Ex-produtor criativo de Scalebound duvida que o game esteja sendo desenvolvido para o Switch

Jean Pierre Kellams, que atualmente trabalha para a Electronic Arts, usou o seu perfil no Twitter para comentar o assunto.



A participação de Imran Khan, editor da Game Informer, na mais recente edição do podcast Kinda Funny Games Daily Show colocou fogo na internet. No programa, o jornalista afirmou que a Nintendo pode estar revivendo um jogo que foi cancelado no passado e que as pessoas nem esperam o seu retorno. Depois dessa fala, diferentes perfis no Twitter publicaram que o título em questão seria Scalebound, projeto da PlatinumGames exclusivo para as plataformas Microsoft, mas que teve seu desenvolvimento interrompido no início de 2017.


No entanto, de acordo com Jean Pierre Kellams, ex-produtor criativo de Scalebound e atualmente funcionário da Electronic Arts, é difícil de acreditar que o jogo mencionado pelo editor da Game Informer seja o antigo projeto da PlatinumGames. "Droga. Eu não sei. Eu não trabalho mais lá e não tenho contato com ninguém sobre isso, mas duvido muito que seja verdade", escreveu Kellams em seu perfil no Twitter.

A postagem gerou uma série de perguntas dos seguidores do produtor, que respondeu algumas delas. "Eu também", disse Kellams ao concordar com um usuário do Twitter que apontava as dificuldades em relação aos direitos de propriedade intelectual. "Isso e as diferenças de hardware. Neste momento, faz mais sentido simplesmente criar um novo jogo. Scalebound não era uma propriedade intelectual adorada. Nunca teve a oportunidade de se tornar nisso", complementou Kellams.

De acordo com o produtor, os direitos pertenciam a Microsoft na época em que o game estava sendo criado. "Quando eu trabalhei nele, a Microsoft. Claramente", respondeu quando foi questionado sobre a empresa que detinha os direitos. Porém, de acordo com o IGN Brasil, a marca foi abandonada pela Microsoft em 04 de dezembro de 2017.

As mensagens de Kellams no Twitter não pararam por aí, ele disse que se existisse a oportunidade de finalizar Scalebound, ele adoraria retornar para o projeto. Porém, como acreditava que seria algo improvável, acabou deixando a PlatinumGames.
"Acho que vou desligar o Twitter até este rumor morrer. Há pessoas se referindo a mim em todo o tipo de estupidez. Não me venham com essas estúpidas mensagens de registos de propriedade, ou argumentos entre Microsoft e Nintendo, ou o que ouviu ser a verdade sobre Scalebound", desabafou.
Essa não é a primeira vez que Scalebound tem seu nome vinculado à Nintendo. Em 2014, Kamiya disse que poderia criar algo como Scalebound para o Wii U, desde que a Big N financiasse o projeto. Também existem rumores pela internet que Astral Chain, game anunciado na última edição do Direct, aproveita muitos dos conceitos que seriam usados no título cancelado da Microsoft.

Fonte: Eurogamer

É jornalista e obcecado por games (não necessariamente nessa ordem). Seu vício começou com uma primeira dose de Super Mario World e, desde então, não consegue mais ficar muito tempo sem se aventurar em um bom jogo. Diretor de Redação do Nintendo Blast.

Comentários

Google
Disqus
Facebook