Blast from the Past

Blast from the Past: Mario vs. Donkey Kong (GBA)

Tudo começou bem lá atrás, na década de 1980 , quando um gorila fanfarrão decidiu raptar a namorada do senhor Jumpman (primeiro nome do Ma... (por Gustavo Rocha em 03/03/2013, via Nintendo Blast)

Tudo começou bem lá atrás, na década de 1980, quando um gorila fanfarrão decidiu raptar a namorada do senhor Jumpman (primeiro nome do Mario), a fim de provocá-lo. Contudo, com o passar do tempo, ambos esqueceram suas rixas, e até começaram a praticar diversos esportes juntos. Porém, o que ninguém imaginava é que Donkey Kong atacaria novamente, mas dessa vez tendo como alvo um outro bem precioso de Mario: os bonecos Mini-Marios. E então, será que ele se saiu bem agindo novamente como muquirana? Confira nesse Blast from the Past bombástico.


Quem não quer um Mini-Mario?

Mario Bros. estava no auge de sua fama. Seus feitos haviam se espalhado por todo o Reino do Cogumelo e até mesmo um boneco dele foi criado para divertir os pequeninos. O único problema é que os Mini-Marios eram legais demais, pois não apenas eram fofinhos, como também eram inteligentes. Donkey Kong, ao ver um comercial deles na televisão, ficou extremamente fissurado e apaixonado pelos brinquedos, e decidiu comprar um. Entretanto, ao chegar na loja descobriu que todos haviam se esgotado das prateleiras. Resumindo, para se satisfazer, DK assaltou a fábrica de brinquedos e ficou com todos só para ele. Ou quase!  

Diferente, inteligente e muito divertido

Mario percebeu então que todos os Mini-Marios estavam em posse do macacão de gravata. Claro que ele não ia deixar que Donkey se saísse bem nessa, então decidiu resgatar todos os bonecos.

E é aí que ele nos levaria a conhecer os mais diferentes mundos já vistos em jogos do Mario - em termos de jogabilidade pelo menos. Dessa vez o encanador deveria fazer tudo o que já tinha feito antes: saltar, pisotear inimigos e correr. Entretanto, o diferencial aqui era que o jogador deveria se esforçar resolvendo os inúmeros enigmas para completar as fases. Aliás, cada fase possuía uma forma diferente de ser completada e também um tempo. Provável que nunca na história de Mario (depois de Dr. Mario) tenha existido um jogo do encanador em que o jogador deveria quebrar tanto a cabeça para terminar.

Uma pérola do Game Boy Advance

As últimas fases eram as mais legais, pois você deveria andar junto dos bonecos, e agir de acordo com as passagens e obstáculos do cenário para garantir a sobrevivência de todos. O som do jogo era fantástico, com músicas que tiravam o máximo proveito do hardware do GBA e colaboravam para deixar o jogo mais dinâmico e emocionante.



Os gráficos também eram sensacionais, e possuíam um visual pseudo 3D pra lá de charmoso. Na tela de Game Over, ao aguardar alguns instantes era possível ouvir Mario clamando por comidas típicas italianas, como spaghetti e ravioli.

Mario vs. Donkey Kong foi tão bem aceito pelo público que rendeu até mesmo continuações para o Nintendo DS. Um clássico indispensável para qualquer fã do bigodudo ou do gorilão, e ainda pôde ser baixado no Nintendo 3DS, na época em que a Nintendo estava tentando levantar as vendas do aparelho.


Você jogou Mario vs. Donkey Kong? Lembra de algum outro jogo quebra crânio do Mario? Não deixe de comentar.
Revisão: Lucas Oliveira 

Escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original.


  1. curto mais esse q o de ds ainda bem q sou embaixador ^^ mas eu tenho o de ds e vo pega de 3ds tmb xd

    ResponderExcluir

Disqus
Facebook
Google