Blast Log

Pokémon Stadium (N64): Parte 3

Minhas batalhas pelo Gym Leader Castle continuam ainda mais empolgantes

Após uma batalha eletrizante contra Lt. Surge em Vermilion – eu precisava dizer isso – segui para o Ginásio de Celadon. A primeira batalha foi contra Lass. Quando a batalha começou, automaticamente lembrei de sua versão 8bit em Pokémon Yellow e sua personalidade esnobe no anime. Particularmente, gosto dessa personagem.


Não tive dificuldades para vencer, apesar de seu Wigglytuff ter colocado dois dos meus Pokémon para dormir e enchido meu Raichu de porrada com Body Slam.

Seguem Beauty e Cool, com Pokémon de tipos variados, e a líder Erika, com Pokémon de planta. Devo admitir que meu time levou uma surra feia por causa de pós do sono e golpes venenosos. Fomos derrotados em uma primeira tentativa. 

O jogo permite continuar da última partida salva, porém, se eu quisesse reformular o time, com um reforço em Pokémon do tipo fogo, teria de recomeçar todo o ginásio. Por conta disso, continuei com o mesmo time. Desta vez, escolhi Arcanine, por conta do Fire Blast, Alakazam, com Dig e Confusion, e – em uma jogada arriscada – Raichu, com seu Mega Kick

Arcanine entrou primeiro e fez churrasquinho de Exeggcute, mas foi posto para dormir por Gloom. “Arcanine! Volte!” – sim, é assim que você me veria jogando Pokémon – “Vai Raichu!”. 

Ordenei um Mega Kick, e torci para que o golpe fosse mais ágil do que o utilizado por Gloom. E foi. O golpe foi certeiro no adversário, mas não tirou HP o suficiente para derrotá-lo em uma rodada. Erika ordenou Gloom a utilizar Petal Dance, um dos golpes mais fortes de Pokémon de planta. 

Mas pelo visto, Arceus estava do meu lado. Gloom errou o golpe. Ordenei Mega Kick novamente, mandando Gloom direto para sua Pokébola. Mas Erika tinha mais um trunfo venenoso: Vileplume. 

Retornei Raichu e mandei Alakazam. O golpe Confusion foi mais efetivo do que esperava contra o Pokémon de planta. Em poucos turnos, a vitória era de Alakazam e a insígnia era nossa.

Em seguida, passamos pelo ginásio de Fuschia – que eu havia esquecido completamente de sua existência –, onde enfrentamos mais Pokémon de efeitos variados, como o Venonat de Biker, o Kadabra de Juggler e o temível Venomoth do líder Koga, que além de colocar meus Pokémon para dormir, tinha um Psybeam em sua lista de golpes.

Isso é golpe sujo! Eu não consigo atacar uma criatura como essa!
Vencendo Koga, partimos para um de meus ginásios preferidos: o de Saffron. Nos games da primeira geração, a cidade de Saffron era onde muitas coisas legais aconteciam, mas uma delas se destacava: era nela em que o jogador travava uma batalha decisiva contra a Equipe Rocket e adquiria a Master Ball, que mais a frente permitiria a captura de Mewtwo. 

Fiquei decepcionado por Pokémon Stadium não trazer nenhuma referência a esta batalha. Porém, outro momento do game foi representado: a batalha contra a academia de Pokémon lutadores, aqui representada por Cueball. 

O carequinha utilizou Primeape, Rhyhorn e Mankey. Fichinha para Alakazam. Em seguida, vieram Burglar, com seus Pokémon de fogo, e Medium, com Pokémon fantasmas. Hora, então, de enfrentar Sabrina.

Contra seus Pokémon psíquicos, escolhi Raichu, Arcanine e Alakazam. Ela começou com Mr Mime. “Raichu! Use Thunder!”. O golpe não foi muito efetivo. Mr Mime usou Thunder Wave, deixando Raichu paralisado. 

Apesar de não levar danos significativos de Mr Mime, Raichu não conseguiu atacar nos turnos seguintes, restando a mim trocar de Pokémon. Enviei Alakazam, e logo ordenei que utilizasse Dig. “Vamos acabar logo com isso”, pensei. 

O golpe acabou com todo o HP do adversário. Sabrina enviou Alakazam para o combate. Acabamos com ele com uma sequência de Digs, porém, os golpes do adversário deixaram meu Alakazam com três pontos de HP apenas. 

Como último recurso, Sabrina mandou Kadabra, que apesar de ter levado um Dig de Alakazam, sobreviveu para tirar a fagulha de HP que lhe restava. Neste momento, enviei Arcanine.

“Arcanine! Use Fire Blast!I”, ordenei. O golpe não foi muito efetivo. Sabrina ordenou um Psychic e Kadabra respondeu, deixando Arcanine com menos da metade de seu HP. 

Arcanine usou Take Down, tirando um pouco mais da vida de Kadabra. O adversário respondeu com mais um Psychic e Arcanine foi para a lona. Só me restou enviar o Raichu paralisado para campo.

Para ter certeza que atacaria primeiro, escolhi Mega Kick. Raichu não respondeu, levando um Seismic Toss de Kadabra. O golpe deixou Raichu por um triz. A derrota era previsível. 

Apostei tudo num último Mega Kick. Para minha sorte, Raichu acertou em cheio, zerando o que restava do HP de Kadabra. Assim, vencemos Sabrina e adquirimos a insígnia. 

Ufa (respira). Esta parte foi de tirar o fôlego! Estou muito feliz com o potencial apresentado pelo time até agora. Como nos games principais da franquia, já criei um certo laço com minha equipe, então estou decidido a seguir com eles até o Hall da Fama.  

Na parte 4, enfrentaremos os dois últimos líderes e os campeões da Elite 4. Não deixe de ler! 

Bruno Bonatto escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook