Top 10

Os dez líderes de ginásio mais difíceis de Pokémon

Conheça os adversários que são uma verdadeira pedra no sapato de qualquer treinador.

A jornada para se tornar um mestre Pokémon não é fácil. Derrotar os oito líderes de ginásio de uma região é o primeiro passo para alcançar esse título, mas isso não significa que é o mais fácil. Verdadeiras muralhas de dificuldade aguardam os treinadores que se aventuram sem o preparo necessário para enfrentar um líder confiante. Compre o máximo de Max Restores e Revives que puder, pois hoje vamos listar os dez líderes de ginásio mais difíceis de derrotar da franquia de jogos principal de Pokémon.



Para compor essa lista, consideramos os líderes de ginásio oficiais da Liga Pokémon de todas as regiões, com exceção da Liga de Alola, por não fazer uso do sistema normal de líder de ginásio como forma de testar os seus competidores.

É importante lembrar também que essa lista representa apenas a opinião do autor responsável. O conteúdo do texto não deve ser considerado como sendo a única verdade possível. Todos podem ter suas próprias opiniões a respeito do assunto.

10: Fantina (DPP)

Artista: WaniOWani
Fantina, a única representante da Liga de Sinnoh nessa lista, é a nossa décima colocada. A líder de ginásio do tipo fantasma da cidade de Hearthome é responsável por causar um pico de dificuldade raro durante a jornada pela fria região de Sinnoh. Além de ser longa e estressante, a batalha pode pegar muitos jogadores desprevenidos com o nível alto dos Pokémons da Fantina.

O time dela é surpreendentemente eficiente em aguentar golpes enquanto ao mesmo tempo enfraquece os desafiantes com Will-O-Wisp e Confuse Ray. Depois de enfraquecido, Fantina só depende do seu Mismagius para varrer o resto do time do jogador.

9: Elesa (BW2)

Artista: ViViVooVoo
Elesa é uma modelo que nas horas vagas trabalha distribuindo algumas surras em treinadores novatos. A líder do ginásio elétrico da cidade de Nimbasa é uma das mais treinadoras mais ofensivas da região de Unova. Ela apresenta um time feito para abusar da estratégia de Volt Switch, um dos movimentos mais quebrados dos jogos da quinta geração.

Se o seu time não tem algum Pokémon do tipo Ground prepare-se para ser feito de bobo na rodinha de trocas infernal da Elesa. Zebstrika, o pokémon principal da modelo, é uma máquina impiedosa de distribuir dano que pode acabar facilmente com qualquer tipo Ground. Se isso tudo não bastasse, o time dela ainda ganha mais um componente no Challenge Mode de Black/White 2.

8: Winona (Emerald)

Artista: ViViVooVoo
Ter pesadelos traumáticos envolvendo um Altaria é um dos sintomas mais comuns entre os treinadores que desafiaram Winona. A líder do ginásio voador da cidade de Fortree representa uma verdadeira muralha para a maioria dos jogadores que se aventuram pela região de Hoenn em Pokémon Emerald
Com a adição de um Tropius ao time, Winona se torna uma potência ofensiva e defensiva ostentando uma vasta cobertura de fraquezas e vantagens. Mesmo assim os outros Pokémons dela nem chegam a ser um problema se forem comparados com a pedreira conhecida como Altaria. Abençoado por uma tipagem com apenas 2 fraquezas raras (Gelo e Pedra), só basta uma Dragon Drance para que o Altaria tenha poder e defesa suficientes para varrer todo o seu time.

7: Norman (Ruby/Saphirre)


Norman é o pai do protagonista da terceira geração e trabalha como líder do ginásio do tipo normal da cidade de Petalburg em Hoenn. Ele marca a primeira vez que algo do tipo acontece em Pokémon, mas não pense que isso significa que ele vai pegar “leve” por você ser da família - A realidade é bem mais cruel.

