Pokémon Blast

Fundação Aether: heróis ou vilões?

Descubra os verdadeiros vilões de Alola, que causaram uma reviravolta total na história.



Desta vez, preparamos uma matéria especial para vocês leitores. Serão duas matérias interligadas, uma completando os dizeres da outra. Mas não se preocupem, fizemos de uma forma em que ambas também podem ser lidas separadamente, porém, recomendamos que sejam lidas em paralelo, assim, a imersão será a máxima possível. A seguir, contaremos como duas equipes alternavam-se na função de vilão nos jogos Sun/Moon, Ultra Sun/Ultra Moon. Para vocês, o que é um herói? Seria aquele que luta contra o mal, certo? E se houvesse um vilão que luta contra outro vilão, isso faz dele um herói? Essa relação resume muito bem a Equipe Skull e a Fundação Aether, que são as equipes vilãs da região de Alola. Esta matéria é dedicada à Fundação Aether e sua participação nos jogos. Para ler mais sobre a Equipe Skull, clique aqui. Boa leitura a todos!

O que é a Fundação Aether

A Fundação Aether é uma iniciativa da região de Alola e foi criada para servir de abrigo aos Pokémon que foram abandonados, por seus treinadores e crianças órfãs, em uma ilha artificial chamada Aether Paradise, que compõem o arquipélago dessa região. Aqui, os Pokémon são curados e criados para que possam viver novamente em harmonia com humanos e outros Pokémon de diferentes espécies. Seus membros são treinados por Faba, diretor da fundação e especialista em Pokémon do tipo (quase como um psicólogo, explicando parte do seu tipo dominante), e são enviados a campo para ajudar os Pokémon contra pessoas que queiram fazer o mal contra eles, como a Equipe Skull por exemplo. Entretanto, há uma divisão da Fundação que conduz pesquisas relacionadas às Ultra Beasts, criaturas que vivem em uma realidade alternativa e que podem ser acessadas através dos poderes de um Pokémon chamado Cosmog. Ciente das capacidades deste Pokémon, a Fundação Aether começou a trabalhar com experimentos genéticos, a fim de criar um Pokémon que fosse capaz de combater essas Ultra Beasts. Ao combinar o DNA de diversos Pokémon, o resultado foi nomeado como "Type: Full", ou seja, aquele que tem todos os tipos. Para aprimorar o Type: Full, a Fundação desenvolveu um sistema chamado RKS, que é alimentado por memórias contendo os 18 tipos de Pokémon existentes, parecido com um certo Pokémon da região de Sinnoh. Porém, os protótipos do Type: Full começaram a reagir de forma instável e inesperada. Com isso, o projeto foi descartado e os Pokémon criados foram congelados, sendo renomeados para Type: Null. Um dos membros da Fundação, Gladion, que também é filho da presidente, prevendo o mal que poderia afligir sobre a região de Alola, decide deixar a fundação e rouba um dos três Type: Null criados e avisa apenas a sub-chefe Wicke sobre sua partida.

A líder - Lusamine

Presidente da Fundação Aether, Lusamine é uma mulher de bom coração e que ama todos os Pokémon, sejam eles nativos de Alola ou não. Ela decidiu criar essa iniciativa após o desaparecimento repentino de seu marido, o Professor Mohn, que estava estudando a relação de Cosmog com os portais para a dimensão das Ultra Beasts. Em seus arquivos, ele cita uma Ultra Beast em específico: Nihilego. Após ter acesso à essas anotações, Lusamine decide criar a divisão tecnológica da fundação na tentativa de ter acesso às Ultra Beasts e quem sabe, poder resgatar seu marido. No entanto, Lusamine ficou obcecada pelas Ultra Beasts e começou a fazer testes com o Cosmog. Lillie, sua filha mais nova e irmã de Gladion, ao perceber que as atitudes de sua mãe estavam passando dos limites, decidiu fugir da Fundação levando consigo o Cosmog dentro de uma bolsa, apelidando-o Nebby. Um fato curioso sobre ela é que Lusamine se tornou a primeira antagonista da série, ou seja, é a primeira mulher a se tornar vilã nos jogos da linha principal de Pokémon, além de ser a primeira a não recompensar o jogador com dinheiro após uma batalha, embora conceda experiência por cada Pokémon que é derrotado.

