Seleção 2019: novas vagas na equipe do Nintendo Blast! Redação, revisão, design, social media, e podcast. Saiba mais e participe!
Jogamos

Análise: 99Vidas - Definitive Edition traz diversas referências e revive a nostalgia dos tempos áureos dos fliperamas

Um game que entrega um beat’ em up divertido e desafiador que preza pelo modo cooperativo.


Havia uma época em que um gênero específico de jogo eletrônico se destacava:  o beat’ em up, o famoso tipo de game no qual o jogador tem como objetivo principal derrubar todos os inimigos que vierem pela frente.


Esses jogos fizeram a alegria dos jogadores das décadas de 80 e 90 e, ao lado de Street Fighter 2, facilmente era encontrada uma máquina de Double Dragon, Cadillac Dinossaurs, Final Fight ou Teenage Mutant Ninja Turtles para drenar as últimas moedas que sobravam dos trocados dos pães para o café da manhã.

Com o passar dos anos, esse gênero foi ficando impopular, talvez pelo fim dos arcades ou pela própria evolução dos jogos eletrônicos que trouxe uma geração de jogadores mais exigentes, gamers que procuravam gameplays e histórias mais complexas e não se contentavam mais com os jogos de briga de rua.

No intuito de reviver todos esses jogos clássicos e resgatar os jogadores old school, surge o 99Vidas. Fruto de um financiamento coletivo bem-sucedido, o game foi desenvolvido pelo estúdio brasileiro QUByte em parceria com o podcast 99Vidas, que rendeu um belo beat’ em up inspirado nos clássicos jogos do gênero do passado. Lançado originalmente em 2016 para outras plataformas, o game chegou esse ano para o Switch sob o nome de 99Vidas - Definitive Edition.

O poder nas mãos erradas

De acordo com uma lenda, existe um artefato que transmite o poder da imortalidade para quem o detém e, para ser protegida das mãos de pessoas mal-intencionadas, quatro guardiões são responsáveis pela proteção do poderoso objeto.


Até então tudo não se passava de uma lenda, até que o artefato cai nas mãos erradas, comprometendo toda a civilização. Cabe então aos guardiões resgatar a relíquia e armazená-la em um local seguro: para isso, os heróis possuem alguns poderes especiais que os auxiliarão nessa épica jornada.

Espanque quem estiver pela frente

Em 99Vidas, o objetivo parece simples: apenas bater em todo mundo para recuperar o poderoso artefato. Mas ele só parece simples, pois o game se mostra bem desafiador — ainda mais se você estiver jogando sozinho. Os inimigos sempre encontrarão uma maneira para te nocautear da mesma forma que os beat’ em up de antigamente.

Os personagens contam com sequências de golpes únicas com possibilidades de upgrades em três níveis, cada qual com suas habilidades, atributos e movimentos especiais diferentes baseados nos elementos da natureza: terra, água, fogo, ar, raio e areia.


Em uma progressão lateral, é possível adquirir itens ao longo das fases que auxiliam os personagens durante os combates. Alguns dos itens são comuns em jogos de briga de rua, como o frango para completar a barra de vida, um bastão de beisebol para atingir os adversários, dentre outros.

Diferente de outros beat’ em up, 99Vidas não possui continues. Após concluir a fase, automaticamente o jogador é direcionado para uma loja onde o mesmo pode adquirir upgrades para seus movimentos e comprar vidas extras para seguir para a próxima fase.


No modo campanha há seis fases, cada uma com um clássico chefão no final, além de conter cenários extras que são desbloqueados ao longo do jogo. Ao todo são onze personagens jogáveis, sendo que seis estão desbloqueados e o restante é liberado no decorrer do jogo.

Além do modo campanha, existe mais quatro modos de jogo: Arcade, que é o modo clássico, Remix, onde as fases são escolhidas aleatoriamente, Versus, que é a luta dos personagens um contra o outro e Sobrevivência, onde o jogador sobrevive ao maior números de inimigos possíveis.


Visual nostálgico

Como sendo uma bela homenagem aos jogos de pancadaria do passado, o visual não poderia ser diferente: o game é construído em pixel art da melhor qualidade, os cenários são bem diversificados e coloridos, contendo vários ambientes: a locadora de videogames, a praia, o metrô (aos moldes de Final Fight) e até uma fase que parece que foi pintada por uma criança, todos muito bem detalhados com objetos característicos dos locais apresentados.


Acompanhando a nostalgia que o game transmite, sua trilha sonora é excelente, construída para se assemelhar a era dos 16 bits, sendo as músicas diversificadas e algumas fazendo referência ao nosso país. Estilos musicais como funk, baião, samba e até uma homenagem ao game Streets of Rage estão presentes no jogo.

Diversas referências

Durante o gameplay, o jogador vai se deparar com diversas referências que estão incluídas no jogo, sejam elas baseadas nos games ou na cultura dos anos 80/90. As referências são tantas que facilmente o jogador vai identificar. Uma delas são os itens coletados durante as fases que são videogames antigos, facilmente você verá um Master System, Mega Drive e NES jogados no chão.


Referências de outros games são bem presentes em 99Vidas, como alguns inimigos e o especial dos personagens que são muito semelhantes aos especiais do clássico Golden Axe da SEGA. Na versão para o Nintendo Switch, o game contém fases e inimigos novos e, para aumentar ainda mais o sentimento nostálgico dos saudosistas, existem nas opções diversos filtros de tela (como TV de tubo, portátil, etc.) que podem ser escolhidos para deixar o jogo da mesma forma que eram jogados os games de antigamente.


99Vidas - Definitive Edition é um game bastante divertido, ainda mais se for jogado com outras pessoas. O game tem suporte a multiplayer local e online para quatro pessoas, o que torna o jogo mais agradável, pois a dificuldade dos inimigos é um pouco desbalanceada e terminar o jogo sozinho se torna bem complicado (porém não é impossível). É um game que nos remete aos bons e velhos jogos de briga de rua e que preza pelo modo cooperativo, um ótimo jogo para juntar aqueles amigos da velha guarda para jogar em casa e relembrar os velhos tempos dos fliperamas.

Prós:

  • Diferentes modos de jogo;
  • Inspirado nos jogos clássicos;
  • Visual nostálgico;
  • Diversas referências.

Contras:

  • Dificuldade desbalanceada.
99Vidas - Definitive Edition – PS3/PS4/PS Vita/XBO/PC/Switch – Nota: 8.5
Versão utilizada para análise: Switch

Revisão: Arthur Maia
Análise produzida com cópia digital cedida pela QUByte
Pierre Oliveira é formado em letras e skatista nas horas vagas, fascinado por jogos eletrônicos desde que se conhece por gente. Acredita que o melhor videogame lançado até hoje foi o Super Nintendo, embora seja apaixonado pelo seu Playstation 3. Seus jogos prediletos são Donkey Kong Country 2 e Heavy Rain, pode dificilmente ser encontrado no Facebook.

Comentários

Google+
Disqus
Facebook