Para ínicio de conversa, quem foi o “gênio” da GameFreak que achou uma boa ideia colocar dois Pokémons com atributos de um lendário no time do quarto líder de ginásio de uma região? Tudo bem que a habilidade “Truant” do Slaking serve para balancear isso, mas de nada adianta quando estamos falando de uma batalha que acontece quase no começo do jogo. Quase nenhum Pokémon disponível até o momento consegue aguentar mais de uma palmada bruta do Slaking. Alguém precisa criar o Instituto da Criança e do Adolescente no mundo Pokémon com urgência.

6: Lenora (BW)


Lenora é a líder do ginásio do tipo normal da cidade de Nacrene em Unova. Ela é considerada por muitas pessoas como a líder de ginásio mais difícil da quinta geração apenas por causa da força absurda do seu Watchog. Parece até piada falar isso, mas até a chegada de Lenora nenhuma evolução final de um roedor das rotas iniciais havia chegado tão perto de se equiparar ao nível de força do “Top Average” Rattata do Youngster Joey.

Não o subestime. O golpe Retaliate do Watchog é incrivelmente poderoso quando levamos em conta a média de nível daquele momento específico do jogo. Fazendo uso de um delicioso spam de Hypnosis, é quase certeza que o Watchog vai fazer um estrago enorme em qualquer time típico do início de Black/White.

5: Drayden/Iris (Black/White)


A história por trás do ginásio do tipo dragão da cidade de Opelucid é bastante curiosa. O prefeito da cidade, Drayden, é o líder exclusivo da versão Black, enquanto a pequena Iris é a líder regente da versão White. Ambos treinadores não possuem nenhuma diferença em seus respectivos times, portanto serão colocados juntos na mesma posição.

Durante a quinta geração, o tipo dragão era o melhor tipo ofensivo e defensivo do jogo inteiro. Se não bastassem as fraquezas raríssimas, os Pokémons desse tipo ainda tinham o privilégio de possuir atributos extremamente elevados em comparação ao resto.

Essa vantagem ficava bem mais clara quando o poderoso Haxorus entrava na arena. Semelhante a Altaria de Winona, bastava uma Dragon Dance para que o Haxorus virasse um Godzilla destrutivo. O que torna essa vez diferente é o fato de que o Haxorus é um Pokémon infinitamente mais poderoso do que a Altaria era. O dragão puro de Unova ostenta atributos colossais, que caso sejam somados aos buffs da Dragon Dance, podem varrer qualquer tipo de time existente.

4: Clair (GSC)

Artista: ViViVooVoo

Clair é a orgulhosa líder de ginásio do tipo dragão localizado na cidade de Blackthorn em Johto. Depois de se autointitular como “a melhor treinadora de dragões do mundo”, não é nenhuma surpresa que ela se ache o último pacote da bolacha. Pelo menos toda essa arrogância não é à toa - Clair realmente prova que é uma das líderes de ginásio mais fortes da história de Pokémon.
Por causa da escassez de Pokémons dragão disponíveis na segunda geração, o time dela precisou ser preenchido com três Dragonair de nível 37. Apesar dos Dragonairs representarem um enorme perigo para os treinadores mais desavisados, a verdadeira luta contra a Clair só começa quando ela põe o Kingdra em campo.

Sabe aquele tipo gelo que você capturou em Ice Path? Me desculpe ser grosso, mas ele não serve de nada contra o Kingdra. A única fraqueza do Pokémon principal da Clair é o tipo dragão que até o momento em que ocorre a batalha se encontra quase impossível de ser obtido em Gold e Silver. Graças a essa tipagem extremamente roubada, Kingdra absorve qualquer tipo de dano como se fossem cócegas e ainda pode causar danos severos a qualquer Pokémon que entre na frente do seu Surf ou Hyper Beam.

3:Brock (Yellow)

Artista: SaintNaruto









O primeiro líder de ginásio da franquia Pokémon também é, de certa forma, o último de muitos treinadores novatos que não estavam preparados para esse enorme pico de dificuldade. Pode se dizer que a cidade de Pewter não tem um museu à toa. A verdade é que ele serve para mostrar ao jogador o que acontece com ele se não capturar um Mankey ou Nidorino com Double Kick antes de enfrentar Brock em Pokémon Yellow.

