele da oficial Patricia Wagon, que deve recapturar algumas belas fugitivas que se perderam em cenários complexos com alguns inimigos que não mighty-switch-force-4hesitarão em ficar em seu caminho. A nossa heroína possui uma arma para destruir os adversários e abrir caminho para encontrar todas as belezinhas. Com isso em mente, pode até parecer que Mighty Switch Force é um game de ação e, mesmo vendo somente as imagens, podemos compará-lo a um Mega Man. Na verdade este game é muito mais um puzzle do que parece, pois a verdadeira questão aqui é como capturar as fujonas pelo cenário - que lembram labirintos bem montados - em curto período de tempo. Para resolver cada um dos dezesseis desafios, é necessário saber planejar, tentar e errar, pois se calcular algo errado, você poderá perder corações e ficar cada vez mais perto de um game over. A dificuldade é crescente, o que é um deleite para aqueles que gostam de um autodesafio.

 

Clique do poder

Para quem apenas der uma olhada nas imagens de Mighty Switch Force, o game pode parecer ordinário e nada de mais. Mesmo com gráficos bacanas e cores vivas, o que realmente ressalta na aventura é o simples apertar de um botão. Com um clique no L do Nintendo 3DS, plataformas aparecem e desaparecem para ajudar nossa heroína a alcançar certos lugares e até mesmo a derrotar certos inimigosMSF1-620x impossíveis de se atingir com a arma. Este é o verdadeiro ponto estratégico e o que dá o maior foco no estilo puzzle. Sem planejamento ou total certeza de quando acionar certas plataformas, você pode ser obrigado a reiniciar toda a missão. É bom ser perspicaz e cuidadoso em suas ações. Além de todo esse foco na estratégia, há mais um elemento que pretende desafiar ainda mais o jogador: a corrida contra o tempo. É dessa forma que nos obrigamos a jogar as mesmas fases várias vezes para provar a todos que podemos finalizar a missão no menor tempo possível.

 

Falta um algo a mais

mightyswitchforce

Se você leu o que escrevi com atenção até agora, poderia acreditar que simplesmente adorei o game. Não é bem assim. O grande problema de Mighty Switch Force é a falta de um conteúdo extra. Algo que nos faça revisitar a aventura por mais vezes, já que o tempo de gameplay é curto e quase não há extras. A produtora WayForward aposta nos desafios contra o tempo e nos recordes pessoais para que o jogador não encoste o game no interior do 3DS. Infelizmente isso não é o suficiente para nos prender por dias a fio e, aos poucos, acabamos voltando para outros títulos mais duradouros como Pushmo ou Mario VS Donkey Kong.

mighty_switch_force_003

Mighty Switch Force é um ótimo título, mas não é completo e nem dá essa sensação ao jogador.

 

Pontos Positivos:

  • Bela mistura de puzzle com ação
  • Ótima arte
  • Divertimento instantâneo

Pontos negativos:

  • Falta um algo a mais para nos prender no game por mais tempo
  • Inutilidade do efeito 3D

 

Mighty Switch Force – Nintendo 3DS – Nota Final: 8.0
Gráficos: 8.0 | Som: 8.0 | Jogabilidade: 8.0 | Diversão: 8.0


Revisão: Leandro Freire


Escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.
Este texto não representa a opinião do Nintendo Blast. Somos uma comunidade de gamers aberta às visões e experiências de cada autor. Escrevemos sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0 - você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.