Campanha em redes sociais quer que Bravely Default: Flying Fairy (3DS) venha para o ocidente

Uma atitude semelhante a Operation Rainfall , que trouxe três RPG's japoneses do Wii para o ocidente, começou nas redes sociais. Dest... (por Alexandre Galvão em 17/10/2012, via Nintendo Blast)

Uma atitude semelhante a Operation Rainfall, que trouxe três RPG's japoneses do Wii para o ocidente, começou nas redes sociais. Desta vez, o objetivo é trazer o novo RPG da Square Enix, Bravely Default: Flying Fairy (3DS) para o ocidente. Fãs criaram uma fanpage no Facebook e um perfil no Twitter com o objetivo de fazer com que a Square Enix ouça e atenda o apelo. Em um de seus perfis, o grupo diz: Nossa missão é simples: Mostrar à Square Enix que aqueles em outras regiões, além do Japão, querem o jogo Bravely Default: Flying Fairy em nossas terras. Faça sua voz ser ouvida!

Tecnólogo em Gestão Ambiental, produtor do BlastCast e sincero até demais. Jogador casual de muitos e hardcore em poucos. Adora jogos que acabam em discórdia e fogo no parquinho. @XelaoHerege


  1. como o pessoal do face tava dizendo trava de regiao devia ser livre isso incentiva tmb uso de pirataria pelo incrivel q pareça até eu ja fui obrigado a usa flash pra poder joga games de DS q nao veio pro ocidente esse game é épico tem q tem no 3DS americano sem duvida

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigado pelo apoio nintendo blast!

    ResponderExcluir
  3. Querem trazer só pq é um jogo perv. ^^heheheh
    Tem tanto jogo melhor que poderia vir antes.

    ResponderExcluir
  4. @Rafaeloz, não se deixe enganar por essa belíssima artwork. Se você assistir aos trailers de lançamento e até o gameplay que o canal Nintendomination postou no youtube, você verá que o jogo segue um visual mais infantil, remetendo aos gráficos da antiga era dos 16-bits.

    Os fãs querem trazer este jogo para o ocidente, não pelas pernas da protagonista, mas pela história, que parece ser muito bem construída (algo que parece ter ficado de fora nos últimos Final Fantasies), e um sistema de gameplay que mistura nostalgia com inovação, além das funções únicas do 3DS, como SpotPass e AR Cards para a apresentação dos personagens.

    Além disso, é muita injustiça com os gamers ocidentais deixar um game para uso exclusivo de consoles japoneses. A idéia deste tipo de campanha é fazer as indústrias japonesas (e as americanas também) enxergarem o mercado ocidental como algo que se modificou, e muito, ao decorrer dos anos, sendo que ações como trava de região e lançamentos exclusivos para o Japão só servem para aumentar recursos ilegais que favorecem a pirataria e prejudicam o próprio mercado!

    ResponderExcluir

Disqus
Facebook
Google