O especialista do tipo pedra de Kanto definitivamente não está aqui para brincadeiras. O temido Onix do Brock pode acabar com a carreira de qualquer treinador antes mesmo dela sequer começar. A escassez de Pokémons fortes contra o tipo pedra durante o começo da jornada em Yellow é um problema que triplica a dificuldade dessa primeira batalha contra um “chefão”.

Se você não é um treinador experiente que consegue abusar de estratégias mais avançadas e também não está disposto a treinar todos os seus Pokémons até o level 15, é praticamente impossível derrotá-lo sem utilizar um Pokémon com golpes fortes contra pedra. Apesar de ser possível começar a jornada com um Squirtle ou Bulbasaur em Red e Blue, a versão Yellow consegue piorar ainda mais a situação ao te obrigar a usar um Pikachu que é fraco contra o tipo pedra.

2: Whitney (GSC)

Artista: Desconhecido
O que posso falar da infame Whitney que um fã de Pokémon já não saiba? Não é por menos que a líder de ginásio da cidade de Goldenrod em Johto conquistou a fama de ser um dos “chefes” mais difíceis, não só de Pokémon, mas da história de todos os RPGs. Esqueça tudo que falei sobre os outros líderes até agora, perto do Miltank endemoniado da Whitney todos eles são apenas uma formiga tonta e sem rumo.

O Miltank da Whitney, como o próprio nome já diz, é um verdadeiro tanque de batalha pronto para exterminar todos os seus sonhos. Além de ser dotada de excelentes atributos defensivos, a vaquinha rosa podia abusar de Milk Drink para alcançar uma longevidade insana ao mesmo tempo que não precisava ter um ataque alto para causar dano, pois a força do golpe Rollout aumenta a cada vez que ele atinge o pokémon adversário.

Quando tudo parece estar dando certo. Depois de tanto esforço para reduzir o HP da Miltank até o vermelho. É preciso assistir mais uma vez a barra de vida dela enchendo como se nada tivesse acontecido. Os adversários mais difíceis são aqueles que te obrigam a usar um Pokémon específico só para ter alguma chance contra ele. Caso queira, você pode desviar do seu caminho para capturar e treinar um Pokémon do tipo lutador, mas a luta contra a Whitney ainda vai continuar irritante da mesma forma.

1: Sabrina (Yellow)

Artista: ViViVooVoo
Só um tipo tinha o direito de reinar acima de todos os outros na primeira geração. Esqueça os dragões da quinta geração: os pokémons psíquicos eram praticamente deuses intocáveis na terra sem lei de Kanto. Dragões eram praticamente inexistentes naquela época, insetos eram inúteis, o tipo dark ainda nem sonhava em existir e a única família de Pokémons fantasma possuía um péssimo tipo secundário para enfrentar os psíquicos.

Foi justamente nessa situação que Pokémon Yellow te colocava para enfrentar Sabrina, a misteriosa líder de ginásio do tipo psíquico da cidade de Saffron. Um desafio quebrado e injusto é apenas um elogio para a batalha contra Sabrina. A diferença de força é tão grande que apenas o Alakazam sozinho podia simplesmente aniquilar um time competitivo inteiro caso os níveis de ambos treinadores fossem semelhantes.

Nas versões Red e Blue, Sabrina possuía um time mais variado e equilibrado, mas é apenas em Yellow que ela revelou a sua verdadeira face. O time dela na terceira versão era composto pelos três Pokémons da linha evolutiva do Abra no nível 50. Para efeito de comparação, o único Pokémon dela que tinha um nível maior que 40 em Red e Blue era o Alakazam no nível 43.

O aumento excessivo no nível dos Pokémons da Sabrina causava um pico de dificuldade gigantesco que só podia ser superado com muito grind por parte do treinador. A primeira especialista em Pokémons psíquicos oferece, até hoje, um dos desafios mais árduos da história de Pokémon.

Revisão: Ícaro Sousa

Estudante de jornalismo que não vê a hora de achar um estágio. Apaixonado por videogames e esperando o fim de Hunter x Hunter e Berserk desde que me entendo por gente.

Comentários

Google
Disqus
Facebook