A Maçã no Paraíso

Furiosa com a atitude de sua filha, Lusamine propõe uma aliança a Guzma, líder da Equipe Skull, na tentativa de localizar Lillie e Nebby sem que as atenções estejam voltadas para a Fundação e sim para outra equipe, que já é conhecida por praticar atos criminosos. Seu plano era simples porém eficaz: causar uma distração em um lado do arquipélago, atraindo o protagonista para Po Town, enquanto Plumeria, realizava o "sequestro" de Lillie na Aether House, maior base em terra firme da Fundação fora do Paradise. Assim que Lillie e Nebby chegam na ilha, Lusamine parte para seu quarto secreto, a fim de extrair todo o poder do Cosmog, abrindo assim o portal para a dimensão das Ultra Beasts. Porém, é derrotada e em um ato egoísta, se joga no portal aberto por Cosmog, levando consigo Guzma. Ao chegarem no Ultra Space, Lusamine pede para que Guzma se funda ao Nihilego, criando assim a criatura perfeita. Contudo, ao sentir Nihilego tentanto controlá-lo, Guzma desiste da ideia de apoiar Lusamine, por sentir medo do que poderia acontecer com ele e com outras pessoas. Com isso, a própria Lusamine se funde ao Nihilego, tornando-se uma espécie híbrida de Humano-Pokémon. Quando o protagonista e Lillie chegam ao Ultra Space, Guzma diz que Lusamine está completamente tomada pelo Nihilego e que dificilmente seria convencida do contrário: de fato, nem as palavras de sua filha foram capazes de fazer com que Lusamine desistisse da ideia e voltasse a ser apenas humana, que desafia o protagonista. Ao perder, enfurecida, tenta atacar Lillie, que é salva por Solgaleo/Lunala após soltar um rugido que separa os dois, fazendo com que Lusamine perca a consciência e fique severamente debilitada.

Turritopsis dohrnii

Calma gente, esse nome estranho aí em cima não é nada ofensivo ou uma palavra escrita em russo e sim, uma espécie de água-viva que é biologicamente imortal e pode reverter-se para um estado jovem e imaturo se estiver muito velha ou estressada. Claro que essa não era a intenção de Lusamine ao se fundir com o Nihilego, porém, ao fazer isso, acabou se perdendo. Aliás, isso meio que acontece quando nos tornamos obcecados por algo. Sempre é bom lembrar que tudo o que é demais faz mal e Lusamine aprendeu essa lição da pior forma, pois de tanto querer ter ou conviver com uma Ultra Beast, acabou vendo seus planos irem por água abaixo. Tanto que Lillie viajou até Kanto para falar com Bill, outro velho personagem conhecido dos fãs da franquia, que também passou por uma experiência parecida a alguns anos atrás, ao se transformar em um Kabuto. Provavelmente nunca saberemos o que Lusamine tinha em mente ao se fundir com uma Ultra Beast, se foi a ganância em obter o poder de um Pokémon ou se estava totalmente desiludida por ter perdido seu marido justamente quando o mesmo estava pesquisando sobre o assunto. Encerra-se aqui a série sobre as equipes vilãs da franquia Pokémon. Quem sabe na próxima geração, se houver, não tenhamos uma história tão rica e cheia de reviravoltas como essa de Alola?

E vocês? O que acham das atitudes de Lusamine? Mãe exemplar? Bruxa? Ou quem sabe um pouco arrogante?

Revisão: Diogo Mendes
Referências: Bulbapedia
Victor Hugo Carreta escreve para o Nintendo Blast sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook