Por que o Switch usa o aplicativo de chat por voz em partidas online? A Nintendo explica

Reggie Fils-Aimé revela por que a Nintendo decidiu fornecer chat por voz via aplicativo para dispositivos móveis.



Uma das críticas recorrentes de usuários do Nintendo Switch é com relação a ausência de uma comunicação própria de chat por voz. Para se comunicar com outros jogadores em partidas online no console híbrido é necessário a utilização do aplicativo Nintendo Switch Online, disponível para dispositivos iOS e Android.


Durante sua participação no evento Geekwire Summit em Seattle, nos Estados Unidos, Reggie Fils-Aimé explicou o motivo que levou a Nintendo a utilizar um aplicativo para bate-papo no Switch. Segundo o presidente e COO da Nintendo of America, o recurso foi escolhido devido a característica do console permitir jogar a qualquer hora e lugar.

"A abordagem da Nintendo é fazer as coisas de maneiras diferentes. Nós temos um conjunto de experiências muito diferente do que nossos concorrentes oferecem e fazemos isso de uma maneira diferente. Isso cria uma espécie de yin e yang para nossos consumidores. Eles estão empolgados com o armazenamento de saves na nuvem e o conteúdo legado, mas desejamos poder oferecer o chat por voz de uma maneira diferente", disse Reggie. "O que vemos é uma situação em que sabemos que o Nintendo Switch está sendo jogado ao ar livre, em um parque, em um metrô. Acreditamos que a maneira mais fácil de se conectar e ter uma experiência ponto-a-ponto com o chat por voz é com o seu celular. Ele está sempre ali, está sempre com você", explicou.

Reggie também comentou por que a Nintendo demorou tanto tempo para investir no mercado mobile. Segundo ele, a Nintendo não poderia simplesmente transferir jogos de consoles para os smartphones e precisou avaliar as formas de cobrar os jogadores pelo conteúdo. "Precisávamos criar experiências únicas. Os jogos de consoles, se transplantados para um dispositivo móvel, não se transfeririam tão bem. Precisávamos trabalhar pensando na monetização... porque somos movidos a fazer dinheiro. E nós precisávamos descobrir como ser eficazes em plataformas e mercados que não possuímos. Isso levou tempo", explicou Reggie.

Fonte: Ars Technica

Alex Sandro de Mattos é formado em Gestão de TI. Entre se aventurar por Hyrule e se perder em Silent Hill, gosta de publicar fatos interessantes e bobagens no Nintendo Blast. Pode ser encontrado jogando games 2D e também no Facebook.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook